22
Ago 12


"Para este ano, a  Confederação Portuguesa de Construção e do Imobiliário (CPCI) prevê que possam vir a fechar mais de 8.000 firmas, além das que já desapareceram (5 229) nos primeiros seis meses do ano, como reflexo da crise que tem feito cair o número de obras em Portugal."


Construção

publicado por José Manuel Faria às 09:20

8 comentários:
O mercado imobiliário não produz bens transaccionáveis, isto é, não são exportàveis, e só trouxe endividamento aos portugueses que em último recurso só beneficiou a banca portuguesa e estrangeira /que emprestou dinheiro à nacional) e muitos construtores civis e deu muito emprego a imigrantes ilegais e fez baixar os salários dos trabalhadores portugueses. E então no sector das obras públicas foi o principal motor do aumento de endividamento do Estado português!
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 02:03

Já chega o que lhes foi pago e ainda o que se lhes deve para levar todo o Estado a ser mais comedido no que respeita a novas obras públicas (seja em regime de gestão directa ou em contrato de concessão), tem de forçar os que ainda estão em execução a serem renegociados para baixar os custos que recaem sobre os portugueses... continuar a apoiar (encomendando obras) o sector da construção civil e obras públicas é afectar recursos públicos que são escassos, e só possíveis graças à ajuda financeira da Troika, num sector que é o principal factor da corrupção existir na Administração Pública (Central, Regional e Local), da existência de tantos imigrantes ilegais no nosso país até 2008 (pelo menos) e da degradação das condições de trabalho dos trabalhadores portugueses nesse sector...
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 09:43

Quanto ao sector imobiliário, ele compreende, também, as mediadoras imobiliários... e foi neste ramo de actividade que esse encerramento de empresas foi mais acentuado. A maior parte delas já, desde 2008, trabalhava apenas com os sócios ou os empresários em nome individual. Pelo que o impacto em termos de aumento da taxa de desemprego não é muito relevante, daí eles não se referirem ao aumento de desemprego, mas apenas ao encerramento das ditas empresas.
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 09:48

Então os 109 mil desempregados de que fala a noticia, não contam?
Silva a 24 de Agosto de 2012 às 00:56

Isso que a notícia diz foi irrelevante para o JMF pois não consta do postado. A tónica do postado eram o encerramento das mais de 5 mil empresas. E considerando que a sua esmagadora maioria era de mediação imobiliária, o encerramento delas não trouxe grande impacto para a taxa de desemprego.
Coisa diversa, em termos de impacto no desemprego, é o encerramento das da construção civil e obras públicas! Mas o que propõe? Que o Estado continue a investir o dinheiro que não tem em obras públicas de que não necessita para manter artificialmente empresas que não sabem internacionalizar-se porque sempre viveram à custa das obras públicas e da corrupção para contornar a concorrência?! Os desempregados terão de se adaptar para o exercício de outras profissões ou criarem pequenas empresas de construção civil dedicadas ao restauro de imóveis e a pequenas obras... se forem competentes e sérios haverá sempre trabalho para eles! Deixem-se de viver sempre à custa do Estado?! Façam alguma coisa por vós mesmos!
Anónimo a 24 de Agosto de 2012 às 13:59

A situação é imprevisível apesar de existirem sinais internos (especialmente o aumento sustentado e progressivo das exportações e a diminuição das importações, que leva a um reequilíbrio da balança comercial portuguesa) que podem sustentar essa esperança do PM. Mas existem muitos imponderáveis tais como a evolução da situação espanhola... e isso foi referido pelo Ministro da Economia!
Face a essa incerteza o que se espera que um PM diga?! Deixe de apostar na recuperação da nossa economia? Seja um derrotista e retire a esperança aos portugueses, sabendo ele que o factor motivacional é fundamental para a recuperação económica do país, condição fundamental para que possamos depender apenas de nós para manter o Estado em moldes pouco diferentes daquele a que estamos habituados!
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 10:01

"Face a essa incerteza o que se espera que um PM diga?! Deixe de apostar na recuperação da nossa economia? Seja um derrotista e retire a esperança aos portugueses, sabendo ele que o factor motivacional é fundamental para a recuperação económica do país, condição fundamental para que possamos depender apenas de nós para manter o Estado em moldes pouco diferentes daquele a que estamos habituados!"
Concordo inteiramente com a ideia ínsita no parágrafo que transcrevi.
E digo mais. Já em 2008/2009 o "extinto" Sócrates não parava de dizer o mesmo.
Mas tal de nada lhe serviu. E, ainda bem, digo eu.
Humilde Sancho a 23 de Agosto de 2012 às 20:26

Mas com uma enorme diferença, a ausência de seriedade no que precedeu ao actual PM! Aliás, o outro arruinava o país de mês para mês e continuava a dizer que estávamos a viver no melhor dos mundos! Este nunca disse que vivemos no melhor dos mundos, pelo contrário pôs a nu a nossa dura realidade, e apenas prometeu tudo fazer, nessas duras circunstâncias, para recuperar a soberania financeira ao país! O atual PM não enganou os portugueses sobre as duras medidas que tinha de tomar e tem tomado, mas sempre com a esperança de preparar o país para um futuro (que todos esperamos seja o mais próximo possível) menos duro do que a realidade em que vivemos, mas mais ajustado ao nosso real PIB e a não depender do estrangeiro para manter níveis de vida que não podemos sustentar.
Anónimo a 23 de Agosto de 2012 às 23:11

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
Novo Rumo com Vitor T, Dinis e Joap poleri. A séri...
VIZELA CIDADE NATAL 2019 | Este ano o verdadeiro e...
Alargar o período experimental para 180 dias foi a...
"Homem pequeno, o Diabo o cagou'", adágio popular!
Dora Gaspar esteve tantos anos no desempenho de fu...
Mais uma vez a liderança da Coligação PSD/CDS-PP a...
Um aumento de despesas com pessoal de 1,7 milhões ...
Volta e meia lá surge uma notícia, plantada num do...
VHS as festas são feitas por ALGUNS funcionários d...
Caiu esse, e depois de Israel aos EUA passando pel...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO