01
Ago 08


 

publicado por José Manuel Faria às 21:51

A Segurança Social atribuiu um complemento de reforma de um euro a uma reformada de 88 anos. Como esta instituição não passa cheques deste valor, esta idosa terá de esperar cinco meses para receber cinco euros, o valor mínimo de um cheque da Segurança Social.

 

Para o genro de Joana Sampaio, Armindo Machado, «a Segurança Social está a fazer pouco de quem é pobre».

 

O respeito que as instituições estatais têm pelas pessoas é medido por realidades como estas. Aumento de 200 paus num mês. 6,6 patacos por dia.

 

 

publicado por José Manuel Faria às 17:47

O Presidente da República fez parar, especular e enervar um País à espera das 20 horas. Para falar do estatuto dos Açores. Quando todos estávamos à espera da dissolução do Parlamento, e antecipação das legislativas. Cavaco pariu um rato.

publicado por José Manuel Faria às 10:54

Manuel Cajuda: UEFA devia afastar todos os clubes portugueses

 

O treinador do Vitória é dos mais vaidosos e fanfarrões da I Liga, fez dois bons campeonatos pelos vimaranenses e agora arma-se em justiceiro qual Zorro.

 

O que é que  Sporting, Vitória de Setúbal ou Braga têm que ver com a incompetência da Liga e da FPF!

 

Gostava de ver o comportamento dos adeptos vitorianos se o seu clube ficasse de fora.

 

Este Cajuda por vezes só diz disparates.

adenda: Marítimo e Cajuda arguidos por fraude fiscal

Os principais dirigentes do Marítimo foram constituídos arguidos no final da semana passada por decisão do Ministério Público (MP), no âmbito de um inquérito-crime que investiga indícios de fraude fiscal e branqueamento de capitais e que já tem cerca de meia centena de arguidos

Em causa estão pagamentos a jogadores e treinadores do clube madeirense através de empresas sedeadas em off-shores , que não eram declarados ao Fisco e à Segurança Social.

Ao que o SOL apurou, os investigadores suspeitam de que parte dos salários dos profissionais do Marítimo eram pagos como direitos de imagem, sendo os respectivos contratos feitos, por exemplo, com a Arwa Development Inc., empresa ao serviço do Marítimo registada no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas. Estes contratos não eram do conhecimento das autoridades fiscais nacionais, pelo que as quantias que o clube pagava através deles nunca eram declaradas. Nem pelo clube, nem pelos jogadores e treinadores – daí que as investigações atinjam quem pagou e também quem recebeu
.

In jornal sol

publicado por José Manuel Faria às 10:32

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



26
27
28
29
30

31


comentários recentes
A Dora é contra tudo, nem sei o que anda esta cria...
Parece que não agradou o comentário...
Ufa...Ufa... professorEstava ficar desesperadoNão ...
Quem me dera ser funcionário público!
Coitados dos funcionários públicos (em geral) foss...
O que faz na foto , o dirigente do partido da dire...
o executivo deve mandar ás malvas os P.SS.Estão pr...
Está bem, não foi a Câmara, mas foi a Junta, que v...
Cá para mim, esta foi uma manobra de diversão para...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO