25
Jul 08

publicado por José Manuel Faria às 11:38

Com o objectivo de tornar a noite de Copenhaga mais segura, as autoridades dinamarquesas preparam-se para criar um sistema polémico. Uma ida à discoteca vai ficar estranhamente semelhante a tratar do bilhete de identidade, com exigência de impressões digitais e fotografias dos clientes.

 

Um facto que fere os direitos e garantias dos cidadãos numa cidade moderna num País desenvolvido. A Dinamarca a cair em radicalismos. Se a social-liberal da Europa do Norte traça estes caminhos não faltará muito para portugal copiar. Copia quase sempre o pior.

 

Qualquer dia a impressão digital e fotogafia do cliente vão ser utilizadas para entrar em todo o comércio, diversão, espectáculos, passear na rua ou entrar em casa, sim há falsos amigos e vizinhos. O Big Brother está aí ao virar da esquina ou sobre as nossas cabeças. A liberdade individual caminha para o fim. Alguém controla e sabe sempre onde estamos e a fazer o quê!

 

O Mundo está perigoso, não olhe para o lado, fale baixinho, cuidado com a net, desligue o telemóvel fale pessoalmente e reviste- o pode estar sob escuta!

publicado por José Manuel Faria às 10:25

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





comentários recentes
45.000€ para um monumento dos Lions. tudo apoiante...
“oposição que hoje temos em Vizela”Pois VHS o teu...
Merecia mais o Sr., Padre Constantino, pelo menos ...
Anónimo a 22 de Junho de 2019 às 19:57Com fotos ou...
E quem tem história na cidade?TU?
Tás preocupado com as fotos? Afinal para quem são ...
Quem são e lions?Os que acompanham nos eventos, na...
Sr. anónimo de junho das16:55, eu não queria eu ex...
Mais uma vergonha deste executivo. rotunda alusiva...
Mas querias a bolsa, certo?
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO