18
Mai 17

"(...)Seria pouco natural, a poucos meses antes das eleições autárquicas, que nada dissesse, enquanto candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vizela, ladeado, para já, por outros dois candidatos, um da parte do Movimento e outro do PS. Para que não restem dúvidas, a Coligação continua calma e recetiva, como sempre o esteve, no que concerne à apresentação de outros candidatos. É assim em Democracia. Está assim expresso na Constituição, dando total liberdade a que forças partidárias ou/e independentes se possam apresentar a sufrágio. É desta forma que a Coligação perfará o seu percurso, sem atropelos, sem histerismos desesperados, como se os direitos só fossem apanágio de uns quantos. Ainda bem que assim não é. Da nossa parte, respeitaremos todos os nossos adversários políticos e deixaremos que os Vizelenses, sem pressões ou promessas desvairadas, possam usar o seu direito de voto, como bem quiserem e entenderem. São eles que terão de escolher os seus governantes. E aqui, os Vizelenses não se deixam levar por inexequíveis promessas de quem já mostrou não saber gerir os dinheiros públicos. Será que descobriu, a poucos meses das eleições, a poção mágica de encontrar financiamento, onde nunca o conseguira antes?
As declarações, no mínimo infelizes, do responsável pelo Movimento Vizela Sempre, no decorrer da conferência realizada a 9 de maio, abordando o tema do candidato escolhido pelo PS, é bem o paradigma da falta de ética, do vale tudo… Se não , lembremos …”O senhor João Ilídio Costa foi um dos impulsionadores da minha candidatura e garantiu-me que apoiaria esta minha caminhada…..” O senhor João Ilídio Costa criticou pública e veementemente, ao longo dos últimos anos o atual Presidente da CMV”….Escusa de ligar aos elementos que fazem parte da estrutura do MVS, porque irá receber sempre a mesma resposta que recebeu nos telefonemas que fez ao longo dos últimos dias… “…o Senhor João Ilídio Costa já deu provas…que é incapaz de fazer pontes, a não ser que a sua vontade seja a vontade conseguida…” 
Palavras para quê? Quando não se consegue separar o domínio público do privado, só resta a Victor Hugo Salgado agarrar-se às tão propaladas sondagens (por onde andará a ficha técnica?), que lhe dão todas as vitórias e mais algumas. Porquê, então, tanta preocupação?
A Coligação, como disse antes, respeita e continuará a respeitar os seus adversários políticos, dentro de um quadro de cultura democrática, como é, aliás, a sua marca. 
Parabéns sinceros aos nossos bravos bombeiros!!"

Jorge Pedrosa

publicado por José Manuel Faria às 17:32

5 comentários:
O jorge parece um gajo sério.
Anónimo a 18 de Maio de 2017 às 20:31

"percurso, sem atropelos, sem histerismos desesperados, como se os direitos só fossem apanágio de uns quantos. Ainda bem que assim não é. Da nossa parte, respeitaremos todos os nossos adversários políticos e deixaremos que os Vizelenses, sem pressões ou promessas desvairadas, possam usar o seu direito de voto, como bem quiserem e entenderem. São eles que terão de escolher os seus governantes"

Era o que faltava, 43 anos depois do 25 de Abril, não respeitar os adversários, como ou sem promessas.

Isto não é o da Joana, onde podem fazer o que querem, como o querido líder do pin na lapela, fez durante quase 5 anos, levando o povo português à miséria.

Jorge, caro amigo. Espero, sinceramente, que tenha mais de 150 votos...
Anónimo a 18 de Maio de 2017 às 22:17

E porque esqueceu. Os bombeiros têm 140 anos e, mas todos, os que por lá passaram durante todos estes anos, fizeram tanto quanto os atuais. Que fique bem claro, caro amigo Jorge e não pense que, assim, divide para poder reinar
Anónimo a 18 de Maio de 2017 às 22:20

O Jorge não perceb nada de política. A bater no VHS quando quem lhe rouba os votos à direita e o João ilícito. Mt bom, ajuda o VHS porque se encosta ainda mais ao João Ilícito.
Anónimo a 19 de Maio de 2017 às 00:58

Com este discurso Jorge Pedrosa não vai longe.Vem aqui fazer o elogio de Ilídio Costa, quando quer este quer Victor Salgado são farinha do mesmo saco. Nunca
nunca visto num candidato de uma Coligação que desta vez tem a obrigação de ganhar a Câmara. Para isto, basta segurar o eleitorado que votou na Coligação há quatro anos. Mas por este caminho, e quando já se vêem alguns elementos que fizeram parte das listas da Coligação há quatro ao lado da candidatura de Victor Salgado - é vê-los nos jantares e nas conferências de imprensa -, a Coligação arrisca-se a um honroso 3.° .
Repito, com o partido socialista de Vizela completamente esfrangalhado, com o partido socialista de Vizela completamente dividido, com o partido socialista sem gente própria para assumir uma candidatura à Câmara a ponto de ter de recorrer a um paraquedista, nunca foi tão fácil "roubar-lhes" a Câmara. De que está a Coligação à espera para apresentar os seus candidatos e o seu programa? Vai fazê-lo só nos finais de Junho? Acha a Coligação que vai ser em Julho e Agosto, quando já estamos mas é todos em ritmo de férias, que os vizelenses vão estar disponíveis para ouvir as suas propostas? Fica a restar Setembro para fazer campanha eleitoral é um mês não é suficiente para pedir uma grande vitória aos vizelenses. É preciso vir já para a rua e ao som do slogan tipo "até os comemos!" pedir uma maioria para governar Vizela.
Anónimo a 19 de Maio de 2017 às 17:49

Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9



30


Visitas
Visitor Counter
comentários recentes
O vice/presidente pode conviver perfeitamente numa...
Pelo que vejo o Sr. Prof. nunca esteve numa associ...
Reunião de CâmaraDiz o Vereador do PS JIC: Sr. Pre...
Mas este, como não é burro, voou para o....Movimen...
Já viu um burro voar??? Então prepare-se que se is...
Quem será o próximo candidato da Coligação?JP não ...
Gostado muito do Comunicados da....Coligação? ?? k...
relativamente a Associações... se todas fossem inv...
Coitado, o JIC não tem nada para publicar!!!!!!!!!...
Enfim... uma amalgama de psedo independentes e soc...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO