23
Out 07

 

 O PSD faltou hoje em bloco à sessão extraordinária da Assembleia Municipal do Funchal, inviabilizando a reunião solicitada pelos partidos da oposição para discutir "factos novos" relacionados com a auditoria realizada à autarquia.

Meia hora antes da hora marcada para o início dos trabalhos, os representantes da bancada social-democrata naquele órgão autárquico comunicaram, em conferência de imprensa, a decisão, considerando "não haver nada de novo a discutir" e que tudo não passaria de debater "uma questão de semântica".

Em causa está o relatório de uma auditoria efectuada à CMF pela Vice-presidência do governo madeirense, nos períodos 2003 e 2004, que detectou algumas irregularidades, designadamente violações do Plano Director Municipal.

"Não estaremos presentes nessa triste pantomina orquestrada pela oposição municipal. É uma questão de coerência e de respeito por quem no elegeu. Não banalizamos a autarquia", afirmou o representante do PSD, Carlos Rodrigues.

No Funchal é assim. Uma Assembleia Municipal é uma triste pantomina orquestrada. O PSD Madeira mostra a sua face neofascista jardinista.

publicado por José Manuel Faria às 18:05

comentário:
Na Madeira é arrogância política como noutros concelhos.
Sandra Silva a 23 de Outubro de 2007 às 19:49

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
E alguém viu o Alcides a bater palmas ao JIC depoi...
Eu gosto de ver os que andaram a defender o Dinis ...
O Guri é o Mestre de Avis e tem de defender o taxo...
O Guri deixou de ser Guri e passou a ser Mestre de...
Não foi uma técnica, foi uma professora do Agrupam...
1""Tem provas dadas e ganhe ou perca deixa provave...
Queres ver este P.S. dependente ver-lhe já a fug...
Oh snr Mestre de Avis.Escolheu mal o pseudónimo. D...
Concordo com o Mestre de Avis. Tem toda a razão, n...
João Ilídio Costa é apenas o herdeiro de uma pesad...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO