08
Dez 08

http://www.atlantico-online.net/blogue/wp-content/uploads/2007/04/simbbe5.gif

A VI Convenção do Bloco realiza-se em Lisboa nos dias 7 e 8 de Fevereiro de 2009 e apresentam-se três moções de orientação política alternativas: "Toda a luta da esquerda socialista para 2009", "Por uma maioria social de esquerda" e "Combater o Capitalismo. Ousar o Socialismo

Estas Moções estão ainda sujeitas a alterações/rectificações.

Os  Delegados à Convenção têm de apoiar uma das Moções ou apresentarem-se a votos em Lista Independente com o mínimo de um aderente.

As eleições (círculos distritais ) decorrerão em Janeiro 2009.

Pelo facto do autor do Blog não subscrever nenhuma das Moções, mas poder ser candidato por uma delas ou criar uma lista, arroga-se o direito de opiniar sobre as mesmas.

publicado por José Manuel Faria às 10:47

11 comentários:
José Manuel, talvez esteja enganada mas "senti" no teu post, alguma crítica ao facto de eu ter escrito no Troll que a discussão interna não passava por ali (se estou a ser convencida ou nem leste o post, ou estou, simplesmente, enganada, as minhas desculpas, mas acaba por ser um pretexto para deixar uma explicação, até porque não me terás aqui a comentar qualquer post sobre Moções):
È saudável, creio, aprendermos com os erros. Na passada Convenção, caímos no erro, no site da Moção C, de responder a comentários anónimos, entrar em polémicas, alimentar mal-entendidos, possivelmente a maioria das vezes com quem nada tinha a ver com o Bloco e que aproveitava a ocasião para acirrar ódios e nos impedir de discutir política.

Durante as sessões que deveriam ser de discussão livre e fraterna, muitas vezes eramos confrontados com palavras deslocadas, frases tiradas fora do contexto, dessas respostas a gente que nunca teve, sequer, a hombriedade de se identificar.

Vamos apresentar na COC a proosta (aliás já o deixámos em aberto na MN e a ideia foi bem aceite por todos) de criar um espaço público de discussão on line, no Esquerda. Net, por exemplo, com regras defenidas (uma delas terá, a meu ver, necessariamente, que passar pela identificação).

Como entendes estás numa posição "previlegiada" em relação a mim para poderes "usar esse direito". Não subscreves nenhuma Moção e mesmo que acabes por defender uma delas, para já, estarás a falar como Jose´Maneul Faria, militante do Bloco...
Eu não poderia já hoje falar "apenas" assim...

Pela nossa parte, garanto-te, iremos tentar tudo para que o debate democrático e livre se faça, mas para que não nos esqueçamos em nenhum momento nem permitamos que ninguém se esqueça que somos militantes do MESMO Partido. Camaradas. E que assim queremos continuar.

(desculpa o espaço que te ocupei. Um abaço.)
Isabel Faria a 8 de Dezembro de 2008 às 11:44

Li a tua opinião Isabel, e concordo com ela: Pertences à COC , és uma das responsáveis principais de uma moção e tens experiências negativas anteriores. A ideia de um debate aberto no esquerda.net sem anónimos é perfeita.

É obvio que vamos ter na comunicação social "fontes" para informar e contra-informar, são preços a pagar pela Democracia.

Exemplo: João Delgado quer o lugar de Louça.

E porque não?

Quem tem anseios de criar alternativas tem de estar preparado para tudo.

ps. Uma Tese que percorre todas as Moções " O BE não governa com Sócrates" . E se Sócrates perante um resultado baixo que lhe dê uma maioria relativa, se demita?
O PS com um novo SG e outro programa de governo não será de reconsiderar, a política tem muitas reviravoltas.

Uma alteração estatutária que gostaria que fosse implementada. A eleição do Coordenador realizada em voto secreto, separada da lista à Mesa Nacional com 2 boletins de voto. O Delegado pode querer um Coordenador diferente da lista à Mesa.
José Manuel Faria a 8 de Dezembro de 2008 às 12:35

" O BE não governa com Sócrates" . E se Sócrates perante um resultado baixo que lhe dê uma maioria relativa, se demita?
O PS com um novo SG e outro programa de governo não será de reconsiderar, a política tem muitas reviravoltas."
Penso que deste tu próprio a resposta...a tese que percorrre todas as Moções é: O BE não governa com Sócrates., escreveste...se Sócrates se demitir perdendo a maioria absoluta, a tese já não será BE não governa com Sócrates...porque não haverá Sócrates!!!
Ok, sei que é simplista...mas não quero mesmo quebrar a determinação!


Isabel Faria a 8 de Dezembro de 2008 às 15:51

Isabel, é mesmo simplista essa resposta. Porque o problema não é Sócrates. Ou apenas Sócrates. São as políticas de Sócrates. Com Sócrates ou com Seguro ou qualquer outro. Ou com Manuela Ferreira Leite. São as políticas e o compromissos e as pessoas, obviamente que devem determinar os nossos posicionamentos. Qualquer afirmação além disto é extemporânea .

Mas as políticas partidárias sofrem muito de "partidarite ", coisa que pensava que não acontecia no Bloco, até chegar a outras conclusões. Lembro-me por exemplo de numa reunião em Viana ter proposto, à laia de provocação, o apoio a uma candidatura da CDU na freguesia de Santa Maria Maior e a mesma ter suscitado a incredubilidade dos camaradas presentes, apesar de TODOS acharem que abstraindo-nos da questão partidária, faria todo o sentido: o Presidente, por acaso meu amigo e o executivo na generalidade, tem feito um bom trabalho, trabalho que é reconhecido pela população que lhe dá invariavelmente a maioria, como acabou por acontecer.

A minha teoria era simples ao apoiar a CDU ali: 1) mostrávamos que éramos um partido sério - reconhecíamos o bom trabalho; um trabalho sério, dedicado e que nós não fariamos melhor (mesmo que não sendo perfeito) 2) ao apoiar ali e não apoiar a outra junta de freguesia, de Monserrate, (eram as duas fregueias da cidade) também nas mãos da CDU, estavamos claramente a dizer que o desempenho desta última era mal e que por isso nós apresentavamo-nos como uma alternativa.

Como é evidente esta proposta não foi sequer considerada, não apenas pelas razões da estratégia eleitoral autárquica, mas porque não cabia nos "cânones" da actividade partidária. O resultado deu-me razão: a CDU manteve a maioria absoluta (o Bloco não elegeu ninguém) em Santa Maria Maior e perdeu a Junta em Monserrate e o Bloco elegeu um membro. São coisas destas e parecidas que fazem com que não possa ser um militante de partido. O partido fala mais alto do que o interesse das pessoas em concreto. A mesma coisa se passa nos sindicatos, comissões de trabalhadores: muitas vezes, concorre-se por concorrer, Mas apesar de tudo aqui já se deram alguns avanços.
Fernando a 8 de Dezembro de 2008 às 17:44

Fernando, como escrevi no Troll e aqui reiterei no post do José Manuel, dá para entender que foi consciente e deliberadamente simplista.
Pode ser a opção errada. Mas é a a que tomei e vou tentar manter durante estes dois meses.
Isabel Faria a 8 de Dezembro de 2008 às 22:03

Eu respeito Isabel. Mas não deixei a oportunidade de lembrar, com o exemplo que referi das candidaturas autarquicas, como decisões "fechadas" e "deterministas" não deixam espaço para escolhas locais, tendo em conta a realidade concreta. Ou como no espaço partidário se tem uma visão estreita da política.
Fernando a 9 de Dezembro de 2008 às 11:39

Reli duas vezes cada uma das moções, e sinceramente, não me identifiquei com nenhuma. Como militante recente, esperava mais da lista subscrita pelo Louça. Esperemos por isso o surgimento de surpresas por parte de alguma lista independente -
Anonimo a 9 de Dezembro de 2008 às 13:20

Caro anónimo não haverá propriamente Lista de Independentes. Podes é propor alterações mais ou menos profundas às moções.

Podem existir Delegados independentes , candidatam-se sem estarem "presos" a nenhuma moção.

José Manuel Faria a 9 de Dezembro de 2008 às 18:07

"Caro anónimo não haverá propriamente Lista de Independentes. Podes é propor alterações mais ou menos profundas às moções.

Podem existir Delegados independentes , candidatam-se sem estarem "presos" a nenhuma moção."

.... interessante... muito interessante esta tua resposta!!!
então zurziste tanto no congresso do PCP sobre as teses e os delegados e agora a forma altamente democratica de funcionar do BE é exactamente a mesma... pode apresentar propostas de alteração mais ou memos profundas... pode propor-se a ser eleito delegado.... muito bem... verifica-se uma alteração profunda!!??.... deve ser a brincar!! bem haja e bom trabalho!
Anónimo a 10 de Dezembro de 2008 às 15:28

O amigo é que brinca. As propostas de alteração podem ser realizadas após a entrega ( há datas, obviamente ) das moções que podem ser várias, não somente uma e aprovada pela antiga direcção ( CC). No PCP dos 50 mil militantes, nem que 20 mil discordem em absoluto das mesmas têm que se sujeitar ao que existe!
José Manuel Faria a 10 de Dezembro de 2008 às 17:26

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Não estais bem?Ide para o privado, não falta quem ...
ZMF quando o assunto não lhe agrada chuta para can...
Completamente de acordo, principalmente pelo lado ...
Há um facto(s) indesmentível, as reuniões são poli...
ZMF, e o resto nada.....................Despesas d...
Dona Beatriz Vasconcelos!!!!!!!!!Vasconcelos é o ...
Um passarinho disse-me que foi trabalhar para a se...
Já agora o que é feito do Presidente do PS Vizela?...
A JSD são muito novinhos têm que crescer e saber ...
Por acaso pago, sou militante do PS com as cotas e...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO