28
Dez 11

 

" E a minha voz nascerá de novo,
talvez noutro tempo sem dores,
e nas alturas arderá de novo o meu coração
ardente e estrelado

 

Pablo Neruda

publicado por José Manuel Faria às 10:39

comentário:
Reencarnação?

Essência de uma nova vida?

Metamorfose?

Desespero?

Vontade de renascer???

Só o autor o poderá confirmar e nós, meros leitores, precisavamos de mais contextualização para perceber melhor o sentido destas belas, ledas ou tristes palavras.

Anónimo a 29 de Dezembro de 2011 às 13:11

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10





comentários recentes
ja se pode comentar
Perfeitamente de acordo com os comentários.Anterio...
Decisão sensata...
Ó anonimozeco, além de cobarde rateirinho, demonst...
Não há indignados, revoltados,... Totós, ranhetas,...
Que historia é esta de enriquecimento ilícito? Que...
MINISTRA DA COESÃO EM VIZELAOra ora que coincidênc...
Que se passa Dr. Desde Julho que nada publica no s...
Lamento muito, Zé! Abraço.
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO