10
Jun 07

CANTIGA


Descalça vai para a fonte
Leonor pela verdura;
Vai formosa, e não segura.

Leva na cabeça o pote,
O testo nas mãos de prata,
Cinta de fina escarlata,
Sainho de chamalote;
Traz a vasquinha de cote,
Mais branca que a neve pura;
Vai formosa, e não segura.

Descobre a touca a garganta,
Cabelos de ouro o trançado,
Fita de cor de encarnado,
Tão linda que o mundo espanta;
Chove nela graça tanta
Que dá graça à formosura;
Vai formosa, e não segura.


publicado por José Manuel Faria às 10:56

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





comentários recentes
A Dora é contra tudo, nem sei o que anda esta cria...
Parece que não agradou o comentário...
Ufa...Ufa... professorEstava ficar desesperadoNão ...
Quem me dera ser funcionário público!
Coitados dos funcionários públicos (em geral) foss...
O que faz na foto , o dirigente do partido da dire...
o executivo deve mandar ás malvas os P.SS.Estão pr...
Está bem, não foi a Câmara, mas foi a Junta, que v...
Cá para mim, esta foi uma manobra de diversão para...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO