08
Mai 08

Grito Negro

Eu sou carvão!

E tu arrancas-me brutalmente do chão
e fazes-me tua mina, patrão.

Eu sou carvão!

E tu acendes-me, patrão,
para te servir eternamente como força motriz
mas eternamente não, patrão.

Eu sou carvão
e tenho que arder sim;
queimar tudo com a força da minha combustão.

Eu sou carvão;
tenho que arder na exploração
arder até às cinzas da maldição
arder vivo como alcatrão, meu irmão,
até não ser mais a tua mina, patrão.

Eu sou carvão.

Tenho que arder

Queimar tudo com o fogo da minha combustão.

Sim!

Eu sou o teu carvão, patrão.

publicado por José Manuel Faria às 10:59

comentário:
E quem é o patrão?
Eduardo dos Santos?
mcds a 8 de Maio de 2008 às 14:56

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Ricardo Vieira!!Então o Ricardo Vieira trocou a CM...
Antes isso de que ser mamões ou panões, morcões o ...
O Vitor e os "velhos" do PS serão expulsos e entr...
"2a fazer queixinhas"2Queixinhas fez o PS Vizela q...
PS ponto e vírgula.Quando o próprio candidato JIC ...
De anonimato em anonimato lá vêm os ressabiados do...
Com decência, deveria tirar o Símbolo do P.S dos c...
Anónimo aqui mas não na carta ao secretário geral ...
Para serem militantes iguais aos traidores e àquel...
Ó amigo anónimo, não és tu que me mandas ou ensina...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO