28
Fev 10

dscf0318bq8.jpg

 - No PSD

 

 Artº 9º

(Sanções)

1. Aos militantes que infringirem os seus deveres para com o Partido serão aplicáveis as seguintes

sanções, por ordem de gravidade:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Cessação de funções em órgãos do Partido;

d) Suspensão do direito de eleger e de ser eleito até dois anos;

e) Suspensão do direito de eleger e ser eleito, até dois anos, com cessação de funções em

órgãos do Partido;

f) Suspensão da qualidade de membro do Partido até dois anos;

g) Expulsão.

http://www.psd-quarteira.com/Estatutos%20PSd.pdf

 

No PCP


 

Artº 63º

 

 

2. As sanções disciplinares aos membros do Partido são as seguintes:

a) censura;

b) diminuição de responsabilidades;

c) suspensão da actividade partidária por período máximo de 1 ano;

d) expulsão do Partido.

http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=12&Itemid=38#10

 

No PS

 

 

Artigo 94º 
(Das sanções disciplinares)

1. Os membros do Partido estão sujeitos à disciplina partidária, podendo ser-lhes aplicadas as seguintes sanções:

a. Advertência; 

b. Censura; 

c. Suspensão até um ano; 

d. Expulsão.

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=31&Itemid=40

 

No CDS


Artigo 46°

(Sanções)

As infracções aos presentes Estatutos podem ser sancionadas com as seguintes penas:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Suspensão do direito de eleger e ser eleito até dois anos;

d) Suspensão;

e) Expulsão.

http://www.cds.pt/rubricas/EstatutosaprovadosnoXXIIICongresso-Jan2009.pdf

 

 

No BE


Artigo 6º

Sanções

1 – Aos aderentes que violem os Estatutos, podem ser aplicadas, por ordem

de gravidade, as seguintes medidas disciplinares:

a) Advertência;

b) Exclusão.

http://www.bloco.org/media/estat2009.pdf

publicado por José Manuel Faria às 10:52

 

Megan Fox

publicado por José Manuel Faria às 09:48

 

"O líder parlamentar do BE, José Manuel Pureza, disse ontem ao DN que é "absurdo estar a pensar em moções de censura" quando a comissão ainda nem foi criada. Já antes Francisco Louçã tinha recusado a ideia de estar a orquestrar um impeachment à portuguesa"


 

"José Manuel Pureza disse mesmo que "não há nenhum cenário de crise política, quem tem tentado criar essa ideia, artificialmente, é o Governo"

 

 Contra Moção de Censura

 

 

 - O governo aprova um orçamento contra os trabalhadores, vem aí um Pec estrangulador, os salários congelados até 2013, quase 100% de divida pública, desemprego a subir, o primeiro-ministro enrolado em teias de favorecimentos e “roubo” de dinheiros públicos, possuindo uma “entourange” de controlo da comunicação social com “padrinhos” bem colocados: PGR/PSTJ e “bufos” em tudo que é Instituição Pública. Sócrates mente, mente em quase tudo que afirma. Este não é o “timing” para o pontapé. É Figo quem determina o marcador do  penalty, Sócrates é apenas o presidente do conselho de administração de um país em falência. No problem!

publicado por José Manuel Faria às 09:24

27
Fev 10

A Guerra mata, mas também é uma droga, um filme original que não se centra somente na guerra em si acrescentando situações da vida quotidiana. Os personagens são todos diferentes, são guerreiros numa luta onde o terror psicológico por vezes ultrapassa os estilhaços humanos. A realizadora de “Estranhos Prazeres” consegue com The Hurt Locker a sua obra/prima. O monumental filme merece o Óscar.

  

 

publicado por José Manuel Faria às 17:23


 

publicado por José Manuel Faria às 11:02

 

Não há quem o confirme oficialmente. Mas o certo é que o gesto de Sócrates já é lido publicamente como um primeiro gesto de aproximação. Alegre, já se sabe, espera por um apoio oficial do seu partido na corrida a Belém. Sócrates já disse que só depois de votado o Orçamento do Estado decidirá. Mas esse estará fechado daqui a duas semanas.

 

Manuel Alegre cola-se a Sócrates e vice-versa. Tudo bem. Opções.

publicado por José Manuel Faria às 10:44

Em causa está, segundo Miguel Machado, o facto da construção prevista neste Plano de Pormenor, Tipo 2, violar o Plano Director Municipal (PDM) ainda em vigor, o de Guimarães, e que tem prevista para a área em questão, construção do tipo industrial. “São nulos quaisquer planos quando é violado qualquer instrumento de gestão territorial. E a sanção nestes casos poderá implicar a perda de mandato dos órgãos autárquicos”, salientou Miguel Machado.

 

Mas a proposta foi aprovada, embora Dinis Costa tenha revelado a intenção de consultar o departamento jurídico da autarquia vizelense, no sentido de averiguar se a lei está ou não a ser respeitada, neste caso em particular. Se não estiver, o edil afirmou que a proposta irá novamente a reunião de Câmara e depois à Assembleia Municipal. A acontecer esta situação, o Executivo deverá aguardar pela aprovação do PDM de Vizela, que já contempla para aquele local Construção do Tipo 2. 


João Paulo Monteiro que, durante a sessão se manteve em silêncio, no final à Rádio Vizela, justificou a sua orientação de voto. O deputado do BE diz que considera que neste local tem de ser feita alguma coisa, mas que a posição de abstenção, que já pretendia demarcar, tomou mais força depois da questão acima referida, de âmbito jurídica, ter sido levantada pela coligação.

 

 - O Edil avança com um projecto deste calibre sem certeza do cumprimento da Lei!. É claro que as amplas alterações do território devem obedecer à carta, mas podem complementá-la ou alterá-la: O PDM, cuja aprovação está por meses terá de ter em conta esta nova realidade territorial, os Planos de pormenor permitem alguns acertos e específicações.

 - João Monteiro tinha obrigação de explicar à AMV o sentido de voto. Preferiu a rádio. Opções.

publicado por José Manuel Faria às 10:03

26
Fev 10

Via Gente Morta

publicado por José Manuel Faria às 23:30

publicado por José Manuel Faria às 16:35

"São por demais evidentes as consequências da integração de uma economia com estrutura produtiva frágil, como é ainda hoje a economia portuguesa, numa zona económica muito mais forte. Esse foi um erro dos decisores políticos do PS, PSD e CDS, apoiados nos grupos económicos e financeiros portugueses que viram na entrada de Portugal, primeiro na CEE e depois na União Europeia e na zona euro, a possibilidade de negócios com o acelerar das privatizações de sectores estratégicos, com as liberalizações, as taxas de juro mais baixas e os fundos estruturais que viriam apoiar a reconstrução de grupos monopolistas à custa da destruição rápida do sector empresarial do Estado e do que restava da reforma agrária e das políticas nacionais no âmbito do apoio à produção, incluindo na agricultura e nas pescas. "

 

 - O PCP deveria ser um partido coerente e afirmar sem rodeios a necessidade de Portugal abandonar a União Europeia. Creio, que até a população comunista e de outras ideologias agradeceriam essa decisão.

publicado por José Manuel Faria às 12:01


 

publicado por José Manuel Faria às 11:40

 

 Há três tipos de pessoas: as que fazem, as que vêem fazer, e as que perguntam o que aconteceu.

(John Newborn)

publicado por José Manuel Faria às 09:47

 

 As novidades no País do "Laissez-faire, laissez-passer" são diárias, agora é o Tribunal Constitucional a “falar” de irregularidades e falta de meios. O cheiro nauseando do “cadáver” político evapora-se contribuindo para o aquecimento global. Qualquer dia a pluviosidade tem odor.

Mais: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/sol-jornal-sol-quiosque-imprensa-jornais-tvi24/1142570-4071.html

Mais: http://economico.sapo.pt/noticias/bcp-queria-decapitar-direccao-do-sol_82652.html

Mais: http://economico.sapo.pt/noticias/ou-sai-o-primeiroministro-ou-a-administracao-da-pt_82593.html

Mais: http://publico.pt/Media/saraiva-vara-comandava-o-jornal-no-bcp_1424574

publicado por José Manuel Faria às 09:40

25
Fev 10

 Nós, cidadãos de um país que conquistou a sua liberdade há 36 anos, solidários com a resistência a todas as formas de imperialismo, críticos do bloqueio injusto e injustificável a Cuba por parte dos Estados Unidos da América, vimos através deste abaixo-assinado protestar contra morte do activista Orlando Zapata Tamayo depois de uma pena de prisão absurda e de uma greve de fome pelos seus direitos civis. E, através deste protesto, manifestar a nossa solidariedade empenhada para com todos os presos políticos cubanos e para com todos aqueles que em Cuba lutam por valores que, para quem, como os portugueses, viveu meio século de ditadura, são bens preciosos: a democracia, a liberdade e o direito a autodeterminação dos povos e dos indivíduos. Não há verdadeira independência de um povo sem democracia. Não há revolução que valha a pena sem liberdade.


Os signatários


Assine Aqui

publicado por José Manuel Faria às 23:38

 RVJ – Presente esteve, por exemplo, Manuel Pereira, seu adversário nas Autárquicas. Foi candidato à Câmara de Vizela pelo Bloco de Esquerda…

DC – Estiveram presentes Manuel Pereira, Alberto Faria e outras pessoas que chegaram a integrar o Movimento Independente de Vizela. No passado, houve alguma incompatibilidade com o partido e, se calhar, nós, socialistas, e eu incluído, temos a nossa cota parte de culpa.

 

 

RVJ – O que terá levado estes militantes a estarem presentes na apresentação da sua candidatura?

DC – Terão aceite e visto que esta é uma candidatura de unidade e fundamental para o PS e para Vizela. É evidente que tem de haver algum esfriamento. As pessoas não podem estar hoje num partido e amanhã saltarem para outro. Agora terão de trabalhar, mostrando que estão solidárias com o PS. Neste momento, não podemos premiar as pessoas que estiveram noutras candidaturas.

http://www.radiovizela.pt/noticias/local/5735-Dinis-Costa-quer-liderana-Autrquicas-2013.html

publicado por José Manuel Faria às 23:21


 

via spetrum

publicado por José Manuel Faria às 11:50

Um casal lésbico que há dois anos vivia em Paredes de Coura está de malas aviadas para outra terra, depois de ter recebido uma "inesperada" ordem de despejo. Teresa e Helena garantem que estão a ser alvo de uma atitude de discriminação. 

  - Um povo amigo, católico e solidário: o português!

publicado por José Manuel Faria às 10:16


 

publicado por José Manuel Faria às 10:10


 

publicado por José Manuel Faria às 09:50

De acordo com a "Sábado", Rui Pedro Soares admite ter falado com José Sócrates sobre o negócio da TVI. Numa escuta, de 25 de Junho de 2009, o antigo administrador da PT diz a Paulo Penedos que conversou com o primeiro-ministro sobre o assunto e que Sócrates estaria descontente por não ter sido informado sobre os pormenores da operação. 

A escuta contraria as últimas declarações do primeiro-ministro que sempre garantiu que não tinha comunicado com a administração da PT sobre o negócio da TVI. A última vez aconteceu, ainda esta semana, na entrevista a Miguel Sousa Tavares, em “Sinais de fogo”.
 

 

 - As mentiras continuam, o lamaçal avoluma-se, o carácter e personalidade de Sócrates derretem-se diariamente. Entretanto, não se passa nada. Cavaco não quer pretextos, a oposição diz que ainda não é a hora: falta a alternativa. E o Carlos A. Aboim afirma que temos o pior PM desde o final do sec: XIX, curiosamente não pede a sua "cabeça". O quanto pior , melhor, até o pântano cobrir por completo o Palácio de Belém.  
 

publicado por José Manuel Faria às 09:32

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
1 - não comenta CI dos adversários políticos;2 - a...
13% nas ultimas legislativas, é muito voto, e são ...
Eu apreciei a postura e a argumentação do represen...
Ao ignorante que diz que o Quadro Comunitário de A...
Bem observado, as palavras são na mouche , o mijad...
O outro foi para a Angola, tens sorte vais para ma...
É muito convencido, acha mesmo que pessoas intelig...
Por acaso até nem me considero burro e a prova é q...
Existe Bloco de Esquerda em Vizea? Aonde e a sua s...
O Zé Manel publique os comentários todos, o povo a...
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO