17
Jun 08

O programa prós e contras da RTP1 sobre a problemática do futebol foi muito interessante.

 

Concordei na generalidade com Salgado de Matos e Daniel Oliveira. O futebol não é factor de coesão social, há um exagero nos excessos de patriotismos e de importância do jogo, o futebol é uma festa passageira que se vivi no momento e após umas horas. E, depois há o dia seguinte. Um entertenimento ocasional. Não pode haver futebol de Segunda a segunda, isso é alienação.

 

José Neves esteve bem, definiu que não há o nós ( Portugal), mas vários nós. A transversalidade de interesse de um jogo não faz de um país uma unidade nacional nem pode. A individualidade e ou os grupos, e a critica são motores duma diversidade fundamental há saúde mental do País.

 

Pela 1ª vez valeu apena assistir até ao fim. Os defensores do Sim deram luta argumentativa, mas não me convenceram. Há muito mais vida para lá do futebol. 

publicado por José Manuel Faria às 10:57

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Vou pegar só nestas suas palavras:"por incúria de ...
Então porque é que votaste nele???E agora vais vot...
Escreve-se assessor. Se querem falar mal de alguém...
NASCI, CRESCI E VIVO EM VIZELA, SOU VIZELENSE DE ...
Que coincidência é igualzinho ao do PS, só que est...
O srº anónimo quando é que me dá esse prazer? ó te...
E a isto se limita a campanha em Vizela, lavar rou...
O Meireles tinha razão: " Se passarmos para o Conc...
O que é que fizeram ao Vinagre? Misturaram-no com ...
Tens toda a razão, era o que ele devia ter feito. ...
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO