08
Ago 07

O debate sobre a possibilidade de coligação entre o BE e o PS em 2009 estende-se pela blogosfera.

Miguel Portas responsável da CP do BE afirma que a notícia do DN é enganosa e fabricada à medida do pensamento de Pedro Correia, afirma Daniel Oliveira no Arrastão.

Esta possibilidade à partida está portanto afastada, e diz-se que são manobras da direita para esvaziar o Bloco.Pode ser, mas penso que um partido que concorre a eleições que já tem 8 deputados tem de pensar longe. Não pode continuamente agir no "correr por fora", pois o seu momento pode passar.

As fracções "esquerdistas" querem fazer do BE a vanguarda revolucionária a caminho do socialismo no dia se S.Nunca.

As populações os eleitores desempregados, desfavorecidos e humilhados que votam BE querem que este os "salve" da selva neoliberal e capitalista. Por isso obrigar um governo a governar à esquerda ou fazer parte dele é contribuir para uma solução se possível a curto prazo.

publicado por José Manuel Faria às 18:20

6 comentários:
Be no governo só para rir.
Anónimo a 8 de Agosto de 2007 às 19:51

Caro José Manuel, a questão que se coloca nesta possível (diria até, provável) coligação, é muito simples. O PS/Sócrates é seguramente o governo mais à direita de todos os governos de direita que até hoje governaram Portugal. Tem levado o país ao descalabro completo. Aumentou a miséria do povo, está a destruir os serviços públicos de apoio aos cidadãos (saúde, educação, justiça, etc.), tem retirado direitos aos trabalhadores, tem previligiado os grandes grupos económicos proporcionando-lhes lucros como nunca tiveram até à chegada do PS ao poder, tem exercido uma política autoritária e repressiva que faria corar de vergonha qualquer governo autoritário da América Latina.
Só em sonhos utópicos se poderá pensar que o BE poderá influenciar a linha política do PS na governação.
Então, a que é que o BE se propõe?
Passar uma esponja por cima disto tudo?
Ser a muleta de todas estas políticas?
Caro José Manuel, penso que já o disse (não sei se neste blog), O Poder não pode ser um objectivo que justifique todos os meios e incoerências. O Poder deve ser um objectivo para assim conseguir pôr em prática uma governação que beneficie o povo, as populações, os trabalhadores. Que assegure uma justiça social efectiva e uma igualdade de oportunidades para todos. Que transforme Portugal num país avançado mas solidário. Se o BE coligado com o PS/Sócrates chegar ao Poder, vai conseguir isto?

O BE por coerência, não devia guiar-se pela cenoura tal como fez o burro. Porque o burro, seguindo a cenoura que nunca chegou a comer, apenas contribuiu para que o dono atingisse o objectivo: levar a carga até ao moleiro.
Cumprimentos.
vermelho vivo a 8 de Agosto de 2007 às 23:48

Caro amigo o governo de Sócrtes está à direita do PSD, todos o sabemos.

A estratégia de um partido de esquerda para crescer e poder influênciar, tem de ser uma apresentação ao eleitorado com um programa credível de governação ( para quê votar se é para a oposição) pensam assim centenas de milhres de eleitores( voto útil). E se o BE crescer e se for confrontado com essa hipótese não deve descurar, pois obrigaria o PS a inflectir, caso não aconteça o PS pode-se aliar à direita e vamos para pior.

Jerónimo de Sousa disse ontem que o PCP governa quando o povo quizer - quando ganhar eleições? bem podem os trabalhadores esperarem! São opções.
José Manuel Faria a 9 de Agosto de 2007 às 12:20

Continuo a pensar que esta aliança tem mais a ver com a vontade do BE se sentar vaidosamente na cadeira do poder do que com a vontade de inflectir o que quer que seja nas orientações e objectivos da governação PS/Sócrates.

Jerónimo de Sousa disse, e muito bem, que a CDU chegará ao poder quando o povo quiser. Ficaria extremamente preocupado se ele tivesse dito que a CDU chegaria ao poder mesmo que para isso, tivesse que se dobrar ao PS e branquear as politicas praticadas por este governo.

Não compreendo a preocupação do PS se poder aliar à direita. O governo do PS/Sócrates tem ido mais longe do que algum partido de direita teria coragem. Perante um PS sózinho ou coligado com a direita, que continue a praticar as politicas de beneficio dos grandes grupos económicos em claro prejuizo do resto dos cidadãos, o caminho é o combate e a luta. Nunca a renúncia daquilo em que acreditamos e pelo qual nos batemos.
É apenas uma questão de sabermos quais os verdadeiros objectivos que nos orientam.
vermelho vivo a 9 de Agosto de 2007 às 13:01

Todos os estudos de sociologia política indicam que o eleitorado do Bloco é essencialmente jovem, urbano e da classe média. Parece portanto abusivo (intelectualmente falando, claro está) afirmar que o acordo salva os milhares de eleitores desempregados, desfavorecidos e humilhados que votam BE da selva neoliberal.

Há muito que entre os apoiantes do BE, sobretudo alguns teóricos com formação universitária, se advoga a diluição no PS. Há quem vindo da Plataforma de Esquerda, não tendo acompanhado outros ex-comunistas, espera pacientemente o momento para se juntar aos que já lá estão e com proveito pessoal.

Não sou nem a favor nem contra a hipotética aliança para o governo, mas se o BE decidir pelo negócio deixo de me rever nele.
Anónimo a 9 de Agosto de 2007 às 19:27

1- Nas últimas legislativas já não aconteceu esse "fenómeno". Dois deputados em Setúbal, quase 1 em braga e em Aveiro, mais votos que a cdu no Porto.
2- Não é verdade o único que disse quase isso foi Miguel Vale de Almeida que já não é do BE, disse que o PS teria que ser outro!
José Manuel Faria a 9 de Agosto de 2007 às 19:40

Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Gostava, mas nunca saberá pois isto da política é ...
Só gostava de saber qual o valor que JP recebeu.
Há muitos anos que este persegue um.......(tacho)....
Que engraxador ridículo...
Bem foi avisado que...apostou no cavalo errado. P...
Grande masturbação dialética. Não te trates!!!Os s...
Mas então explique -me lá: já que sabe de tudo o q...
MM à procura de tachinho. Tadito. Ignora que Roma ...
Este sim...Foi um Primeiro Ministro às sérias e......
Pergunta para o José Manuel Faria e para os que se...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

10 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO