01
Out 08

http://jpn.icicom.up.pt/imagens/personalidades/valentim_loureiro_tribunal.jpg

Valentim Loureiro integra um grupo de dez pessoas formalmente acusadas no âmbito do processo da Quinta do Ambrósio, em Gondomar.

Em causa está uma operação de compra e revenda de um terreno que, de um momento para o outro, deixou de estar na reserva agrícola para passar a ter capacidade construtiva, permitindo aos intervenientes um lucro de três milhões de euros.

 

A Assembleia Municipal de Gondomar impediu moções de censura à Câmara  ( PCP,BE, PS) e aprovou um moção de confiança ( fuga para a frente).

 

O apoio incondicional ou o seguidismo ao partido são duas maleitas sem cabeça e "burras" que acontencem na AR ou AMV. E a vontade própria, e a inteligência única do polítio! Essa fica enterrada até ao monento da zanga, e aí, sim, aparece o estendal na rua todo manchado de pobres inconfessáveis.

 

Em Vizela  nunca aconteceria uma vergonha destas. O BE apresentou uma moção de censura à Mesa da Assembleia, e esta aceitou sem pruridos. Com este Presidente de Mesa ( João Cocharra), o episódio de Gondomar não teria este fim

 

Valentim com carapaça protectora dos seus acólitos. Uma Terra com amos!

publicado por José Manuel Faria às 10:57

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Ó Gury pensei que tinhas emigrado.........Ó Gury t...
Por acaso, eu acho que se trata de uma excelente a...
Ainda bem que saltei fora do barco enquanto uns se...
Coitado do PS Vizela, a Dora a Presidente !!!!!!!!...
Então não são 800 mil euros, não é verdade, eminên...
Anónimo a 12 de Janeiro de 2018 às 11:11Se fosse a...
Um orçamento com mais de 3 milhões de lucro e não ...
Recorde prof. que a redução do IMI a pagar 2018 f...
O resto do entulho, sim, porque o entulho já foi a...
Podia ter aproveitado para mandar alguns no meio d...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO