25
Mai 13



"Está marcada para este sábado, a assinatura do acordo entre PSD e CDS, no sentido de ser formalizada a Coligação, para as próximas eleições autárquicas."


coligação


Suspense: a proporção eleitoral (nº de votos) entre PSD e CDS em Vizela é de 75/25%(1/4). Esta realidade colocará o CDS com a possibilidade de eleger 1 mandato em 4. Quem será? E o nº2 (vice/presidente/caso de vitória)?

publicado por José Manuel Faria às 10:06

15 comentários:
Teria feito um cartaz de campanhã melhor do que este e bastante mais inspirador!
Guri a 28 de Maio de 2013 às 14:30

Realmente este Guri faria sempre mais e melhor, na minha modesta opinião se fosse ele o Presidente da Câmara em vez do SR. DInis Costa, Vizela estaria muito melhor.
Anónimo a 28 de Maio de 2013 às 19:03

Proponho que vás para mandatário da campanha eleitoral do PS, bem ides precisar desse teu crãnio fenomenal para ganhar as eleições, foi pena não o teres usado junto com os teus amigos, para que vizela não chegasse ao estado lastimoso em que nos encontramos.VINTE ANOS DE A PAGAR DIVIDA, é mau de mais.
Anónimo a 30 de Maio de 2013 às 13:41

Obrigado Sr. Anónimo a 28 de Maio de 2013 às 19:03 pelo o seu comentário e devo dizer que Vizela pode contar com os meus préstimos e faço de tudo para não desiludir!
Quanto ao outro anónimo que apresenta o argumento que teremos de pagar mais dívida por mais 20 anos, devo dizer que esta é uma boa dívida (útil para a solvabilidade financeira) e pode ter a certeza que este empréstimo é uma rampa de lançamento para voos mais altos (para o sucesso) e não para comprar máquinas de café e isqueiros, pois este actual executivo distingue-se do anterior por não virar a cara à luta e continuar com a cruzada implacável para pôr as finanças municipais nos eixos! Lembrem-se que estamos a fazer muito mais com menos recursos possíveis de forma a que o nosso lema seja: SERVIR VIZELA COM RESPONSABILIDADE FINANCEIRA SEM IMPLICAR A PERDA DE DIGNIDADE!
Guri a 1 de Junho de 2013 às 17:52

Oh guri se não me falha a memória tu proprio vendes máquinas de café, portanto deves estar a ver-te ao espelho, se não vendes tens uma representação é ou não é?
Quanto á rampa de lançamento, não achas que é uma rampa demasiada cara, caríssima e que vinte anos é muito tempo para estar a pagar, por irresponsabilidade e de quem não sabe gerir a Câmara. quanto aos voos não conveem serem muito altos é que podeis ir parar á marte.
Quanto ao anterior executivo, digo te o seguinte: além de todo" atual" executivo ter feito parte do anterior, FOI O EX PRESIDENTE DA CÂMARA FRANCISCO FERREIRA QUE VOS PÔS ONDE ESTAIS HOJE, SENÃO O DC ERA PRSIDENTE DE JUNTA-A TUA AMIGA DORA ESTAVA NA RÁDIO VIZELA O VHS NEM EM VIZELA ESTAVA E TU ERAS ESCUTEIRO E ERAS MAESTRO.
Anónimo a 1 de Junho de 2013 às 21:44

Ó JMF, não compreendi porque razão não publicaste a minha resposta a este comentário do Guri/JP, onde eu desmontei todas as inverdades desse seu comentário?! Era um comentário absolutamente político e que visava esclarecer os bloguistas que pretendem ser esclarecidos. A única adjetivação foi qualificar o Guri (que identifiquei como sendo o João Polery, como toda a gente sabe que ele o é) como um delirante!
Por isso foi deplorável a tua atitude de passares o lápis azul sobre ela.
Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 09:48

Mas já que publicaste este comentário, vou tentar de novo.
Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 12:34

Realmente começo a pensar o mesmo, o JMF só passa o lhe apetece, só quando eram coisas, com fotos, legendas, nomes, e coisas gravissimas ele passava á mesma, coisas de caráter partidário e politico não passa, porque será?
Não me digas que tambem quer ir para a câmara,uma vez que não tem lugar no BE. deixe de ser parcial. ou passa tudo ou não passa nada,, isso é democracia.
Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 19:42

João Polery e mais um dos seus surtos delirantes, que apenas atestam o desespero que todos sentem no PS/Vizela ao perceberem, dia após dia, que o povo do concelho não lhes vai renovar o mandato, impedindo-os de continuarem a fazer tudo para que o nosso concelho permaneça no trilho da sua extinção/agregação a outro concelho. Já conseguiram consumar o fim da autonomia financeira do Município; agora só falta a perda na nossa autonomia administrativa. Mas os munícipes não o permitirão… a maioria é inteligente e não é masoquista.
O JP dá como certo que este Executivo camarário vai lograr obter o empréstimo dos mais de 8 milhões de euros do PAEL, quando todos sabemos que a vinda desse dinheiro para os cofres do Município está dependente do Município conseguir obter os restantes 6 milhões de euros para pagar todas as dívidas aos fornecedores do Município, e a Banca não está disposta a arriscar o dinheiro dos seus depositantes num empréstimo tão vultuoso a um Município governado por gente incompetente que gastaram os recursos financeiros que o Município dispunha e já comprometeu durante 20 anos uma boa parte dos recursos financeiros futuros do Município, tendo já hipotecado todo o património imobiliário do Município que integra o seu domínio particular disponível que com isso o indisponibilizou para novas hipotecas necessárias para que o Município possa contrair junto da Banca novos empréstimos.
Refere também que a contração dessa dívida, a concretizar-se, é uma boa dívida pois permite a solvabilidade financeira do Município e que esse empréstimo é uma rampa de lançamento para voos mais altos?! Ele confunde a necessidade urgente de liquidez da tesouraria municipal com solvabilidade do Município. Com efeito, esses empréstimos de capital (o proveniente do PAEL e o da Banca) destinam-se a pagar, unicamente, as faturas vencidas até 90 dias antes da entrada em vigor do PAEL e que ainda não foram pagas pelo Município de Vizela e que ascendem a cerca de 16 milhões de euros. Ou seja, não se destina a custear novas despesas do Município. Pelo que não se vislumbra a quais altos voos se refere o deputado JP. E se a isso se adicionar o facto da dívida do Município de Vizela ascender a mais de 20 milhões, tal como a CMV o reconheceu na última sessão da AMV, e que o atual Executivo camarário (bem como o grupo municipal do PS na AMV, por ele capitaneado), apesar de se ter comprometido a aumentar durante 20 anos os impostos e as taxas municipais, deixou as Finanças do Município num estado tal que durante 20 anos o Município, se nada fizer para poupar nos seus gastos excessivos e correntes, vai destinar as suas receitas, durante esse período longo de tempo, a pagar salários, juros da dívida e a amortizar o capital dos putativos empréstimos do PAEL e da Banca. E ainda terá de arranjar dinheiro para pagar a restante dívida que remanescerá depois de feitos todos os pagamentos a que se destinará a totalidade dos referidos empréstimos. Por isso alguém, no seu perfeito juízo, acredita nestas promessas de altos voos para o Município de Vizela, quando este luta pela sua sobrevivência?! O desespero leva a este tipo de derivas propagandísticas.
(Cont.)
Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 12:37

(Cont.)
E ainda se a dívida do Município tivesse sido destinada, na sua totalidade, no fomento da nossa economia local, permitindo a instalação de empresas industriais que, devido à falta de infraestruturas do concelho de Vizela, se vão instalar nos concelhos confinantes com o nosso, com prejuízo para a economia local e para a nossa taxa de desemprego… podiam os munícipes compreende-la! Mas não. A única coisa que se desenvolveu no concelho foi a subsidiodependência e, com ela, o fomento do clientelismo político do PS/Vizela, à custa dos impostos e taxas pagos por todos os munícipes, apesar da CMV tratar uns munícipes (uma minoria partidariamente influente) como se fossem de 1.ª e outros (a esmagadora maioria, que contribuiu com os seus impostos e taxas para os sucessivos regabofes do PS/Vizela e que continuará a fazê-lo para pagar a dívida que subsiste desse mesmo regabofe feito à custa do erário municipal) de 2.ª. O povo está farto disto. Não vale a pena o PS/Vizela, por intermédio do JP disfarçado de Guri ou outro qualquer, tentar iludir os eleitores do concelho porque estes têm os olhos muito bem abertos.
Então a insinuação do JP/Guri que a dívida do Município não é da responsabilidade do atual Executivo mas foi legada pelos Executivos anteriores e que o atual tudo está a fazer para resolvê-la e pretende continuar a fazê-lo no mandato seguinte, era de levar às lágrimas de tanto rir qualquer pessoa medianamente inteligente se por ventura a situação das Finanças do nosso Município não fosse tão dramática, tal como acima se evidenciei, e que vai forçar muitos munícipes a sacrifícios que poderiam ter sido evitados se todos os Executivos chefiados pelo PS/Vizela não gerisse a coisa pública municipal da forma pródiga como sempre o fizeram e tivessem defendido sempre e unicamente o interesse público do Município de Vizela.
Até parece que o Dinis Costa e o JP caíram na CMV e na AMV em junho de 2013 vindos de Marte! Dinis Costa não integrou todos os Executivos camarários governados pelo PS/Vizela? E não votou sempre favoravelmente todas as propostas de Orçamento e suas alterações e de aprovação de todas as contas dos sucessivos exercícios?! E o JP/Guri não é, ininterruptamente, deputado da AMV desde 2001, líder do grupo municipal do PS/Vizela desde 2005 e não apoiou, sempre e sem quaisquer reservas, toda a atividade da CMV desde 2001 até ao presente?!
Mas, mais grave do que isso, é a tola tentativa do JP em branquear a realidade da dívida municipal, atirando a totalidade da responsabilidade por ela para os Executivos presididos por Francisco Ferreira, quando todos nós sabemos que eles apenas são responsáveis por 6/7 milhões de euros da dívida, quando ela está em mais de 20 milhões! O Executivo presidido por Dinis Costa foi só responsável por mais do triplo da dívida deixada pelos executivos do FF. E são estes responsáveis que prometem a resolução do problema agravado por eles?! Haja paciência para ler todos esses disparates verberados ou escrevinhados pelos destacados responsáveis do PS/Vizela.
Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 12:38

**RESPOSTA AO Anónimo a 1 de Junho de 2013 às 21:44**
Deixe-se de fitas, a dívida contraída ao abrigo do programa PAEL foi um bem necessário e o desenvolvimento advém da contração de empréstimos ou pensa que uma autarquia ou uma empresa tem o dinheiro num baú para gastar, nada disso, é preciso a interação com o sistema financeiro, sejam eles de origem estatal ou privada, para se arranjar dinheiro para alavancar os interesses imperiais de Vizela e dos vizelenses! Mas não se preocupe, que se chegamos á Câmara, foi por sermos os mais preparados e se não seguíssemos no mundo da política teriamos à mesma sucesso, pois quem faz sucesso numa área, faz-se de igual modo em noutras áreas!
Guri a 3 de Junho de 2013 às 12:39

"a dívida contraída ao abrigo do programa PAEL foi um bem necessário e o desenvolvimento advém da contração de empréstimos "
Só que este emprestimo não é para cescimento, é para pagar dividas e mais dividas, principalmente aos desgraçados dos fornecedores, é que se a moda pega aina vão todos para a porta do turismo.Cada um tem que saber viver com o orçamento que tem, o que nesta câmara não acontece, aqui vive-e de aparências.
Outra coisa que não corresponde à verdade é que vos naõ chegas te à câmara por seres os mais preparados, vòs tal como dizem em cima FOSTE LEVADOS PARA A CâMARA, Não foi DC,DG,VHS, e João Polery (Gury)?O FF é que vos ofereceu os lugares chorudos que tendes não é?
Sabes Gury tu chamas tanso a toda a gente, inclusive a paula lima que é tua colega de PS e da CMV , mas tu és um tanso, covarde e hipocrita, porque quando os factos são verdades com os que estão escritos em cima tu viras a cara para o lado, de resto uma carateristica muito tua. A tua inteligência e o teu paleio são como o teu tamanho. médio baixo,
Anónimo a 3 de Junho de 2013 às 18:47

O problema é que a CMV nunca teve baú. Foi gastando o que tinha e não tinha, recorrendo ao crédito bancário de forma destemperada, em montantes que ultrapassaram sempre em muitos milhões de euros os limites ao endividamento do município, desde que existem limites legais a esse endividamento, como se o dinheiro nos fosse dado e não o tivéssemos de restituir e com juros. E com esse endividamento comprometeu receitas futuras que foram canalizadas, em percentagens cada vez maiores, para o pagamento desses empréstimos bancários e para as despesas com o pessoal, deixando de pagar a muitos (e cada vez mais) dos fornecedores (muitos deles sediados no concelho de Vizela) e com isso prejudicando muita da economia local (contribuindo para o aumento do desemprego no concelho). Além disso, a violação dos limites legais ao endividamento do nosso município implicou, além de novas reduções a esses mesmos limites, sistemáticas reduções (mediante cativação de verbas) das transferências de receitas do Orçamento Geral do Estado para o nosso Município.
Tu, JP, tens fraco sentido do ridículo. Daí proferires tanto disparate?! Foi muito generoso (leia-se, irrealista) o JMF ao dar-te 13 valores quanto ao teu desempenho como deputado municipal. Tu, realisticamente, não merecias ter mais do que 5 valores. E estou a ser, verdadeiramente (porque assisti, in loco, aos teus desempenhos; ao contrário do JMF que apenas as acompanhou pelas reportagens muito parciais da comunicação social local), generoso.

Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 01:40

Bom, segundo todos os comentários que li, é mais do mesmo que dizem que a Câmara está na falência e que a falência está no carácter de quem dirige a mesma e essa atitude anti-vizelense só serve para desanimar ainda mais os vizelenses depilados pela crise imposta por um governo coelhista e contrabalançado por um executivo do Dinis Costa que teve em atenção em baixar o IMI em 2 décimas percentuais!

O Guri é um ser muito invejado na cidade e não é para menos, em menos anos faço mais que 12 tansos que pensam que são finórios nas Assembleias Municipais e que a única coisa que sabem fazer é oposição como se estivessem a jogar um jogo na Playstation ( a brincar ao faz de conta), portanto não adianta virem para aqui tentar adivinhar a identidade das pessoas, senão sujeitam-se a ser barrados como aqueles labregos que querem entrar num restaurante finório sem um black tie ou pelo menos um blazer decente!
Guri a 4 de Junho de 2013 às 15:00

**RESPOSTA AO Anónimo a 4 de Junho de 2013 às 12:37/8***

O problema das dívidas são geradas pela necessidade de impulsionar o desenvolvimento local no superior interesse de conforto e bem estar que queremos que os vizelenses sintam quando passeiam na cidade e tenham orgulho de dizerem em qualquer parte do mundo que Vizela é uma grande cidade e realmente temos o mesmo ponto de vista, no sentido de concordar que os vizelenses não são tansos, pois qualquer vizelense com dois palmos de testa sabe verificar por si mesmo o quão o PS/Vizela na Câmara fez com que Vizela se tornasse na cidade do que é hoje, moderna, funcional e para todos em comparação com 19 de Março de 1998 até 5 de Junho de 2013, Vizela passou de uma cidade quase rural para uma cidade de primeira linha, com melhores estradas, inclusive construímos estradas que servem as freguesias que outrora só com um bom jipe é que se podia entrar em certas zonas de Vizela, modernizamos as redes de estacionamento, alargamos a rede de apoio social e hoje em dia pagamos bolsas de estudo, oficina domiciliária, loja social, pagamos temporariamente a renda a família carenciadas, temos um grande autocarro que servem as escolas do concelho para levar as criancinhas às actividades lúdicas, abrimos o gabinete de apoio ao emigrante, agilizamos processos os administrativos (simplex autárquico), abrimos a Termas e vamos abrir o hotel!

A dívida até podia ser menor, mas as coisas não se fazem de graça e nem sozinhas e de certeza que os vizelenses preferem uma cidade como descrevi neste comentário, do que uma cidade com umas estradas de macadame e um executivo autárquico incompetente e insensível aos reais interesses das pessoas!

Trabalhamos todos os dias para os vizelenses e o empréstimo do PAEL é um dos vectores que nos impulsionará para que daqui a mais 4 anos o relatório da governação do PS/Vizela o demonstrará ao nobre povo vizelense, um trabalho sério para gente séria e feito por gente séria com credibilidade e experiência!
Guri a 5 de Junho de 2013 às 09:54

Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
E o irónico não é ficarmos com mais uma prova de q...
No jornal de Vizela pode ler-se a opinião de Fátim...
Sinceramente não sei como as pessoas perdem tempo ...
Não detestes, atrás de mim virá, quem bom de mim f...
Das duas três: este Eugénio está armado em ser pro...
Caro senhor professorPode dizer-me que sigla é aqu...
À medida do defunto, como disse o outro.
Uma proposta à medido do jic
Agora são os chineses, antes eram os angolanos.. C
E o Sócrates atirou sobre a Câncio. O que ela prec...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO