04
Set 08

http://www.mondotees.com/ProductImages/countries/CCCP.jpg
Importará, ao mesmo tempo, aprofundar o conhecimento da complexa realidade histórica do Cáucaso e as raízes dos conflitos da Ossétia do Sul e Abkházia. E lembrar – algo que a perversa campanha mediática em curso olimpicamente ignora – os efeitos desastrosos do desmantelamento da URSS na sua génese e manifestação.
Foi sob o aplauso das «democracias ocidentais» que o exacerbado nacionalismo georgiano se converteu num dos agentes activos do enfraquecimento e desagregação soviéticas, rompendo os equilíbrios internos e reactivando velhas disputas étnicas. Eram os tempos da divisa «A Geórgia para os georgianos» do antigo presidente Gamssakhurdia, em que Saakashvili hoje se inspira, da abolição das autonomias e das fratricidas campanhas militares e de limpeza étnica. Em 1991, a Geórgia boicotou o referendo sobre a URSS em que 75% dos soviéticos disseram sim à sua manutenção. Mas na Abkházia este realizou-se e o sim venceu. O resto é conhecido. A 8 de Dezembro de 1991, era dado o golpe de misericórdia nos destinos do Estado soviético, fundado em 1922. E a figura, que emergiu, então, como o seu principal coveiro – Iéltsin – apressava-se a comunicar a boa nova – em «primeira mão» – a Bush (pai), para só depois informar o já totalmente desqualificado inquilino do Krémlin, Gorbatchov, do inconstitucional – e contrário à esmagadora vontade popular – desenlace
.

publicado por José Manuel Faria às 20:31

http://cache01.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//71/e6/3f/2315580_tRusY.jpeg

 

O voo da companhia espanhola Spanair JK4113, que fazia a ligação entre Ibiza e Lisboa, com 163 passageiros a bordo, incluindo portugueses, foi obrigado a aterrar em Palma de Maiorca, esta manhã, devido a um problema técnico.

 

Poucos dias depois da queda de um avião da Spanair fomos levantar os "bilhetes de avião" na agência de viagens, a menina sorriu desbragadamente, disse ela," é que eu sabia que tinha alguém para essa companhia de aviação, afinal são voçês!", e continuou a rir, a resposta foi um sorriso amarelo!

Houve uma certa preocupação da tripulação em tranqualizar os passageiros e dar loas há companhia. Correu tudo bem. Quatro dias depois, novo problema com a Spanair. "Porra, há qualquer coisa no ar...espanhol!"

 

Portugueses não querem voltar a voar na Spanair

publicado por José Manuel Faria às 19:07

http://blogdaloura.blogs.sapo.pt/arquivo/bebes1.JPG

Quatro de Setembro de 2006 deu-me para isto. Brincar há comunicação de ideias, pensamentos, propostas e críticas, e levá-las por esse mundo fora. Obrigado.

publicado por José Manuel Faria às 10:22

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
Que declarações foram?
Muito Conveniente esta Ausência dos Senhores Jorna...
muito boa descrição de tachos!Só se esqueceu de di...
Sr. anónimo desde quando os funcionários da câmara...
Já agora! Peditorios? Uma coisa é deixar as estagi...
Não sejam maus, se faz porque faz, se não faz porq...
Pois! Os Drs no passeio com o mister presidente e ...
Nos postos médicos ja à algum tempo que eles tem o...
Ó mas isso ainda agora é assim, nas fotografias es...
Ó Victor Hugo andas a pagar a pessoal para andar c...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO