09
Abr 09

publicado por José Manuel Faria às 18:24

 CAPÍTULO III 

Atribuições

 

Artigo 20.º 
Competências

1 - Ao provedor de Justiça compete:

a) Dirigir recomendações aos órgãos competentes com vista à correcção de actos ilegais ou injustos dos poderes públicos ou melhoria dos respectivos serviços

 

 

 

Após a abolição da taxa de rampas e acessos a garagens, a Câmara de Vizela recebeu uma recomendação da Provedoria de Justiça para devolver o dinheiro pago e anular processos de execução. Autarquia não acata.

 

 

A decisão (não pagar as taxas de Rampa) do Provedor de Justiça foi mandada ao tecto pela Câmara Municipal de Vizela. Os Patos dos munícipes que a pagaram não serão ressarcidos. Os prevaricadores sorriem da falta de autoridade da CMV em não conseguir obrigá-los a pagar. A Taxa desaparece em 2008, porque em 2009 há eleições. O Povo não é estúpido, e destronará este Executivo no segredo da cabine de voto.

 

Adenda: Vizela representa 10% do peso da Vimágua, por isso só tem direito a uma funcionária. A menina trabalha mais 10 vezes do que dezenas na sede central. As filas são enormes, e o Vizelense que perca uma manhã de tabalho para pedir uma explicação ou pagar o prejuízo!

publicado por José Manuel Faria às 10:46

 

Nuno Melo lembrou uma posição do PCP, há sete anos, em que os comunistas se propunham "combater a perversão dos serviços de segurança e informação da República" e deixou a pergunta: "Posso confiar que os deputados do PCP e do Bloco não divulgariam um qualquer documento ou informação se vissem vantagem política?"

O próprio deu a resposta durante o debate dos projectos de lei sobre segredo de Estado: "Sinceramente, acho que não."

Na resposta, o deputado comunista António Filipe pediu a defesa da honra, afirmando que as palavras de Melo eram ofensivas "e um insulto miserável" à bancada.

António Filipe ainda sugeriu que Nuno Melo pedisse desculpas, mas o deputado democrata-cristão não o fez.

Da bancada do Bloco de Esquerda levantou-se o deputado Fernando Rosas para qualificar de "insulto torpe" as palavras de Nuno Melo, afirmando a sua solidariedade com a bancada do PCP.

Fernando Rosas afirmou que a bancada do CDS-PP "não tinha idoneidade alguma" para falar sobre o segredo de Estado dado que Paulo Portas, o presidente dos democratas-cristãos, ao deixar de ser ministro da Defesa, "fotocopiou 61.893 documentos do Estado, muitos deles classificados".

Nuno Melo não respondeu directamente a esta acusação, acusando, porém, comunistas e bloquistas de "misturarem alhos com bugalhos".

 

in http://tv1.rtp.pt/noticias/?article=58242&visual=3&layout=10

 

O Deputado do CDS há 7 anos desconfiava da idoneidade e do patriotismo de 900 mil portugueses que votam no PCP e no BE ou BÉ ou extrema-esquerda como gosta de chamar à Esquerda Portuguesa. Este Senhor pensa do mesmo modo hoje!


A histeria da direita pela perda do deputado com a sua eleição para Bruxelas mostra como triste é o anti-comunismo primário em Portugal "A injecção atrás da orelha!"

publicado por José Manuel Faria às 00:23

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





comentários recentes
Preocupações pertinentes e que foram apresentadas ...
Um PSD ressabiado, tentando misturar nas tricas do...
-O futuro de Vizela foi abordado por Victor Hugo q...
O gury vais ver que foi por isso que o povo te pôs...
O gury vais ver que foi por isso que o povo te pôs...
No tempo em que lá andei resolvia-se o assunto com...
Reunião de câmara- doação do autocarro ao FC Vizel...
eu não de que lado o home está mas que a oposição ...
se o Sr. está acordado... então porque não se junt...
Mas porquê não são?Funcionários públicos de luxo, ...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO