25
Nov 07
Há seitas ditas religiosas que não passam de impostores à procura de fiéis desesperados com intuito de lhes sugarem dinheiro a IURD é o caso paradigmático, mas há mais.
A religião, a fé é assunto sério para milhares de milhões de seres humanos, não se deve brincar nem explorar.

publicado por José Manuel Faria às 12:14

4 comentários:
lolada! Parece um discurso do Sócras!

1/2Kg de Broa a 25 de Novembro de 2007 às 14:25

Também dei umas gargalhadas com este vídeo.
Mas indo ao assunto em concreto, acho que a fé não preciso de ser mostrada perante os outros... No meu caso, por exemplo, não vou à igreja - missa - mas isso não significa necessariamente que não acredite. O que eu acredito é que também haja o contrário... que haja muitas pessoas que o façam só para dar a mostrar, quando no fundo aquilo é uma grande treta.
Márcio a 25 de Novembro de 2007 às 15:27

LOL, pensei que era o novo Ministro das Finanças.
Mª do Resgate a 25 de Novembro de 2007 às 16:56

é muito grave, nem sequer é preciso referir passagens da bíblia, o que estes senhores fazem é vergonhoso e ainda não percebi porque não são expostos, já há mais do que situações suficientes que justifiquem uma investigação.
há uma palavra para definir isto - fraude.
carlos martins a 27 de Novembro de 2007 às 13:44

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
O mesmo que as garantias do partido me dão.
Acredito no desperdicio e na desarrumaçao, mas n]a...
Compreendo, mas o sr. assim nao da garantias a nen...
Fica bem ser agradecida pelas portas abertas e pel...
Verdade Professor.... ou seja.. todo o Grupo envol...
Uma Coisa lhe respondo... o Sr. pelo que fala ate ...
Ohhhhh..... Professor.... Vossa Excelência é o quê...
A Aximage numa sondagem publicada há uma semana, d...
Sou socialista marxista libertário, o que faz com ...
Estará para breve.. uma Proposta á Camara Municipa...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO