19
Ago 10



Um homem bom que escreve isto:

 

“O Homem é mais importante do que os números dos parâmetros económicos. É mais importante saber se os homens vivem melhor e são mais felizes do que estarmos sempre preocupados com o lucro, a competitividade e a produtividade. Reparem, meus queridos amigos, nunca se acumulou tanta riqueza, nunca se produziu tanto como hoje na História da Humanidade, mas também é verdades que nunca como hoje as disparidades foram tão brutais”

 

Não pode ser arrumado para a prateleira dos nacionalistas quiçá direitas pró/colonialistas como um grupo de militantes do Bloco de Esquerda o quer mandar:

 

“A campanha de Fernando Nobre correu a imitar este registo, tentando ser mais papista que o papa e disputando a Manuel Alegre a palma em matéria de grandiloquência chauvinista, como cabalmente se ilustrou no episódio da proposta para trasladar de Angola os restos mortais de militares portugueses aí sepultados.”

 

Nobre não é o candidato socialista anti/capitalista que uma parte do BE gostaria que fosse. Nobre é um candidato suprapartidário, o único, sem participação directa no governo de Sócrates ou indirecta no poder que espolia há 34 anos os trabalhadores. É um humanista, solidário, sempre do lado contrário das injustiças, da corrupção e do lucro desenfreado dos capitalistas.

 

Nobre não representa a esquerda revolucionária, todos o sabemos, mas é um digno cidadão que, de todos os conhecidos candidatos, mais se aproxima da defesa da Democracia política, social e económica.

 

Nobre não pode ser culpado por sociais/democratas de esquerda, independentes de direita e milhares de cidadãos sem ideologia definida o apoiarem. Há muita esquerda que o vê como a única alternativa: a Cavaco, Alegre ou ao candidato do Comité Central.

 

Nobre não merece o desprezo da direcção do BE, nem da sua chamada “ala esquerda”. Ele esteve inteiro com o Bloco de Esquerda em Junho de 2009. Há memória muito curta no BE.

publicado por José Manuel Faria às 23:01

5 comentários:
Camarada Zé Manel, o texto que pretende ser, apenas, uma reflexão, não é um manifesto, não é um apelo ao voto ou ao não voto, não é assinado pela ala esquerda do BE.
Há lá companheiros que não são do Bloco, outros ´que já não são do Bloco, outros do Bloco. Faltam lá muitos daquilo a que chamas a ala esquerda do Bloco (são 15 nomes!) e deixa-me , apenas, contestar o teu penúltimo parágrafo: a responsabilidade de um candidato ser apoiado, para o bem e para o mal, por quem é, é desses candidato. A responsabilidade do apoio de Sócrates a Alegre advém das posições, das opiniões, das hesitações de Alegre. O apoio de muita gente de Direita a Nobre também.

Fernando Nobre será sempre para mim um digno cidadão. Não é, efectivamente, o meu candidato. Porque o meu candidato seria, mesmo, socialista e anti-capitalista.
E há outras alternativas, para além das que falas, camarada. O voto nulo ou o voto em branco, podem ser votos de luta e de protesto e não de resignação ou de desistência. Ou não?
E isto não é, mais uma vez, nenhum apelo. Como já escrevi noutro lugar estou orfã de candidato. E só uma análise mais próxima me fará decidir o que faço em 2011.
isabel faria a 19 de Agosto de 2010 às 23:25

Fiquei desiludido com o vosso argumento "contra" Fernando Nobre, este merecia outra "profundidade" de estudo. São opções, tubo bem. Isabel, sabes tão bem como eu, porque andas na política há anos que, o voto nulo, branco ou abstenção na prática valem zero e favorecem sempre o mais forte, neste caso Cavaco (pragmatismo qb)

Discordo totalmente da opção do branco ou nulo, se queremos derrotar Cavaco essa não pode ser a solução, até porque não é mobilizadora , e no fundo é derrotista.

O problema de Fernando Nobre é que ele surge como um candidato empurrado por Mario Soares , apesar das minhas grandes dúvidas sobre em quem irei votar, mas irei certamente votar para derrotar Cavaco.

O papel de Mario Soares na candidatura de Nobre , é que lhe têm retirado apoios.

No fundo qual é o papel das eleições presidenciais, na situação actual de país, e na mobilização das esquerda , é esse r o debate que é necessário .

a.pacheco a 20 de Agosto de 2010 às 10:02

Pela primeira vez voto branco.
esquerda a 20 de Agosto de 2010 às 13:43

Desculpe a frontalidade mas não quer transformar direitos em esmolas? Com o senhor a distribuir como é claro. Só o facto de ser candidato já lhe irá dar muita notoriedade para pedir mais, pois é amigo cada um é para o que nasce, eu sou um atrasado que nasci para dizer as evidências ...
Antonio Lopes a 23 de Agosto de 2010 às 18:59

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


24
25
26
27
28

29
30


comentários recentes
Será que o Sócrates não teve nada a ver com a Banc...
ANÓNIMO A 19 DE JULHO DE 2020 ÀS 13:09Dinis Costa ...
O tempo “da boa fé e da colaboração institucional”...
Outra vez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existe gente que não s...
Dinis Costa em 2 009 recebeu 3 milhões de endivida...
Artigo 133.ºCapacidade do estabelecimento - é só a...
Pede se o favor a quem de direito, que tenham aten...
ANÓNIMO A 11 DE JULHO DE 2020 ÀS 10:57Então diga l...
O Dinis Costa teve o dinheiro dos orçamentos.Mas a...
Leu mal! 13 ( treze ) milhões que Dinis Costa desb...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO