01
Ago 10

DDV (foto)

"No ano de 1982, 5 de Agosto a “Revolução Popular” pela auto-determinação administrativa de Vizela esteve ao rubro, de um lado a população vizelense em luta contra as injustiças do poder político e do outro as “forças da ordem” (GNR) de Ângelo Correia ministro do MAI.

Foi um Dia marcante e decisivo no processo reivindicativo autonómico. Dia este sempre lembrado durante anos, principalmente nos anos 90 quando o Jardim Manuel Faria se enchia de vizelenses e não só para reclamar da liberdade. Com os média a transmitir os acontecimentos.

Vinte e cinco anos depois a Comemoração deve-se resumir a um encontro de antigos membros do grupo “clandestino” A Pesada um dos principais impulsionadores da luta.

É incompreensível que depois da restauração do Concelho nem a antiga Comissão Instaladora (1998/2001), e a Câmara Municipal (2001/2005 – 2005/2009) assim como as Assembleias Municipais não tenham dado qualquer importância à data.

Deve haver uma ligação íntima entre as lutas populares e o poder eleito democraticamente, é esta simbiose que faz da Democracia o regime político menos imperfeito, a não existir esta relação, o povo tem toda a razão em culpar os políticos de oportunistas e interesseiros.

A população Vizelense tem de acordar da letargia e dos medos e reivindicar numa luta constante pela melhoria do sistema democrático, pois não é só de 4 em 4 anos que o povo deve ser lembrado.

Alerta, sempre!"

 

Blogminho

 

- Mais um ano, e o poder político: Câmara Municipal e Assembleia Municipal continuam com medo de Comemorar oficialmente o " 5 de Agosto". Espera-se que as Oposições digam algo!

publicado por José Manuel Faria às 10:31

6 comentários:
Caro JMVF a história de Vizela é, felizmente, prenhe de datas dignas de relevo. E sem dúvida, o 05 de Agosto foi uma delas. Penso no entanto que não cabe à Autarquia, e muito menos à A.M., celebrar a sua memória. Caberia mais a uma Asociação, tipo MRCV ou outra, de índole cultural tomar essa iniciativa, à qual, depois, a reboque, a CMV daria, penso naturalmente o seu apoio. Em Vizela, terra bairrista e de tantas Associações (até a Comissão de Festas) poderia bem assinalar a data. Não queira assim atirar sempre tudo para cima da Câmara.
Agora que foi um dia memorável e inesquecível, foi. Eu estive lá, testemunha presencial quando tudo começou. As 'velhas' (já nessa altura) chaimites no largo da Estação e uma garrafa de sumol que é atirada sobre os guardas, a partir do 1º andar do café em frente, uma simples garrafa vazia em jeito de cokctail molotov.. Foi assim que tudo começou. Como quem chega lume ao monte!!
Arlindo Sousa a 1 de Agosto de 2010 às 18:08

"Penso no entanto que não cabe à Autarquia, e muito menos à A.M., celebrar a sua memória."

- Os órgãos autárquicos são aqueles que institucionalmente representam as populações, e por isso, perfeitos, para dar ao povo o que o mesmo quer. A criação do Concelho de Vizela teve no 5 de Agosto de 1982 o maior impulso: conhecimento nacional da causa, pressão política sobre o governo/ partidos e susto no Largo do Toural. As comemorações durante anos do 5 de Agosto - quase institucionais: partidos, MRCV e juntas de freguesia -, pressionavam o sistema e faziam alastrar o apoio à independência administrativa. Iria mais longe, sem o 5 de Agosto Vizela nunca seria livre.
É o nosso 25 de Abril

ps: A criação do Município e Cidade da Amadora remonta a Setembro de 1979. Tal data, confere-lhe o estatuto de primeiro concelho a ser criado em Democracia, o segundo foi Vizela; por arrasto Odivelas e a Trofa, depois destes 4/// Zero!

Entendo a sua posição, posso até concordar, mas mantenho que deveria ser uma Associação, tipo a 'Pesada' ou o MRCV a tomar a iniciativa de assinalar a data. A CMV deve e pode, concomitantemente, depois associar-se ao evento.
Arlindo Santos a 1 de Agosto de 2010 às 21:40

Os politicos de Vizela estão ocupados com as viagens da geminação francesa.
Anónimo a 2 de Agosto de 2010 às 11:42

Se for uma associação a promover o que vai necessitar?

1 - Apoio financeiro da Câmara.
2 - Autorização de espaços da Câmara.
3 - Licença sonora passada pela Câmara
4 - Ajuda dos cantoneiros da Câmara
5 - Ajuda na divulgação da Cãmara
6 - Presença dos políticos da Câmara

Em suma: Porque não a Câmara a organizar.

PS - A garrafa era de cerveja, não de Sumol.
Anónimo a 2 de Agosto de 2010 às 11:47

Professor quando era deputado na A.M. propos que esse dia fosse comemorado?
Não custa nada criticar os outros.
Anónimo a 2 de Agosto de 2010 às 13:32

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


24
25
26
27
28

29
30


comentários recentes
Vi bem??????????????????O Avelino Graça na apresen...
Pedro vê se tens vergonha, ao menos sê mais discre...
Já repararam que tudo o que a Câmara faz, apresent...
A Rádio Vizela hoje anda a fazer publicidade com d...
Se FF andou a pagar a sede do Partido lá sabe porq...
O pequenino o Francisco Ferreira andou anos seguid...
Francisco Ferreira sabe que quem tem azia chupa um...
azia !!!!!!!!!!!!.Ele, Francisco Ferreira não conc...
"Quero que conste em ata que a senhora vereadora f...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO