14
Out 17

Venceu a Lista A (MVS/VHS/PSD/CDS) de Fernando Carvalho com 16 votos, tendo a Lista B (PS de Carlos Alberto) arrecadado 7 votos. 1 voto em branco e 1 nulo. Do Movimento votaram 11 elementos, da Coligação, 8 elementos, e do PS, 6 elementos.

publicado por José Manuel Faria às 17:17

 

publicado por José Manuel Faria às 10:59

13
Out 17

 

 

 

Numa reunião, na qual também estiveram presentes os presidentes das Comissões Políticas das Concelhias do PSD e do CDS/PP de Vizela, Jorge Pedrosa e José Abreu, respetivamente, Francisco Ribeiro, candidato da Coligação à presidência da Assembleia Municipal nas últimas Eleições Autárquicas, fez saber que renunciaria ao lugar de líder do Grupo Municipal. Para já, e porque ainda não conseguimos chegar à fala com o social-democrata, não conhecemos os motivos que estão na base desta decisão. Apenas foi possível apurar que a este Grupo Municipal será enviado por email o acordo assinado na última quarta-feira com o Movimento Vizela Sempre, uma vez que os elementos que o compõem ainda não terão tido acesso ao mesmo.

Os motivos de Francisco Ribeiro

Entretanto, em declarações à Rádio Vizela, Francisco Ribeiro afirma ter apresentado o pedido de renúncia da liderança do Grupo Municipal, porque entende que, nessa mesma qualidade, deveria ter sido envolvido nas “negociações com o Movimento Vizela Sempre e não apenas confrontado com factos consumados”. Desta feita, Francisco Ribeiro refere ter sentido “a falta de confiança dos líderes dos partidos que constituem a Coligação”. Entende o social-democrata que Jorge Pedrosa e José Abreu comprometeram a orgânica individual do Grupo Municipal, não envolvendo os visados nas negociações em curso, principalmente, quando em causa estava um Órgão, ao qual estes não foram candidatos.(...)"

RV

publicado por José Manuel Faria às 12:31

 

: João Ilídio Costa deverá tomar posse amanhã do cargo de vereador eleito pelo Partido Socialista para a Câmara Municipal de Vizela para o mandato 2017-2021.

publicado por José Manuel Faria às 11:55

12
Out 17

 

publicado por José Manuel Faria às 22:09

 

 

 

  Artigo 58.º
Vereadores a tempo inteiro e a meio tempo

1 - Compete ao presidente da câmara municipal decidir sobre a existência de vereadores em regime de tempo inteiro e meio tempo e fixar o seu número, até aos limites seguintes:
a) Quatro, em Lisboa e no Porto;
b) Três, nos municípios com 100000 ou mais eleitores;
c) Dois, nos municípios com mais de 20000 e menos de 100000 eleitores;
d) Um, nos municípios com 20000 ou menos eleitores.

2 - Compete à câmara municipal, sob proposta do respectivo presidente, fixar o número de vereadores em regime de tempo inteiro e meio tempo que exceda os limites previstos no número anterior.

3 - O presidente da câmara municipal, com respeito pelo disposto nos números anteriores, pode optar pela existência de vereadores a tempo inteiro e a meio tempo, neste caso correspondendo dois vereadores a um vereador a tempo inteiro.

4 - Cabe ao presidente da câmara escolher os vereadores a tempo inteiro e a meio tempo, fixar as suas funções e determinar o regime do respectivo exercício.

 

ps: Rui Moreira no Porto em 2013 deu pelouros a 9 Vereadores em 12. Acordo Rui Moreira/PS.

publicado por José Manuel Faria às 18:11

publicado por José Manuel Faria às 11:57

 

publicado por José Manuel Faria às 11:47

 

publicado por José Manuel Faria às 11:43

11
Out 17

 

publicado por José Manuel Faria às 19:12

"No que respeita à distribuição de pelouros no Executivo Municipal, o presidente Victor Hugo Salgado ficará responsável pela gestão financeira e a área social, o vice-presidente Joaquim Meireles, a meio tempo, terá a seu cargo as Obras Municipais, Agostinha Freitas, a tempo inteiro, desempenhará funções, predominantemente, na área da Educação, e Jorge Pedrosa, eleito pela Coligação, será vereador a tempo inteiro, com pelouros não só mas, principalmente, ligados à área jurídica (...)

(...)

Fátima Andrade não se pronuncia sobre acordo

Entretanto, a Rádio Vizela contactou Fátima Andrade. A vereadora disse que, por enquanto, não se vai pronunciar sobre o acordo assinado esta manhã, mas garantiu que no próximo sábado marcará presença na Casa do Park para tomar posse do cargo de vereadora da Coligação para desempenhar funções, embora sem pelouros, no Executivo Municipal de Vizela eleito para o mandato 2017-2021.

De referir ainda que para desempenhar as suas funções como vereador a tempo inteiro na Câmara Municipal de Vizela, Jorge Pedrosa comprometeu-se a solicitar, junto da Ordem de Advogados, a suspensão da sua carteira profissional, que resultará na interrupção da sua atividade como advogado."

 

publicado por José Manuel Faria às 17:07

É tão nobre servir Vizela no poder como na oposição”, assim se intitula o comunicado do Partido Socialista (PS) de Vizela, enviado esta manhã para a nossa redação.

Os socialistas começam por saudar os vizelenses “pela forma cívica e participada como decorreu o ato eleitoral do passado dia 01 de outubro”, agradecem “aos seus militantes, simpatizantes e todas e a todos os que integraram as suas listas para os órgãos das autarquias locais” e sublinham que o partido “não atingiu os objetivos a que se propôs”. 

“O Partido Socialista assume a derrota e procurará, como sempre fez, servir todos os vizelenses e o concelho, com base nos princípios democráticos e políticos de persecução do bem comum”, lê-se na comunicação do PS.

Os socialistas analisam depois as eleições autárquicas do passado dia 01, onde referem que “o Movimento Independente Victor Hugo Salgado não obteve nenhuma vitória inequívoca em nenhum dos órgãos autárquicos, à exceção da União de Freguesias de Tagilde e S. Paio. Pelo contrário, as oposições no seu conjunto tinham mais votos e mandatos na Câmara Municipal, na Assembleia Municipal e nas Assembleias de Freguesia” de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João) e de Santa Eulália.

O comunicado dos socialistas vizelenses chegou à nossa redação às 10h53, altura em que decorria a conferência de imprensa conjunta entre o Movimento Vizela Sempre e a coligação PSD/CDS-PP, marcada para as 10h30. Neste seguimento, lê-se no comunicado: “O Partido Socialista estranha as putativas alianças entre Movimento VHS e a direita do PSD/CDS, quando esteve quase dois anos em campanha eleitoral atacando tudo e todos, nomeadamente o líder do PSD e dizendo que este partido “foi sempre contra a criação do concelho” e que “se tivessem um pingo de vergonha nem se candidatavam em Vizela”, porque querem ganhar a Câmara para depois acabarem com o concelho”, fim de citação retirada das notícias publicadas”

“O Partido Socialista estranha, igualmente, que o líder da coligação PSD/CDS, especialista em retirar a confiança política aos seus vereadores no mandato anterior, comece o mandato a fazer pior do que aqueles a quem acusava”, lê-se ainda.

Os socialistas dizem estar “convictos que, da parte do Movimento Independente VHS, fica clara a ideia de que apenas pretenderá assegurar uma maioria na Câmara Municipal em troca de uma “muleta” de favor e que os assuntos concretos da população e de todos os eleitores parecem estar a mais no registo das suas preocupações na presidência da Autarquia”.

O PS assegura que fará “uma oposição forte, atenta, livre e transparente” e que seja “responsável e construtiva à gestão municipal”.

RV

publicado por José Manuel Faria às 12:10

Toda a gente que acompanha o caso catalão tem os olhos postos na CUP (candidatura Unidade Popular). Depois da nojeira que o Puidgemont ontem fez, aldrabando-os sem dó ao dizer que ia ao Parlament ler a declaração de independência, e a acabar a ir lá declarar e suspender a independência catalã na mesma frase, a deterioração das relações entre a CUP e a coligação Junts pel Sì acentuou-se extraordinariamente. Num movimento, ao que parece, acompanhado pela população catalã: os relatos das multidões que encheram as praças para ouvir a declaração de independência em ecrãs gigantes e acabaram a assobiar e vaiar Puidgemont quando revelou o volume microscópico da sua coragem são inúmeros. O asco pela mão cheia de nada que foi a declaração de ontem fervilha pelas ruas.

Um porta-voz do Govern veio hoje a terreiro dizer que esta manobra foi necessária para assegurar a mediação internacional de organizações que ele não podia dizer quais são, mas que tinham feito está exigência. Um cheiro intenso a merda de boi, em inglês "bullshit", desprende-se destas palavras. O Govern tenta de novo embrulhar o povo com a miragem de uma independência pactuada, com a mentira de uma mediação internacional, com uma ilusão fantasiosa que o mantenha na expectativa. Felizmente, como dentro de dias tudo indica que o Govern será dissolvido e muito provavelmente enfiado em peso numa choça madrilena, a charlatanice tem perna curta.

A CUP é a única força com capacidade de explorar esta conjuntura para deixar claro aos catalães que os tempos serão de luta áspera e nada bonita. Que cada milímetro de terreno ganho até aqui vai ter de ser defendido perante os canhões de água, os casse-têtes, o gás lacrimogéneo, e se for preciso perante a própria tropa do espanholismo. E isso não vai ser possível sem expopriar as empresas que fogem da Catalunha, sem convencer os Mossos (que serão alvo de uma purga certa e sabida com a aplicação do artigo 155) a distribuir armas, sem criar uma estrutura de poder de cariz proletário que possa fazer aquilo que os partidos do catalanismo burguês falharam miseravelmente a fazer. A CUP precisa entender que doravante não há caminho às costas desta gente, e que aliás, só o há em choque com ela. Que essa lucidez não lhe falte.

João Vilela

publicado por José Manuel Faria às 11:47

 

publicado por José Manuel Faria às 11:36

10
Out 17

RV

publicado por José Manuel Faria às 12:02

 

publicado por José Manuel Faria às 11:58

09
Out 17

 

publicado por José Manuel Faria às 11:51

 

publicado por José Manuel Faria às 11:41

08
Out 17

publicado por José Manuel Faria às 21:26

 

1 - O Expresso noticia que o Ministério Público ordenou o arresto de 3 apartamentos que a mãe de José Sócrates terá "vendido" a Carlos Santos Silva.

2 - José Sócrates convoca uma conferência de imprensa para protestar contra o arresto de bens.

3 - Se os bens não são dele por que carga de água está tão irritado? Fala em que qualidade? Se o "verdadeiro" proprietário é o Carlos Santos Silva por que está ele calado? Eu, se me arrestassem 3 apartamentos sem motivo, ficava lixado. Era o que faltava que alguém protestasse por mim.

4 - Mas há mais. Na conferência de imprensa o ex PM afirmou: “Nunca vi, em nenhum lugar do mundo, alguém ser notificado de que vão arrestar os seus bens pela comunicação social.” Conclui-se então que está indignado, como proprietário, por não ter sido notificado pelo MP do arresto de bens que alega não lhe pertencerem. Extraordinário.

5 - Os advogados de José Sócrates não o aconselham, não o poupam à exposição pública da ostensiva contradição.

6 -Apesar de ser mais fácil apanhar José Sócrates do que um coxo, não há um jornalista na sala que o confronte com tudo isto.

publicado por José Manuel Faria às 11:35

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


23
24
25
26
27
28

29
30
31


Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
Drª Dora os Vizelenses (militantes do partido PS) ...
Ó sr. D......outurado!E porque é que você tem que ...
“Mas os vizelenses também não disseram que queriam...
"E, finalmente, a Ministra foi demitida."Assunto r...
ZMF o Srº a dizer mal e a criticar sentadinho num...
Anónimo a 20 de Outubro de 2017 às 18:54 Jorge É J...
Ó seu palerma, este JP é Jorge Pedrosa. Burrice te...
Coitados, a outra/o quando estava na CMV a mandar ...
Cuidado que este JP pode ser João Polery e não é p...
Ahahhahahaah grande lata esta Dora, exigir!!!!!!!!...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

10 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO