02
Jul 08


 

Um filme bizarro, louco e imperdível de David Lynch, claro.

publicado por José Manuel Faria às 12:34

A entrevista de Manuela Ferreira Leita à TVI ontem, mostrou MFL irritada, repetitiva, enrolada nas contas do investimento público que não se dede fazer porque não há dinheiro, sem dizer nunca quais as obras a "cortar". O melhor veio no fim. MFL afirmou que a família tem por objectivo a procriação. Mais do que ser contra os casamentos homossexuais ( era de esperar). O apontar o casamento como um fim principal para ter filhos, é uma ideia ultra-conservadora para uma social-democrata do sec:XXI.

 

As lésbicas podem ter filhos, os homossexuais masculinos podem ter filhos (procriam fora da união ou casamento), a solteira pode ter filhos, o solteiro pode ter filhos, a viúva pode ter filhos, o divorciado pode ter filhos, o padre católico pode ter filhos.

 

Eu pensava que o casamento era um contrato de fidelidade de amor/amizade/paixão na saúde e na doença entre dois seres que se amam ( seu objectivo primeiro).

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:09

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





comentários recentes
A Dora é contra tudo, nem sei o que anda esta cria...
Parece que não agradou o comentário...
Ufa...Ufa... professorEstava ficar desesperadoNão ...
Quem me dera ser funcionário público!
Coitados dos funcionários públicos (em geral) foss...
O que faz na foto , o dirigente do partido da dire...
o executivo deve mandar ás malvas os P.SS.Estão pr...
Está bem, não foi a Câmara, mas foi a Junta, que v...
Cá para mim, esta foi uma manobra de diversão para...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO