01
Fev 08
Sócrates assinou durante uma década projectos da autoria de outros técnicos

 

José Sócrates assinou numerosos projectos de edifícios na Guarda, ao longo da década de 80, cuja autoria os donos das obras garantem não ser dele.
[…]
Entre alguns engenheiros e arquitectos da Guarda, que pedem anonimato, a versão que corre sobre a ligação profissional de Sócrates à Guarda é simples e é assim resumida por um deles: “Havia aí um grupo de técnicos da câmara que açambarcava uma boa parte dos projectos de casas dos emigrantes. Como não podiam assinar punham o Sócrates a fazê-lo, porque ele era da Covilhã e não tinha esse problema” de impedimento legal.

via Blasfémias
Sócrates diz que todos os projectos são dele e que se trata de uma mentira. A ver vamos.
adenda:O que o Público fez foi jornalismo puro. A raiva contra o Público é de facto contra a liberdade de informar, escrutinar, pesquisar uma matéria de interesse público em qualquer sítio civilizado: o percurso de um Primeiro-ministro, quando há legítimas suspeitas de actos impróprios, mesmo quando não são ilegais. Mais do que raiva, mesmo um vago tom de ameaça ao "bem conhecido jornalista José António Cerejo".
Pacheco Pereira

publicado por José Manuel Faria às 11:43

4 comentários:
a investigação começou agora, à surpresas maiores .
anónimo a 1 de Fevereiro de 2008 às 12:10

O início do fim de Sócrates. A RTP está a tentar lavar mais um pecado do PM, depois da licenciatura.
José Manuel Faria a 1 de Fevereiro de 2008 às 18:57

Trata-se do mais vil ataque pessoal a um primeiro-ministro. Nunca antes no nosso país se viu igual! Um autêntico assassinato político!
Só falta mesmo é associarem-no também ao processo Casa-Pia.
Depois de alguém ter mandado publicar numa revistazeca do interior brasileiro a possível homosexualidade do homem, e de um jornal português lá ter ido “beber” a notícia, (por mero acaso) e depois de um políticozeco da nossa praça ter dito, passo a citar: “… que o outro candidato gostava de outros colos…”, já não me admiro de nada!
O outro candidato pseudo-machão perdeu as eleições e o dono do Público ficou ressabiado desde que o Governo não o ajudou a comprar a PT!
Há coisas que não se perdoam!
Quintanilha a 1 de Fevereiro de 2008 às 21:20

Quintanilha, calma. Se o PM está inocente ele saberá defender-se. O antigo presidente de Câmara o socialista, Abílio Curto não tem tantas certezas.
José Manuel Faria a 1 de Fevereiro de 2008 às 21:24

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
O Snr Dinis Costa deveria emigrar por ter posto Vi...
Pois e dá umas boas patacas a uns quantos
"Alegadamente" penso saber, é para dizer.............
Nas casas de alterne ou quando se relacionam com p...
Adoro este gajo. E dizem que não é de Vizela! Cá p...
Vou fazer uma pergunta de algibeira.Sabem quem gan...
Passados 8 anos é que viu que era necessária uma n...
Bravo. Parabéns. Faz-me lembrar o alcatroamento fe...
O Gury e se fosses chamar tanso ao teus pais, teus...
bom comentário.
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO