29
Out 11

 

 

 

 

“O caminho que temos de fazer é um caminho de mudança de regime económico, apostar mais nas empresas, mas na abertura da economia ao exterior, mais no empreendedorismo e na inovação dos portugueses, libertá-los do peso desta dívida, que vai demorar tempo, mas tem que ser feito, reduzir os gastos do Estado e das despesas públicas”, afirmou: Passos Coelho

 

 

 - O endividamento privado é muito superior ao público. Por isso, as empresas devem produzir mais e diversificado (apoio estatal) e os trabalhadores capacidade de consumir para a economia crescer: curiosamente o governo envereda pelo circuito inverso - arrasa quem trabalha, vende património e quer privatizar empresas estruturantes. Dentro de dois anos as dividas serão superiores, porque à soma do déficit acresce o crescimento negativo, e nada nos garantem que o crédito terá um juro mais baixo.

publicado por José Manuel Faria às 16:41

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





comentários recentes
As termas são do espanhol, pá
Não achas que andas a dormir na forma pol...?O pov...
Bem, o homem pode ter defeitos mas que é muito ami...
pergunta pertinente: porque é que o espanhol não f...
Com este presidente, aliás o mesmo que esteve vári...
-Victor Hugo Salgado repetiu críticas sobre a polí...
Até a receber os tremoços tiram fotografias.Palavr...
Bonita a musica da rádio comercial,Esqueceram se f...
nao resolvem nada e andam a gozar com o povo. pol...
As termas fechadas e o executivo a mentir aos vize...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO