21
Nov 07

Há dois jornais de papel, semanários em Vizela, o Notícias de Vizela e o RVJornal.

 

A população tem apreço pelos 2, penso eu. A verdade é que quer queiramos ou não, gostamos sempre mais de um do que de outro.

 

Eles são muito diferentes, o NV tem mais opinião e "entra" assiduamente em conflito com a Câmara, ou ao contrário, o PS gosta menos.

 

O RVJornal é mais soft, tem menos opinião, mais consensual, o PSD já se "zangou" com ele.

 

Ambos têm amor à terra, e será o mais importante.

 

Vizela precisa de diversidade e nisso tem. 

publicado por José Manuel Faria às 18:44

14 comentários:
O importante é ambos exercerem e cultivarem a DEMOCRACIA, INFORMAR e FORMAR os leitores.
Mª do Resgate a 21 de Novembro de 2007 às 20:08

Desde que o povo não se zangue os partidos são um mal menor. Serão ao todo menos 7 ou 8 assinantes, mas acabam sempre por ler o jornal para saber o que lá se pinta.
Desde que façam o povo dedicar um bocado de tempo à leitura é bom.
1/2Kg de Broa a 21 de Novembro de 2007 às 22:21

A informação deveria ser concebida de uma forma imparcial e focada essencialmente no leitor.

Em algumas situações padecem de uma falta de conteúdos de qualidade.

Mas é louvável o seu trabalho.

Continuem
FILFAR a 21 de Novembro de 2007 às 23:21

Ai !! imprensa vizelense quanto te invejo...
Marco Gomes a 22 de Novembro de 2007 às 10:01

Parece-me claro que a redacção / direcção dos jornais estão em choque constante. Existem ainda mais coisas por explicar… e muita tinta ainda vai escorrer!
Não é preciso puxar muito pela cabeça para perceber o porquê. Aliás, basta ver as caras que estão à frente de cada um dos projectos.
A imprensa local está a entrar numa espécie do Vale Tudo… e há algumas pessoas que fazem concorrência desleal, tentando manter-se em cima.
Márcio a 22 de Novembro de 2007 às 10:16

A Imprensa de Cabeçeiras é frágil? Marco Gomes.
José Manuel Faria a 22 de Novembro de 2007 às 12:37

A diferença é importante e importante seria que se discotice tudo. Afinal da discução nasce a luz. é assim que se dis não é?

Mas muito importante é tambem o proficionalismo, se esse povo é remunerado e não está nos jornais por carolice tem obrigação de trabalhar bem e exemplarmente. Tem de ser isentos e rigorozos nas noticias. Devem fazer aquilo que sabem fazer. Exemplificando: Fátima dos Anjos escreve bem p'ra carago mas fala muito mal! Nunca devia estar ao microfone de uma rádio, ou então devia consultar um terapeuta da fala. É paga não é? Então ou faz bem ou deve ser corrigida.
Caramela a 22 de Novembro de 2007 às 13:51

Se é frágil, caro José Manuel Faria?
Digamos que é a antítese da caracterização da imprensa vizelense aqui descrita.
Marco Gomes a 22 de Novembro de 2007 às 15:40

as pessoas têm problemas e não têm culpa por tal. penso que não deixa de ser profissional por ter um problema. ta a ser má caramela
... a 22 de Novembro de 2007 às 17:51

Caramela,
A Fátima Anjos é uma excelente profissional, das melhores a trabalhar em Vizela! Se você está incomodada com a voz dela não ouça simplesmente. E com essa afirmação está a demonstrar um preconceito absolutamente estúpido!
Márcio a 22 de Novembro de 2007 às 21:50

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





comentários recentes
"O "governo" de Vizela tem de ser escrutinado 15/1...
Ze manel. Eu não falei consigo. Mas de qualquer ma...
Se é o ministro das finanças que gere TODO o gove...
O "governo" de Vizela tem de ser escrutinado 15/15...
Estava à espera deste post! Sério. Logo que li "is...
Oh Eugénio Silva, não há coiso que te sirva.Parece...
Quem ouve Dora Gaspar falar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Real...
Em suma: em Vizela ninguém é coerente, ninguém é d...
À que tempos, começou a devolver ainda no tempo do...
Não acho que já deveria ter perguntado isto há alg...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO