30
Jul 10

As organizações sociais criam às vezes uma estratégia concertada para concretizar o isolamento de grupo/s – Objectivo Único -, para os afastar. Consiste na adopção de um plano (s) a curto prazo (tácticas) que obedecem ao seguinte: Não responder, não convocar por esquecimento propositado, passar a ideia dos maus/ os outros, pressionar os indecisos, ameaçar e ignorar, fazendo sempre de conta que são bem-vindos, quando presentes cochicham /contam anedotas no sentido de irritar/desmobilizar (parecido com a táctica do patrão colocar o operário a olhar a parede vazia). Com o tempo, normalmente, o grupo sai, demite-se, provocando festa nas hostes do poder. Há poucos que resistem, mas há-os, estes aguentam-se pelo interesse no acompanhamento futuro dos incitadores (até onde chegarão na hierarquia) ao isolamento, e por ter esperanças na alteração de rumo, das organizações a que pertencem.

publicado por José Manuel Faria às 10:35

comentário:
Pobre é a organização que cultiva lideranças heróicas. Tristes os que perseguem esses líderes... e por aqui me fico
Abraço
Miguel Pinto a 30 de Julho de 2010 às 17:28

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





comentários recentes
Perfeitamente de acordo com os comentários.Anterio...
Decisão sensata...
Ó anonimozeco, além de cobarde rateirinho, demonst...
Não há indignados, revoltados,... Totós, ranhetas,...
Que historia é esta de enriquecimento ilícito? Que...
MINISTRA DA COESÃO EM VIZELAOra ora que coincidênc...
Que se passa Dr. Desde Julho que nada publica no s...
Lamento muito, Zé! Abraço.
E justo porquê? O tem a ver o cu com as calças?Iss...
Então este é que manda, porque o presidente é que ...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO