17
Jan 07

«Há clínicas em Portugal que são slot machines de ganhar dinheiro», afirmou Maria José Morgado, numa conferência na Assembleia da República organizada pelo grupo parlamentar do PS e intitulada «Sim à Despenalização da Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG)».

Para a Procuradora-Geral Adjunta, «o aborto ilegal é um negócio que produz dinheiro sujo, que não é tributado».

«Estes fenómenos potenciam a corrupção, a venalidade e crimes de enriquecimento ilícito», acusou.

No entanto, alertou Maria José Morgado, «a lei não é uma varinha mágica», sublinhando que os problemas sociais na base do aborto vão subsistir.

Este é mais um argumento a favor do SIM.

publicado por José Manuel Faria às 17:22

5 comentários:
Maria José Morgado é uma Grande Senhora.
Sandra Silva a 17 de Janeiro de 2007 às 19:03

Este debate sobre o aborto provoca-me náuseas. Tenho para mim que o aborto é uma questão ética e moral para a qual há argumentos também eles éticos e morais capazes de colocar o sim e o não em equilíbrio. Porém o debate tem andado em redor do quanto ganham ou deixam de ganhar as clínicas privadas, do quanto o estado vai gastar em comparticipações, blá blá blá…

Temo que, se o nível intelectual dos portugueses for tão nublado como o que se vê neste debate, o nosso país não tem futuro porque não sabe do que fale nem pelo que se bate.

Mas a náusea maior enrola-me o pescoço quando ouço falar nos orçamentos para o diversos movimentos, tanto do sim, como do não. Fala-se em valores na ordem dos 400 mil a 500 mil Euros por movimento! Senhores digam-me onde está a mina. Para mim, uma campanha sobre um tema puramente ético e moral só pode ser inteiramente sem custos. Não são precisos cartazes nem coisas e coisinhas de espécie alguma: o serviço público da comunicação social e debates a nível local deveriam bastar. Se há quem ganhe dinheiro com assuntos destes, estamos num país de mercenários.
Jorge Miranda a 17 de Janeiro de 2007 às 23:25

Porque é que o governo sendo de maioria absoluta não legisla e necessita do referendo para o caso da despenalização do aborto? Assim sendo devia referendar todos as leis relacionadas com o trabalho, segurança social, e impostos em que houvesse uma grande penalização para o povo trabalhador...
Mª do Resgate a 18 de Janeiro de 2007 às 00:28

Cara dra. o PS prometeu um referendo no seu programa de governo, mas também é verdade que não cumpriu outras promessas. Estou de acordo com o Jorge Miranda sobre o gastos, mas o Não gasta muito mais e não se pronuncia sobre as receitas, fala-se em 900 mil euros do BCP.
José Manuel Faria a 18 de Janeiro de 2007 às 12:29

Já estou a como o Sr. Jorge Miranda… começa a ter muitas “coisinhas” à volta deste debate que não interessam nada e a ninguém!
Acho que esses movimentos estão a fugir muito ao que realmente interessa.
Em relação à Maria José Morgado em concreto, acho que além de ter uma intervenção com mais um argumento a favor do Sim, é sem dúvida também mais um peso pesado no apoio ao Sim.
.:mÁrCiO:. a 18 de Janeiro de 2007 às 20:19

Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
AO ANÓNIMO 19:09. És um tanso de primeira por não ...
Vamos pensar em coisas mais interessantes , e poli...
Oh Guti não te cabe um feijaozinjo no olhinho
Ao anónimo das 19H09. Então um licenciado é um Dou...
Interna-te antes que já não tenhas cura. Ou então ...
É verdade.Já está a tirar o tirocínio com Pedro Ol...
Oh pá não sabes o que é uma pessoa que está num lu...
Oh peixeiro, vá vender sardinha para a sua terra.N...
Sarna? Olha utiliza acido undelénico.E aplica bem ...
O J.P é mestre no Ga..... Nisso ganha a qualquer u...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO