11
Fev 09

 Decidiu-se casar? Então terá de ter em atenção que a partir deste momento é desencadeado uma série de processos, mais ou menos complexos, de acordo com a cerimónia pretendida. Para poder efectivar a união tenha em conta os seguintes passos:

1. Reúna os documentos necessários, que são os seguintes:

 


2. Dois a três meses antes reúna os documentos anteriormente referidos e dirija-se à Conservatória do Registo Civil para poder dar inicio ao processo de casamento.

Caso pretenda casar apenas pelo registo civil, o seu processo termina aqui, sendo tudo tratado na respectiva Conservatória.

 

 

Se a Igreja Católica afirma que o casamento homossexual é uma ameaça à sociedade, problema da Igreja.

 

O divórcio era uma ameaça;

 

A interrupção voluntária da gravidez era uma ameaça;

 

A homossexualidade é uma ameaça;

 

O uso de preservativos é uma ameaça;

 

As relações sexuais são para procriar, fora do casamento uma ameaça;

 

As posições da Igreja Católica e de outras são para respeitar. Não devem é de modo algum interferir na vontade do poder terreno. Portugal não é uma Teocracia!

 

Os pecados que a Igreja aponta à sociedade caiem uns atrás de outros. Mais, os maiores pecadores são os que se dizem católicos dos quatro costados.

 

O gay promíscuo tem duas filhas uma mulher, casou pela Igreja e vai à missa!


A Igreja pode apelar ao voto no CDS e PSD. O altar a tribuna.

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:22

10
Fev 09

 Berlim homenageia «amigo» Manoel de Oliveira

 

Como era bom que pelo menos 10% dos portugueses alguma vez tenham visto um filme do Mestre.

 

 

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 21:29

publicado por José Manuel Faria às 11:07

 «Nós sabemos quem é rico e quem não é rico. O que me dá impressão é que aqueles que não querem fazer nada arranjam sempre boas desculpas para não se fazer nada".

 

 

Ao fim de 4 anos de governação, José Sócrates afirma aos portugueses que descobriu a pólvora. Esta descoberta tem de ser bem anunciada e espalhada em pequenos círculos de amigos e depois transmitida qual invenção à comunicação social credível.

 

 

2009 vai ficar na história contemporânea nacional: “ A descoberta do Rico” por José Sócrates Pinto de Souza  será uma obra a circular no meio académico e alvo de cientistas e investigadores sociais portugueses e estrangeiros.

 

Se o ridículo matasse!

 

Esta é uma das profundas propostas do PM de mostrar que é de esquerda. Enfim!…

publicado por José Manuel Faria às 10:45

09
Fev 09

publicado por José Manuel Faria às 11:15

 

VI Convenção do BE por *Bloco.

.

 

 A VI Convenção do Bloco de Esquerda definiu um partido bem à esquerda do PS: Socialista de Esquerda, radicalmente democrático e cujo programa de governo será elaborado por todos (aderentes, independentes de esquerda) via internet.

 

Defesa da convergência de esquerda.

 

União Europeia mais social e uma constituição de raiz democrática.

 

Concorrer isolado ou apoiar candidaturas independentes credíveis de esquerda.

 

Retirar a maioria absoluta ao PS, aumentar o número de deputados.

 

Combate sem tréguas ao roubo, corrupção e tráfico de influencias em todas as esferas da sociedade portuguesa.

 

O governo PS é o principal culpado da crise.

 

Combater a protecção a bancos mal geridos e corruptos: BCP,BPN e BPP.

 

Uma banca do Estado sem taxas e juros especulativos, com melhores produtos para os trabalhadores e população desfavorecida.

 

Nacionalização da água, energia, galp e EDP.

 

Proibição de despedimentos nas grandes empresas que apresentem grandes  lucros.

 

Revogação do Código do trabalho.

 

Imposto sobre fortunas.

 

Resumo de uma Convenção diversa nas estratégias e nas ideias, democrática no seu funcionamento, viva e solidária na participação.

publicado por José Manuel Faria às 11:02

08
Fev 09

Nas últimas  presidenciais não foi "castigada" por apoiar Soares (mandatária para a juventude de Mário Soares ) contra o candidato do seu partido, pois entrou na Mesa Nacional órgão máximo entre Convenções.


Nesta Convenção nenhuma Lista a integrou. A Joana tem de fazer por merecer o cargo. A beleza não chega! 

 

publicado por José Manuel Faria às 22:38

06
Fev 09

 

Dias 7 e 8 de Fevereiro VI Convenção Nacional do BE, no Pavilhão Municipal- Rua João Silva  - Lisboa.

 

 

publicado por José Manuel Faria às 11:13

publicado por José Manuel Faria às 10:35

 As  lutas dos professores pela suspensão da avaliação Terminou.


As greves quase totais, manifestações com mais de dois terços ( 100/120 000), abaixo-assinados e a aprovação de moções de apelo uniram a classe docente, fenómeno nunca visto em Portugal.


A inconsequência, o receio ou a ideia, " o outro cedeu, vou fazer o mesmo", fez cair o objectivo.


Este baixar de braços é típico português. 


As lutas poderiam ter sido às avaliações do 1º período, deveriam as greves serem mais prolongadas e um apoio consequente e firme dos Conselhos Exectivos.


A pressão e as ameaças do Ministério de Educação foram constantes e amedrontaram.


Os docentes, familares dos mesmos e todos aqueles que apoiaram esta revolta têm uma oportunidade de ouro em ano eleitoral: Castigarem o governo não votando PS.

 

publicado por José Manuel Faria às 09:03

05
Fev 09


Numa reunião de militantes do PS em Lisboa, o ministro dos assuntos parlamentares classificou o Bloco de Esquerda e o PCP de forças reaccionárias, acrescentando que gosta "de malhar com especial prazer nesses sujeitos e sujeitas que se situam de facto à direita do PS". Augusto Santos Silva ignorou as críticas do histórico militante socialista Edmundo Pedro, que garante haver medo dentro do PS.  

 

Santos Silva, o velho revolucionário  trotskista e cronista sensato do Público, tornou-se no controleiro fiel de seu amo, o Senhor seu dono: José Sócrates Carvalho Pinto de Souza.

publicado por José Manuel Faria às 11:22

publicado por José Manuel Faria às 10:53

 Nas últimas semanas todos os dias encerram fábricas, este problema socioeconómico é noticiado nos jornais na rádio e TV.

 

Uma característica comum em todas as peças jornalísticas, é a falta da gerência na explicação do momento mau ou péssimo pelo que passam as suas empresas.

 

Os trabalhadores, atacam o microfone e contam o sucedido, tentam dar uma razão à desgraça, falam das suas angústias.

 

Os sindicatos abordam profundamente o estado da situação e levantam quase sempre soluções.

 

As gerências/patrões nunca têm declarações a fazerem, logo o cidadão tem tendência a comentar: “ aqui há gato”, “ escondem algo”, “fugiram com a massa”. Nada melhor para todos, uma explicação para não dar azo a insinuações.

 

A peça da TVI, ontem no Jornal Nacional, sobre o “lay – off” e a crise interna da fábrica Colchas S.Domingos em Vizela, foi um exemplo paradigmático.

 

Francisco Ferreira deveria dar a cara, explicar, assim paira sobre a gestão da empresa uma nuvem negra difícil de dissipar.

publicado por José Manuel Faria às 10:38

04
Fev 09

 Continua a sacanagem - Mails para UEFA e FIFA 

 

publicado por José Manuel Faria às 11:31

publicado por José Manuel Faria às 10:52


Cavaco Silva vetou a lei argumentando que "iria promover a abstenção eleitoral" visto que "obrigaria milhares de pessoas a percorrerem centenas ou milhares de quilómetros para exercerem um direito fundamental." Segundo acrescentou, "constitui um imperativo nacional combater a abstenção eleitoral e promover a ligação dos cidadãos emigrantes a Portugal"

 

 

Nunca votei na direita, independentemente do carácter da eleição: Legislativas ( FRS, LST, PSR, CDU, BE); Autárquicas ( PS, PRD,CDU, BE), Presidenciais (Otelo, Pintassilgo, Soares (2ºvolta), Carlos Santos, Sampaio, Louça). Na altura a FRS era de esquerda, e nas autárquicas conta menos a ideologia. Votei em listas variadas, não fui nem sou sempre do mesmo.

 

Pela primeira vez estou do lado de Cavaco: Este, explica muito bem a razão da necessidade de utilizar o voto por correspondência pelos emigrantes. Na maioria das vilas ou cidades não há secções de voto a algumas dezenas de metros ou poucos  quilómetros como em Portugal. A legislação não deve castigar os portugueses ( a maioria esmagadora ) que infelizmente labutam longe de casa por falta de trabalho no País. Bom senso, por favor.

 

publicado por José Manuel Faria às 10:10

03
Fev 09

 

 

 "O CJ deliberou por unanimidade rejeitar os recursos do Belenenses invocando uma razão formal, já que esses foram dirigidos à directora executiva da Liga (Andreia Couto), que não era tida nem achada no processo", disse o Juiz Conselheiro Joaquim Sousa Diniz, que preside ao CJ.

 

O líder do CJ esclareceu ainda que, caso o órgão tivesse admitido os recursos, seguiria o entendimento da Liga sobre a matéria, ou seja, que a expressão "goal average" significa a diferença entre golos marcados e sofridos, por ser este o entendimento desde os anos 70, pelo que seria sempre o Vitória de Guimarães o apurado para as meias-finais

O “Goal - Average” e “as traseiras do Direito”*

 

publicado por José Manuel Faria às 18:52

publicado por José Manuel Faria às 11:27

image

 Henrique Machado apresentou esta manhã a sua demissão do cargo de director do Centro de Saúde de Vizela, mas ainda não obteve resposta da Sub-Região de Saúde de Braga. Na base da decisão esteve o facto de permaneceram sem médico de família cerca de 4 mil e 500 utentes


Um Centro de Saúde novo, bem equipado, organizado e com uma localização fantástica, excepto parque de estacionamento, não é capaz de satisfazer os utentes por faltas de profissionais de medicina! É inacreditável que o Director do mesmo, tenha de usar uma “arma política” a demissão para pressionar os responsáveis do Ministério de Saúde de Braga. De certeza absoluta que há médicos em Braga no Porto ou no Continente que poderiam colmatar esta vergonha. O problema é a administração pública, lenta, burocrática ou potencias recusas dos médicos. Os Centros de Saúde deveriam ter autonomia para colocar nos seus quadros os profissionais com decentes rácios utentes/médicos. É suposto cada português ter o seu médico de família. Não! Em Vizela e em centenas de povoações, principalmente no interior o acesso à medicina é um luxo.

 

O desenvolvimento de um País afere-se em primeiro lugar pela qualidade de saúde e educação que dá aos seus. Em Portugal todos os sectores tem deficiências graves, realidade pura, sem se tratar de “bota-abaixismo” ou outro epíteto que lhe queiramos chamar. Urge alternativas.

 

foto - in http://www.radiovizela.pt/noticias/local/3267-Director-Centro-Sade-apresentou-demisso.html

publicado por José Manuel Faria às 10:30

02
Fev 09

 Mário Crespo um dos melhores jornalistas nacionais. Na SIC às 2ªs feiras após as noticias entrevista uma personalidade. Hoje foi Pedro P Coelho membro do Conselho Nacional do PSD, cargo importante dentro do partido, e político imprescindível no actual momento político. Em 20 minutos não disse nada, bem , afirmou que se a líder do seu partido não tiver condições ele é candidato a 1º ministro.

 

Em Portugal não há crise financeira, desemprego, líderes políticos no activo, sindicalistas, cientistas, escritores, nada…, há 2 políticos do PSD, a entrevistar: AJJardim e PPCoelho, pois e o sargento. Triste critério da SIC.

publicado por José Manuel Faria às 22:15

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9




comentários recentes
ANÓNIMO A 8 DE JULHO DE 2020 ÀS 16:30Diga lá:É ou ...
ANÓNIMO A 8 DE JULHO DE 2020 ÀS 16:30Só com os trê...
Pior que ser cego, é ter olhos e não querer ver.Co...
Tem razão o Srº Presidente ao dizer que não precis...
ANÓNIMO A 7 DE JULHO DE 2020 ÀS 18:48Pode sempre p...
Vizela continua a dever muitos milhões.Quando Dini...
O autarca fala de uma Casa da Cultura “muito sonh...
Mais informamos que a partir das 23h está proibida...
Em outubro de 2017, após as eleições autárquicas,...
E não é que o homem tem razão?! Crime para a nossa...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO