08
Jun 17

Caso o governo dure a legislatura, o PS vence com maioria absoluta e o BE e PCP diminuem os seus deputados. À excepção da reposição de rendimentos, vemos quase nada de esquerda.

publicado por José Manuel Faria às 22:31

 

publicado por José Manuel Faria às 20:40

Os trabalhadores devem cortar com as políticas europeias no norte rico e do sul subdesenvolvido altamente divergentes social e economicamente. Quebrar o ciclo de empobrecimento e romper o programa de governo do PS com apoio negociado do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista com dúvidas à União Europeia e ao euro. As organizações europeias dogmáticas e imperialistas, nunca terminaram a ameaça e a chantagem ao nosso povo. A “coligação” das esquerdas revisionistas mantêm à mesma o garrote europeu capitalista (desemprego e aperto dos juros da dívida). A democracia socialista exige que seja o povo e o seu governo a implementar a economia e a dominar a finança.

O Primeiro/Ministro, António Costa, defende um País no “clube” da frente com Europa a diversas velocidades sócio/económicas (privatizações, endividamento e empobrecimento) assim como apêndice norte/americano de política de defesa na OTAN com Santos Silva ao leme.
2 – Existe uma forte importância do povo participar no poder local – eleições autárquicas -, levando as suas experiências pessoais e políticas nas defesas dos trabalhadores, pela dignidade dos cidadãos e pelo combate feroz à corrupção, tráfico de influências e especuladores financeiros. Defendendo uma democracia radical onde o referendo seja prática usual, a ecologia (água e património natural) como primado, assim como a defesa intransigente do Serviço Nacional de Saúde, educação pública e justiça igualitária. Defesa da diminuição das taxas de IRS e outros impostos. Combate à fuga ao fisco e aos patrões fraudulentos. Defesa do Socialismo. O – contacto directo; – sessões de esclarecimento; – redes sociais; – comunicação social escrita e falada; – criação de núcleos de apoiantes; – exigir temos de antena nas rádios locais são factores fundamentais.

José Manuel Faria

publicado por José Manuel Faria às 12:12

Ouvir é um dos sentidos que nos permite enquadrar no mundo. A falta de audição inviabiliza um entrosamento total no que nos rodeia. Por acharmos importante enquadrarmo-nos na realidade do concelho solicitamos aos organismos e coletividades do concelho reuniões para os ouvir e nos enquadrarmos numa realidade mais assertiva. Encetámos algumas dessas reuniões donde resultaram mais-valias para o nosso conhecimento e programa, como foram o caso da AIREV e do Coração Azul e com certeza as outras que temos agendado também o serão. Fomos ouvir para melhor perceber, longe dos holofotes do populismo ou do barulho da ribalta. O barulho nem sempre está do lado da razão ou da objetividade. A maioria das vezes serve pra distrair, dividir ou mesmo dispersar. No barulho pode-se fazer música mas não passa de arpejos básicos enquadrado num ritmo cadenciado e pobre que apesar de entrar facilmente no ouvido está longe de ser música capaz de enlevar ideias ou objetivos. A música é mais do que isso porque só podemos realmente fazer música se nos debruçarmos sobre a árdua tarefa de saber solfejo. Insistindo num princípio básico de confundir barulho com música corríamos o risco civilizacional da música clássica ser uma simples batida de tambores aborígenes. Não porque eles não sejam importantes mas porque foram esboços do que civilizacionalmente desencadeou a música. O barulho do rufar dos tambores sinaliza festejos mas também propósitos de guerra Perdermo-nos com barulhos é como criar uma tela opaca com uma grande quantidade de etiquetas, conceitos, palavras, julgamentos, imagens que bloqueiam a verdadeira essência e resolução das coisas. Assim o barulho tolhe e condiciona a um autismo cada vez mais ensurdecedor induz a uma primitividade de respostas e são executadas medidas avulsas e decisões precipitadas ou desenquadradas porque não se consegue o silêncio natural para ouvir os outros e compartilhar ideias. Tal tabuleiro de xadrez onde, as peças estão em luta umas com as outras, enquanto o tabuleiro tem apenas o papel de observador e palco de luta. O tabuleiro nada ganha com essa luta, mas as peças que estão em combate, algumas delas vão sendo eliminadas, no fim do jogo o tabuleiro fica mais pobre menos preenchido, até ao próximo jogo onde as peças se reúnem de novo.

Pensem Nisso

António Veiga

publicado por José Manuel Faria às 12:03

"Nas últimas semanas, Vizela tem assistido a um verdadeiro filme de contradições, incoerências e facadas nas costas. E tudo pelo poder na – e pela – Câmara Municipal de Vizela. Os Vizelenses, tal como eu, não conseguem perceber a enorme quantidade de contradições que surgem com a candidatura à Câmara Municipal de João Ilídio Costa pelo Partido Socialista de Vizela?
Alguém consegue perceber por que razão, no decorrer do ano 2013, Dinis Costa acordou com várias pessoas que o próximo candidato a Câmara Municipal de Vizela pelo Partido Socialista era o Victor Hugo Salgado e, depois das eleições, Dinis Costa fez de tudo para afastar Victor Hugo Salgado do Partido Socialista e da Câmara Municipal, apresentando como candidato do Partido Socialista João Ilídio Costa?
Alguém consegue perceber por que razão João Ilídio Costa, apoiante e impulsionador da atual candidatura independente de Victor Hugo Salgado, quando confrontado com a possibilidade de ser candidato do Partido Socialista de Vizela, dá o dito pelo não dito, retira o apoio a Victor Hugo Salgado e aceita ser candidato contra este?
Alguém consegue perceber por que razão, no dia 21 de fevereiro de 2013, João Ilídio Costa, numa entrevista à Rádio Vizela, critica, de forma exaustiva, Dinis Costa, afirmando “Se ele (Dinis Costa), for inteligente, afasta-se para o seu bem pessoal e de Vizela”, e, agora, volvidos 4 anos, se junta a este numa candidatura à Câmara Municipal?(...)"

Luís Almeida

publicado por José Manuel Faria às 11:03

Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Ahahhahahaah grande lata esta Dora, exigir!!!!!!!!...
Sr. Anónimo acha mesmo que o José Manuel Faria vai...
A Vereadora Fátima Andrade se tivesse entrado tal ...
Gostava, mas nunca saberá pois isto da política é ...
Só gostava de saber qual o valor que JP recebeu.
Há muitos anos que este persegue um.......(tacho)....
Que engraxador ridículo...
Bem foi avisado que...apostou no cavalo errado. P...
Grande masturbação dialética. Não te trates!!!Os s...
Mas então explique -me lá: já que sabe de tudo o q...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

10 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO