17
Jan 07

«Há clínicas em Portugal que são slot machines de ganhar dinheiro», afirmou Maria José Morgado, numa conferência na Assembleia da República organizada pelo grupo parlamentar do PS e intitulada «Sim à Despenalização da Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG)».

Para a Procuradora-Geral Adjunta, «o aborto ilegal é um negócio que produz dinheiro sujo, que não é tributado».

«Estes fenómenos potenciam a corrupção, a venalidade e crimes de enriquecimento ilícito», acusou.

No entanto, alertou Maria José Morgado, «a lei não é uma varinha mágica», sublinhando que os problemas sociais na base do aborto vão subsistir.

Este é mais um argumento a favor do SIM.

publicado por José Manuel Faria às 17:22

5 comentários:
Maria José Morgado é uma Grande Senhora.
Sandra Silva a 17 de Janeiro de 2007 às 19:03

Este debate sobre o aborto provoca-me náuseas. Tenho para mim que o aborto é uma questão ética e moral para a qual há argumentos também eles éticos e morais capazes de colocar o sim e o não em equilíbrio. Porém o debate tem andado em redor do quanto ganham ou deixam de ganhar as clínicas privadas, do quanto o estado vai gastar em comparticipações, blá blá blá…

Temo que, se o nível intelectual dos portugueses for tão nublado como o que se vê neste debate, o nosso país não tem futuro porque não sabe do que fale nem pelo que se bate.

Mas a náusea maior enrola-me o pescoço quando ouço falar nos orçamentos para o diversos movimentos, tanto do sim, como do não. Fala-se em valores na ordem dos 400 mil a 500 mil Euros por movimento! Senhores digam-me onde está a mina. Para mim, uma campanha sobre um tema puramente ético e moral só pode ser inteiramente sem custos. Não são precisos cartazes nem coisas e coisinhas de espécie alguma: o serviço público da comunicação social e debates a nível local deveriam bastar. Se há quem ganhe dinheiro com assuntos destes, estamos num país de mercenários.
Jorge Miranda a 17 de Janeiro de 2007 às 23:25

Porque é que o governo sendo de maioria absoluta não legisla e necessita do referendo para o caso da despenalização do aborto? Assim sendo devia referendar todos as leis relacionadas com o trabalho, segurança social, e impostos em que houvesse uma grande penalização para o povo trabalhador...
Mª do Resgate a 18 de Janeiro de 2007 às 00:28

Cara dra. o PS prometeu um referendo no seu programa de governo, mas também é verdade que não cumpriu outras promessas. Estou de acordo com o Jorge Miranda sobre o gastos, mas o Não gasta muito mais e não se pronuncia sobre as receitas, fala-se em 900 mil euros do BCP.
José Manuel Faria a 18 de Janeiro de 2007 às 12:29

Já estou a como o Sr. Jorge Miranda… começa a ter muitas “coisinhas” à volta deste debate que não interessam nada e a ninguém!
Acho que esses movimentos estão a fugir muito ao que realmente interessa.
Em relação à Maria José Morgado em concreto, acho que além de ter uma intervenção com mais um argumento a favor do Sim, é sem dúvida também mais um peso pesado no apoio ao Sim.
.:mÁrCiO:. a 18 de Janeiro de 2007 às 20:19

Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Gostava, mas nunca saberá pois isto da política é ...
Só gostava de saber qual o valor que JP recebeu.
Há muitos anos que este persegue um.......(tacho)....
Que engraxador ridículo...
Bem foi avisado que...apostou no cavalo errado. P...
Grande masturbação dialética. Não te trates!!!Os s...
Mas então explique -me lá: já que sabe de tudo o q...
MM à procura de tachinho. Tadito. Ignora que Roma ...
Este sim...Foi um Primeiro Ministro às sérias e......
Pergunta para o José Manuel Faria e para os que se...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

10 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO