26
Mai 08

 lei eleitoral, que em Outubro vai ser aplicada pela primeira vez, prevê a criação de um círculo de eleição de compensação da proporcionalidade (que se junta aos nove já existentes, um por cada ilha), pelo qual serão eleitos mais cinco deputados regionais (passando para 57). Todos os nomes da lista desse círculo obrigatoriamente candidatos pelos círculos de ilha e serão eleitos com os votos sobrantes que não foram suficientes para a eleição. Não há, assim, uma votação directa nos candidatos desse círculo.

 

Este exemplo da nova Lei eleitoral nos Açores poderia ser aplicado no Continente.

 

São centenas de milhares de votos não traduzidos em deputados e que por isso vão para o "lixo". O exemplo do BE em Braga( faltaram 417 votos) ou em Aveiro ( faltaram 220 votos), nestes dois distritos foram mais de 40 mil votos. Há outros exemplos com outros partidos.

 

Estes votos contariam para eleger por exemplo mais 10 deputados. E os dos círculos distritais passariam de 230 para 220 votos. A proporcionalidade era muito mais justa e o voto útil diminuiria. Daria oportunidade de eleição aos partidos com menor representatividade. O CDS, PCP e BE deveriam propor esta alteração há lei eleitoral, não adormeçam.

publicado por José Manuel Faria às 10:46

comentário:
não interessa ao ps e psd
Anónimo a 26 de Maio de 2008 às 18:22

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
O referendo é uma boa proposta e, Janeiro o mês pa...
Não vamos criar precedentes. O Povo não sabe o que...
Anónimo a 20 de Novembro de 2017 às 19:28"Onde est...
Ora por aqui se pode ver em que é que é (mal) gast...
Sim, a menina deve tornar público o que acontece, ...
O que é o "comércio local"? Os comércios locais do...
Conseguiram uma mão cheia de quase nada, outra de ...
E pode aceitar-se heterossexuais na igreja? Só dev...
Ó Fátima Anjos, você de "anjinho" não tem nada!Não...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO