31
Jul 07

Raúl Castro abre precedentes que indicam reformas no país.

 

O delfim de Fidel parece querer alterar as políticas em Cuba. Era bom  que Cuba finalmente seguisse o caminho da abertura democrática e das liberdades políticas.

publicado por José Manuel Faria às 21:28

14 comentários:
Os cubanos merecem um futuro melhor. Espero que a politica em Cuba se encaminhe para uma democracia.
Mª do Resgate a 31 de Julho de 2007 às 23:51

Pois, já reparei na vanguarda revolucionária que por aqui vai, é 1 pouco díficil de entender como é que gente dita de esquerda se esquece, que cuba é dos países onde vigora o sociaismo, e é um dos paises mais odiados pelo grande capital, no qual temos a imagem dos EUA. Mas pelo que tou a ver, espero que não esteja enganado, mas cheira-me que o jmvfaria, é um famoso prof da secundária de Vizela, que numa altura de luta, e por ser alguem de esquerda e do B.E. falhou a uma greve agendada pela Fenprof. Enende-se a falta de caracter para estar na luta a sério contra aquilo que mais afecta os povos, a vontade insaciavel do puder capitalista
CJ a 1 de Agosto de 2007 às 13:03

CJ: era favor escrever com mais clareza e correcção... assim não é possível entender!
silviaefe a 1 de Agosto de 2007 às 13:48

Quanto a Cuba, e principalmente aos Cubanos... espero que saibam guardar tudo aquilo que têm de bom e que não se deixem absorver por noções deturpadas do conceito de Democracia.
silviaefe a 1 de Agosto de 2007 às 13:53

1 - Em Cuba a pátria do "socialismo" são proibidas as greves,

2 - Ou melhor como são os trabalhadores que governam o país, veja-se os irmãos Castro, 2 operários que governam à mais de 40 anos sempre com maiorias absolutas, por isso as greves são desnecessárias.

3 - Há quem se queixe da política de delação do governo PS, e eu sou um deles, mas na central de espionagem do SPN, comandada à 30 anos pelos mesmos do PCP do costume, chegou-lhes uma informação muito importante um militante do PCP falhou uma greve na sua escola. Cuidado temos entre nós um menchevique disfarçado de bolchevique, à que tomar medidas, o "comunista" não obdeceu à orientação da central nem do Partido, o infiltrado Pecou.

4 - Não fiz essa greve porque não concordava com ela, queria greves às avaliações e aos exames , mas a fenprof tinha medo, ou melhor o sector sindical do PCP.

5 - Mais grave é o lider parlamentar do PCP continuar a ter dúvidas da falta de democracia no país fascista chamado Coreia do Norte, ou continuar a afirmar que Cuba é Socialista quando os trabalhadores têm fome e não há liberdade de expressão, e depois têm de se retirar dos jogos Pan- americanos.

6- Não há socialismo sem liberdade política, social, económica e cultural.


José Manuel Faria a 1 de Agosto de 2007 às 13:56

Vamos por partes.

Quanto à não adesão à greve, são factos passados que não se podem reescrever. Agiste como bem entendeste, caro Zé Manel , e se te assiste tal direito, também assiste aos que de ti divergiram na opção ter opinião, que não coincide com a tua.

Cuba

Dizes generalidades, com o devido respeito por opinião diferente. É evidente que o socialismo é um sistema onde a liberdade tem de ser um direito e uma prática quotidiana. Mas a liberdade é um produto para o qual contribuem todos os direitos, dos políticos ao direito ao trabalho, à saúde, à habitação. E, enquanto um que seja desses direitos não for efectivo, não há verdadeira liberdade. A questão, Zé, é como e em que condições chegar a esse estádio e aí não há receita óptima, além do mais porque as circunstâncias internacionais, nacionais condicionam a caminhada para o socialismo que tu e eu consideramos como um sistema muito mais justo que o capitalismo.

Coreia do Norte

Convido-te a reler as declarações do líder parlamentar do PCP e a apontar-me em que passagem ele aplaude o regime norte-coreano. O que ele não faz e tu fazes é fazer coro com todos os que criticam a luta dos povos pelo direito a traçarem o seu caminho, o que, obviamente, não implica estar cem por cento de acordo com o que esses povos fazem.

Respeitosamente.
igrejavelha a 1 de Agosto de 2007 às 17:42

A menina Silvia, desculpe a falta de letras e talvez de 1 acento ou outro, tentarei da próxima vez não cometer tantos erros, e se quiser até lhe escrevo de novo o texto para entender melhor aquilo que não entendeu, porque pelos vistos há 1 ou outra coisinha que até percebeu. Ao jmvfaria tenho agumas coisas a dizer: questão como a de Cuba é que este pais sofreu durante anos um embargo económico do EUA, algo que se encontra na história do mundo, embargo esse que os E.U.A executam contra qualquer nação que se quer tornar independente do mundo onde a exploração do homem pelo homem domine, e nesta questão nunca vi o líder parlamentar do B.E. a referir-se; e por último o comunista não vira casacas à luta nem à sua causa, não anda na política para aparecer nos jornais e nas revistas cor de rosa, e entende que deve estar sempre com a luta dos povos, algo que você não faz, porque a vida política não é só nas eleições.
cj a 1 de Agosto de 2007 às 17:52

Caro Igreja Velha:
1- Greve assunto passado, mas entretanto houve a referência...

2- Caro amigo por mais voltas que dês não tens explicações para a falta de liberdade política e de associação livre em Cuba, há um bom sistema de saúde e de educação, não chega é preciso respirar liberdade individual não estou a falar de niilismo ou liberalismo. O bloqueio dos EUA condiciona o desenvolvimento socio-económico , mas serve muitas vezes, muitas mesmo para não reformar o sistema.

Não haverá um conjunto de novos protagonistas escolhidos livremente pelo povo para governar Cuba, os mesmos à dezenas de anos, estranho, esta realidade é também uma explicação para o facto do regime estar isolado e ser criticado à direita e à esquerda.

3- Bernardino Soares referiu ao Diário de Notícias que tinha dúvidas que a Coreia do Norte não fosse uma Democracia.
No mesmo dia o "moderado" Lino de Carvalho, infelizmente falecido, sem medo, disse que não tinha dúvidas nenhumas que a CN não era uma democracia, no interior do partido fez-se constar que foi uma gaffe.

A Coreia do Norte pode escolher o caminho que quizer, penso que este caminho não é nada o melhor.

Os EUA escolheu outro caminho, também não estou de acordo.

O que é curioso é que O PCP não aponta uma única crítica ao regime norte-coreano ( ver último Avante), e nas suas únicas teses afirma que são povos amigos do internacionalismo anti- capitalista.

Cumprimentos.
José Manuel Faria a 1 de Agosto de 2007 às 18:27

Cj o facto de publicamente o Coordenador do Bloco não ter condenado publicamente o regime Cubano, tenho dúvidas, mas mesmo que o não tenha feito o problema é do Francisco Louça não é meu.

No BE há liberdade de pensamento e as criticas a Cuba são corroboradas por muitos camaradas, é certo que há tendências no Bloco que apoiam o regime Cubano e algumas minorias Hugo Chavèz.

José Manuel Faria a 1 de Agosto de 2007 às 18:37

CJ : Não posso dizer que deduzi simplesmente...porque tive de ir confirmar... O tom coloquial perante a minha "afronta" só mesmo de um virgeniano .
silviaefe a 1 de Agosto de 2007 às 18:50

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
A dra. Maria José Pacheco nunca aceitou o convite ...
O snr Manuel Campelos e a Dra Maria José Pacheco f...
Sr. ProfessorAlgo não está bem com a sua página.Nã...
Vacuidade. A única crítica que consegues fazer é a...
Respondendo às perguntas do MVS, devo dizer o segu...
A que jovens JIC se refere?A Licenciados? a Mestre...
Prestígio?????Isto é como quem deita gatos a afoga...
O seu computador está com problemas, partes do tex...
Oh Nuno Sousa, tens de por Corega na placa pois te...
Isto sim, é um líder. Isto sim, dá prestígio a Viz...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO