28
Fev 11


 

(...) a Coligação aposta na abstenção pois, de acordo com o deputado Paulo Pacheco, a freguesia de Santa Eulália não reúne as condições necessárias para ser vila. “De momento entendemos haver coisas que possamos melhorar pois, como já frisei anteriormente, entendemos ser melhor uma aldeia de primeira, do que uma vila de terceira porque se Santa Eulália passar a vila, será uma vila limitada. A situação do pavilhão, a questão do Multibanco, um espaço público com melhores condições são factores que deviam ser melhorados”, referiu o deputado."

 

 - A freguesia reúne os critérios mínimos para ser elevada a Vila.

 

Necessita de ter (Art. 12 da Lei nº 11/82 de 2 de Junho): 

 


Mais de 3000 eleitores, em aglomerado populacional contínuo
Pelo menos metade dos seguintes equipamentos colectivos:
Posto de assistência médica
Farmácia
Casa do Povo, dos Pescadores, de espectáculos, centro cultural ou outras colectividades
Transportes públicos colectivos
Estação de CTT
Estabelecimentos comerciais e de hotelaria
Estabelecimento que ministre escolaridade obrigatória
Agência bancária Importantes razões de natureza histórica, cultural e arquitectónica poderão justificar uma ponderação diferente dos requisitos enumerados nos artigos 12º e 13º (Art. 14 da Lei nº 11/82 de 2 de Junho)

publicado por José Manuel Faria às 10:25

4 comentários:
"Mais de 3000 eleitores, em aglomerado populacional contínuo"!!! Sabem o que isso quer dizer? Onde é que Stª Eulália tem 3000 eleitores (atenção ELEITORES E NÃO HABITANTES) em aglomerado contínuo? No centro? Dos lados? Esta condição é sine qua non!
Anónimo a 28 de Fevereiro de 2011 às 20:27

O exemplo de Sta. Eulália é quase idêntico ao de Moreira de Cónegos e de Lordelo, esta freguesia tem menos eleitores e é Vila desde 1995.


Isto só prova que quando a ambição pessoal de uns quantos políticos é desmedida, lança-se mão do expediente de ficcionar a realidade.
Estamos a falar da elevação da aldeia a vila e não da freguesia.
Nem a aldeia tem 3000 eleitores, nem tem posto médico, nem estação dos CTT, nem transportes colectivos, nem agência bancária, nem estabelecimentos de ensino (obrigatório ou facultativo), nem estabelecimentos de hotelaria, nem casa do povo, nem dos pescadores, etc.
A restante parte da freguesia tem algumas dessas valências. Mas confundir o povoado que é aldeia e que se pretende elevar a vila... é um manifesto exagero!
rm a 1 de Março de 2011 às 13:52

Mas tem a rua de Vila Pouca. Aí já tem Vila no nome. Querem mais e melhor? Uma rua que é Vila e que foi inaugurada por ter levado com um pouco de alcatrão em cima e mal amanhada.
Anónimo a 1 de Março de 2011 às 20:46

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





comentários recentes
António Costa protagoniza arruada este domingo em ...
e o carvalhinho tambem entra nas contas? Sempre no...
Um livro, critérios diferentes:O livro das bandas ...
Quem é esta Irene Costa?É Socialista? militante? h...
"Não deixei de ser quem fui, não vou alterar em na...
Comissão Administrativa da Concelhia do Partido So...
Os PS (grandes) só se lembram dos militantes para ...
Olha os socialistas interesseiros, quando dava jei...
Um milhão de euros!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!...
Convém informar quais os funcionários que passam/r...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO