02
Out 08

http://tantodemim.blogs.sapo.pt/arquivo/labios.jpg

sem título

Setembro 30, 2008

revestiu os seios com duas caixas metálicas, frias como os arrepios.

dançou no meio dos trilhos enquanto dos lábios, rasgados de sangue, saiam

berros tribais, canções secas de palheiros, de buracos, de tocas negras do medo húmido, de desespero trincado.

fez dos seios caixas enferrujadas enquanto nelas batia num compasso acertado.

tal como os gritos do mercúrio nas feridas soltava-lhe uma dor sonora nunca ouvida. 

rasgava-se-lhe a carne, rasgava-se-lhe as formas de mulher e os sentidos de gente.

foi perdida, no nada, no monte, no árduo chão de ninguém foi perdida.

revestiu a coragem, revestiu os seios com duas caixas metálicas e implorou com a música do seu peito até ser encontrada.

publicado por José Manuel Faria às 19:04

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Drª Dora os Vizelenses (militantes do partido PS) ...
Ó sr. D......outurado!E porque é que você tem que ...
“Mas os vizelenses também não disseram que queriam...
"E, finalmente, a Ministra foi demitida."Assunto r...
ZMF o Srº a dizer mal e a criticar sentadinho num...
Anónimo a 20 de Outubro de 2017 às 18:54 Jorge É J...
Ó seu palerma, este JP é Jorge Pedrosa. Burrice te...
Coitados, a outra/o quando estava na CMV a mandar ...
Cuidado que este JP pode ser João Polery e não é p...
Ahahhahahaah grande lata esta Dora, exigir!!!!!!!!...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

10 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO