30
Mar 07

Os socialistas, que em Fevereiro tinham subido quatro pontos para os 47%, desceram agora ligeiramente para 46,5%, enquanto os sociais-democratas repetiram a queda de um ponto, ficando nos 26% das intenções de voto, dois pontos abaixo dos resultados das legislativas de 2005.

O PCP registou igualmente uma quebra de um ponto percentual, para os 9%, ficando ligeiramente à frente do Bloco de Esquerda, que subiu quase dois pontos percentuais para 9%. No Barómetro de Fevereiro a situação tinha sido inversa, com os comunistas a subirem um ponto e os bloquistas a perderem dois pontos.

Mergulhado numa crise interna, o CDS, que em Fevereiro tinha registado pela primeira vez uma queda nas intenções de voto, após meses de constante subida, voltou a recuperar e subiu um ponto percentual, para os 6%.

Marques Mendes, líder do PSD, acompanhou Sócrates na queda, com praticamente os mesmos 10 pontos de descida, ficando agora pelos 30 pontos negativos, enquanto à esquerda Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã tiveram subidas idênticas, posicionando-se como os líderes partidários preferidos pelos portugueses ouvidos no Barómetro.

in DD

Como é possível! Ainda bem que Sócrates caiu 10 pontos.

publicado por José Manuel Faria às 12:11

9 comentários:
Jerónimo de Sousa e Louça, liders preferidos, não acredito na sondagem.
Nelly a 30 de Março de 2007 às 18:42

O PS tem esta votação, porque à esquerda não há projecto de governo.
Sandra Silva a 30 de Março de 2007 às 19:18

É díficil perceber que o PS tenha o resultado que as sondagens lhe dão. Mais à esquerda no espectro partidário é preciso fazer-se uma reflexão séria para perceber porque não se capitaliza um descontentamente evidente.

O Público dá destaque ao post do rupturavizela sobre o cartaz do PNR. Gostei particularmente da afirmação (verdadeira em minha opinião) de "partido fascista legalizado". Parabéns.
Fernando a 30 de Março de 2007 às 19:48

Isto é apenas sondagens... têm o valor que tem! No entanto, acho que (apesar de tenho estado um corpo afastado dos últimos envolvimentos), o PS continua a ter a sondagem que tem, porque a população já percebeu que são todos iguais mas o Partido Socialista é o que tem feito um trabalho menos-mal dos últimos anos.
.:mÁrCiO:. a 30 de Março de 2007 às 20:38

Será que devo acreditar em sondagens?
Mª do Resgate a 30 de Março de 2007 às 22:45

Sondagens, são sondagens, valem o que valem... mas não sendo verdades absolutas fornecem informação sobre as tendências e por isso elas têm valor acrescentado.

São resultados que não surpreendem. Muito se tem criticado este governo (e todos o que o antecederam), mas em bom rigor, o governo de Sócrates traçou um rumo e está a esforçar-se para o cumprir. Sinceramente acredito no caminho traçado, embora reconheça no percurso algumas asneirolas de palmatória.

Portugal andava à deriva e neste momento tem objectivos. Ainda bem que alguém teve a ousadia de mexer nos privilégios de muito "malandro" que por aí anda.

Nós estamos a pagar impostos que nem lembram ao diabo, e eu também que o diga que tenho uma microempresa para aguentar. Espero e acredito, não obstante chamar-lhes "ladrões", que são por uma boa causa.
Jorge Miranda a 30 de Março de 2007 às 23:28

TC arrasa gastos do Governo
As despesas de funcionamento dos gabinetes governamentais aumentaram 65% entre 2003 e 2005, segundo uma auditoria que o Tribunal de Contas (TC) acaba de realizar
É a primeira auditoria do género efectuada pelo TC e uma das mais violentas em termos de conclusões, estando a causar uma grande tensão com o actual Governo.

O TC analisou as despesas, as contratações e a gestão de 205 gabinetes (entre Ministérios e Secretarias de Estado), dos Governos de Durão Barroso (2003), Santana Lopes (2004) e José Sócrates (2005).

A despesa global movimentada ascende a 12,8 mil milhões de euros – o equivalente a dois défices públicos ou a quatro aeroportos como a Ota.

Nesse valor, a maior fatia (12,5 mil milhões) refere-se a transferências de despesas correntes, ou seja, serviu para pagar despesas de entidades públicas ou privadas.

in sol.
Caro Jorge, o esforço não é para todos!
José Manuel Faria a 31 de Março de 2007 às 13:00

A mão à palmatória!
Jorge Miranda a 31 de Março de 2007 às 15:08

Sócrates é, sem dúvida, um pimeiro-ministro raro.
José A a 14 de Abril de 2007 às 17:29

Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
JIC não MENTISTIU mas OMITISTIU, afinal quem é o ...
Nem o VHS! o passado ainda mais profundo.
Quem é o Zé Antunes?Frequenta Vizela!!!!!!!!!!!!!!...
Este é o Pecado Mortal de João Ilídio Costa...Não ...
Concordo plenamente, se, estamos para Eleger os ma...
A levar em conta.... 30 pessoas activas.. fazem mu...
Mais valem poucos... e com garra suficiente para d...
Desculpe lá, Sr. ANONIMO... ou cobarde pelo fato d...
Digam o que disserem.... somente uma FORÇA POLITIC...
Concordo plenamente .. um culpado está a ir.. um o...
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO