06
Abr 11

 

"Primeiro facto: todos conhecemos as diferenças substanciais que existem entre o Bloco e o PCP. Desde logo, uma diferente concepção das liberdades públicas que se reflecte no seguidismo do PCP face a regimes ditatoriais como a China e a Coreia do Norte. Por outro lado, uma distinta articulação com o espaço público: o Bloco quer ser um partido-movimento-social e o PCP reproduz a estratégia leninista da vertical cadeia de transmissão, bem patente na forma como se relacionam com os sindicatos. Além do mais, as visões de funcionamento “interno” são bem diferenciadas: o Bloco reconhece tendências e estimula a diversidade de posições e opiniões, enquanto que o PCP mantém o centralismo democrático. Finalmente, o PCP olha a Europa com desconfiança e viés nacionalista, ao mesmo tempo que o Bloco a encara como possibilidade de internacionalizar as lutas.

Segundo facto: Bloco e PCP convergem nas tomadas de posição no Parlamento e no espaço público, nas votações (em mais de 4/5 dos casos) e nas plataformas reivindicativas, nomeadamente na CGTP.

Deste modo, faz todo o sentido aprofundar uma acção unitária. Sem hipocrisia, porque isso significaria esconder diferenças reais, mas também sem sectarismos, porque isso levaria a um enfraquecimento do combate anti-capitalista, particularmente numa conjuntura de forte ofensiva reaccionária, como a que estamos a viver.

Assim, uma coligação pré-eleitoral seria um absurdo, porque estes dois partidos têm mais votos separados. Mas novas e cada vez mais arrojadas modalidades de convergência pós-eleitorais são não apenas desejáveis mas, acima de tudo, necessárias."

 

 - Uma Coligação pré/eleitoral seria um absurdo, afirma JTL. Um absurdo!!!

publicado por José Manuel Faria às 14:00

Sejamos honestos, o JMF tem minimizado totalmente as posições assunmidas pelo PCP a respeito desta convergência e para dançar o tango..... mas não aceita que o Teixeira Lopes , diga aquilo que muitos cidadãos simpatizantes do Bloco pensam.

Seria um avanço politico que a esquerda se apresentasse unida nesta eleições.

Mas para isso era necessario, que a entrega de listas não tivesse de ser efectuada até 25 de Abril.

Que a convergência fosse alargada a outros partidos movimentos e cidadãos de esquerda.

Que tivesse um programa comum que fosse aceite e unisse todos.

Não ter isto presente , e esquecer que as eleições são dentro de dois meses, é tomar desejos por realidades


É claro que pode haver milagres, afinal somos o país da senhora de Fatima, mas como eu sou ateu......
a.pacheco a 6 de Abril de 2011 às 15:00

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





comentários recentes
ANÓNIMO A 9 DE DEZEMBRO DE 2019 ÀS 20:41É verdade ...
Porque não respondeu no Facebook?Ao menos o Sr. An...
que bonito o cortejo, tinha outra vida se fossem a...
ANÓNIMO A 9 DE DEZEMBRO DE 2019 ÀS 10:15Chamar BUR...
este executivo priveligia tudo aquilo que já cheir...
O PREÇO DE QUEM NÃO OBEDECE A VICTOR HUGO SALGADO:...
Anónimo de 5 de Dezembro de 2019 ás 13:11Comentári...
Vizela parece uma aldeia, que pirosice, TVI ao dom...
Na minha viagem pelo Faceebook sobre a venda do CA...
Sr, Anónimo vai ver que se fosse na CASA do PARK n...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO