22
Ago 12


"Para este ano, a  Confederação Portuguesa de Construção e do Imobiliário (CPCI) prevê que possam vir a fechar mais de 8.000 firmas, além das que já desapareceram (5 229) nos primeiros seis meses do ano, como reflexo da crise que tem feito cair o número de obras em Portugal."


Construção

publicado por José Manuel Faria às 09:20

8 comentários:
O mercado imobiliário não produz bens transaccionáveis, isto é, não são exportàveis, e só trouxe endividamento aos portugueses que em último recurso só beneficiou a banca portuguesa e estrangeira /que emprestou dinheiro à nacional) e muitos construtores civis e deu muito emprego a imigrantes ilegais e fez baixar os salários dos trabalhadores portugueses. E então no sector das obras públicas foi o principal motor do aumento de endividamento do Estado português!
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 02:03

Já chega o que lhes foi pago e ainda o que se lhes deve para levar todo o Estado a ser mais comedido no que respeita a novas obras públicas (seja em regime de gestão directa ou em contrato de concessão), tem de forçar os que ainda estão em execução a serem renegociados para baixar os custos que recaem sobre os portugueses... continuar a apoiar (encomendando obras) o sector da construção civil e obras públicas é afectar recursos públicos que são escassos, e só possíveis graças à ajuda financeira da Troika, num sector que é o principal factor da corrupção existir na Administração Pública (Central, Regional e Local), da existência de tantos imigrantes ilegais no nosso país até 2008 (pelo menos) e da degradação das condições de trabalho dos trabalhadores portugueses nesse sector...
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 09:43

Quanto ao sector imobiliário, ele compreende, também, as mediadoras imobiliários... e foi neste ramo de actividade que esse encerramento de empresas foi mais acentuado. A maior parte delas já, desde 2008, trabalhava apenas com os sócios ou os empresários em nome individual. Pelo que o impacto em termos de aumento da taxa de desemprego não é muito relevante, daí eles não se referirem ao aumento de desemprego, mas apenas ao encerramento das ditas empresas.
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 09:48

Então os 109 mil desempregados de que fala a noticia, não contam?
Silva a 24 de Agosto de 2012 às 00:56

Isso que a notícia diz foi irrelevante para o JMF pois não consta do postado. A tónica do postado eram o encerramento das mais de 5 mil empresas. E considerando que a sua esmagadora maioria era de mediação imobiliária, o encerramento delas não trouxe grande impacto para a taxa de desemprego.
Coisa diversa, em termos de impacto no desemprego, é o encerramento das da construção civil e obras públicas! Mas o que propõe? Que o Estado continue a investir o dinheiro que não tem em obras públicas de que não necessita para manter artificialmente empresas que não sabem internacionalizar-se porque sempre viveram à custa das obras públicas e da corrupção para contornar a concorrência?! Os desempregados terão de se adaptar para o exercício de outras profissões ou criarem pequenas empresas de construção civil dedicadas ao restauro de imóveis e a pequenas obras... se forem competentes e sérios haverá sempre trabalho para eles! Deixem-se de viver sempre à custa do Estado?! Façam alguma coisa por vós mesmos!
Anónimo a 24 de Agosto de 2012 às 13:59

A situação é imprevisível apesar de existirem sinais internos (especialmente o aumento sustentado e progressivo das exportações e a diminuição das importações, que leva a um reequilíbrio da balança comercial portuguesa) que podem sustentar essa esperança do PM. Mas existem muitos imponderáveis tais como a evolução da situação espanhola... e isso foi referido pelo Ministro da Economia!
Face a essa incerteza o que se espera que um PM diga?! Deixe de apostar na recuperação da nossa economia? Seja um derrotista e retire a esperança aos portugueses, sabendo ele que o factor motivacional é fundamental para a recuperação económica do país, condição fundamental para que possamos depender apenas de nós para manter o Estado em moldes pouco diferentes daquele a que estamos habituados!
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 10:01

"Face a essa incerteza o que se espera que um PM diga?! Deixe de apostar na recuperação da nossa economia? Seja um derrotista e retire a esperança aos portugueses, sabendo ele que o factor motivacional é fundamental para a recuperação económica do país, condição fundamental para que possamos depender apenas de nós para manter o Estado em moldes pouco diferentes daquele a que estamos habituados!"
Concordo inteiramente com a ideia ínsita no parágrafo que transcrevi.
E digo mais. Já em 2008/2009 o "extinto" Sócrates não parava de dizer o mesmo.
Mas tal de nada lhe serviu. E, ainda bem, digo eu.
Humilde Sancho a 23 de Agosto de 2012 às 20:26

Mas com uma enorme diferença, a ausência de seriedade no que precedeu ao actual PM! Aliás, o outro arruinava o país de mês para mês e continuava a dizer que estávamos a viver no melhor dos mundos! Este nunca disse que vivemos no melhor dos mundos, pelo contrário pôs a nu a nossa dura realidade, e apenas prometeu tudo fazer, nessas duras circunstâncias, para recuperar a soberania financeira ao país! O atual PM não enganou os portugueses sobre as duras medidas que tinha de tomar e tem tomado, mas sempre com a esperança de preparar o país para um futuro (que todos esperamos seja o mais próximo possível) menos duro do que a realidade em que vivemos, mas mais ajustado ao nosso real PIB e a não depender do estrangeiro para manter níveis de vida que não podemos sustentar.
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 23:11

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
AG até se entende que ao falares no passado não f...
Cada vez que leio o RV nem sei que diga em sei que...
283.000 pensionistas têm penções miseráveis, isso ...
São os memos argumentos da Opus Dei....
"Victor Hugo Salgado respondeu, mas antes voltou a...
Quantos quer? 1,3,5,6,7, quer com nomes começa no ...
O melhor vereador das Obras Municipais?!Basta ver ...
No sábado estivemos em destaque na SIC Notícias so...
Vem se vê que não pisca a pagina da Cãmara Municip...
fia-te na virgem e não corras…...vais peço esgoto!...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO