26
Mai 09

" Os mais de 30 anos de políticas de recuperação monopolista e de progressivo

ataque aos direitos laborais e sociais inscritos na Constituição da República Portuguesa,

numa linha de “ajuste de contas” com as conquistas da Revolução de Abril, não

podem ser desligados do processo de integração de Portugal na CEE/UE. Pelo contrário,

a adesão de Portugal à CEE/UE foi e é uma peça fundamental no processo contrarevolucionário português."

 

Para quem tenha dúvidas sobre a posição do PCP sobre a UE.


Não se compreende a demora do PCP em defender a saída de Portugal da União Europeia.

publicado por José Manuel Faria às 19:20

publicado por José Manuel Faria às 17:49

publicado por José Manuel Faria às 17:14

António Marinho Pinto está para o PS de Sócrates como o estão Vitalino Canas, Augusto Santos Silva ou Pedro Silva Pereira. É um indefectível. Tal como Sócrates, Marinho Pinto vê em tudo o que o prejudica uma urdidura de travestis do trabalho informativo. Tal como Sócrates, o Bastonário dos Advogados vê insultos nos factos com que é confrontado. E reage em disparatado ultraje e descontrolo, indigno de quem tem funções públicas. Marinho Pinto na TVI foi tão sectário como Vitalino Canas ou Santos Silva e conseguiu o prodígio de ser mais grosseiro numa entrevista do que Sócrates foi na RTP e Pedro Silva Pereira na SIC. É obra. Marinho Pinto não tem atenuantes. Não trabalhou no Ministério do Ambiente de Sócrates e, que se saiba, não faz parte do seu núcleo duro

publicado por José Manuel Faria às 12:24

 http://www.marktest.com/wap/a/p/conc~31400/id~d0.aspx

 

http://www.marktest.com/wap/a/p/conc~31400/el~161201/id~d0.aspx

 

Ocorreram no Concelho de Vizela dois actos eleitorais, após a restauração do Concelho. Nestes, o PS venceu em 2005 (66%; 23%, 4% e 4%) e em 2001 com (53%,21%, 10%,7% e 3%). No segundo, PS, PSD, MIV, CDS, CDU. E no Primeiro: PS, PSD/CDS, CDU e BE.

 

Estes resultados para a Câmara Municipal, mostram, mais os de 2005, uma votação demolidora no PS, 2 Vizelenses em cada 3, optaram por Francisco Ferreira.

 

O PS para perder as eleições necessita que quase 30%, isto é. pouco menos de metade se transfiram para oposição, 15%, para a Coligação PSD/CDS e os restantes para o BE e CDU. 15%, hoje, são mais que em 2005, sensivelmente 2 000 votos. Podendo existir outras conjugações de resultados, mas será sempre necessário retirar mais de 4 000 votos ao PS.

 

A equipa “socialista”, será quase a mesma, com a entrada de Dora Gaspar e descida de Alberto Machado para quarto.

 

A da Coligação PSD/CDS com novidades nos 2º, 3º e 4º Lugares.

 

A CDU na continuidade.

 

O BE troca o nº1 da Assembleia pela Câmara, e novo nº1 à Assembleia.

 

A perde de 4 000 votos do PS só poderá acontecer pela conjugação de vários factores:

 

 - Captação reduzida de novos eleitores (18/22 anos), aqui o BE apostou forte;

 - Novos protagonistas na Coligação PSD/CDS;

 - Insistir no não cumprimento de promessas;

 - Voto de protesto na CDU e BE nas políticas económicas nacionais com repercussões a nível local;

 - Desgaste da imagem e da pessoa de Francisco Ferreira, onze anos de Poder;

 - Instabilidade política interna (luta pelo sucessor) na Câmara e alterações profundas na Assembleia Municipal, saem, João Ilídio Costa e João Polery, pelo menos;

 - Trocas polémicas nas Juntas de Freguesia;

 - Cheiro a Poder na Oposição por aumento eleitoral de todas;

 - Atitudes persecutórias e lançamento de anátemas sobre individualidades que se querem afastar no PS,

  - Insistir na necessidade de mais 4 anos de Poder;

  - Apresentação de propostas verosímeis e devidamente orçamentadas para colar uma imagem de credibilidade nas oposições;

   - Deixar o PS espingardar para fora e para dentro;

   - Todas as Oposições não temerem o ataque constante que vão ser alvo os cabeças de Lista adversários,

    - Procurar apoio político na Distrital e personalidades a nível Nacional na tarefa.

 

 

 

Há possibilidades do PS perder a maioria absoluta ou até perder as eleições, se a Coligação de Direita não se arvorar como a única alternativa e martelarem no voto útil. Há milhares de eleitores “ideológicos” e independentes que não gostam que se procure o Poder exacerbadamente, a qualquer custo. O Eleitor é inteligente, e se as Oposições merecerem o voto, o Vizelense aposta, sempre com respeito e sem nenhuma ansiedade. O voto não tem dono, o voto não é do Partido, o voto é do Cidadão.

 

Segundo o DDV, o Vereador do PS, Joaquim Costa não se recandidata. JC, fez bem, assim sai pela porta Grande.

publicado por José Manuel Faria às 10:33

25
Mai 09

publicado por José Manuel Faria às 21:55

 

 


A Assembleia de Militantes e Amigos do Bloco de Esquerda;

Nomeou por Unanimidade, os seguintes Candidatos:

1 - Candidato à Câmara Municipal de Vizela

 - José Manuel Faria, Professor do Ensino Secundário, 47 anos, militante e dirigente 
Concelhio do BE/Vizela, Deputado Municipal.

1 - Candidato à Assembleia Municipal de Vizela

 - Duarte Ribeiro, Assessor Comercial para a área têxtil, 25 anos, militante do BE

1 - Candidato à Junta de S.Miguel

   - Nome: Filipe Faria, Ex: Militar, 22 anos, militante do BE.

1- Candidata à Junta de Freguesia de S.João.

  - Ana Bárbara Pedrosa, Estudante do 1º ano de Línguas Aplicadas na Universidade do 
Minho, 19 anos, militante do BE

1 - Candidata à Junta de Freguesia de Infias.

  - Sandra Silva, Estilista, 36 anos, militante do BE, e membro da Distrital de Braga do 
BE~

1 - Candidato à Junta de Freguesia de Tagilde.

 - João Paulo Monteiro, 32 anos, Técnico de manutenção industrial, militante do BE

1  - Candidato à Junta de Sta.Eulália,

 - Duarte Ribeiro, Assessor Comercial para a área têxtil, 25 anos, militante do BE

As Candidaturas de S.Paio e Sto.Adrião estão mais atrasadas.

A apresentação Pública será em Junho num Restaurante de Vizela.

Objectivos Políticos

1  - Retirar a Maioria Absoluta ao PS, elegendo Vereadores.

2 - Eleger entre
2 a 3 Deputados Municipais:

Haverá rotatividade na Assembleia Municipal

 - Caso elege 1, rodam 4 candidatos:

 - Caso sejam 2, rodam 6.

 - Caso sejam 3, rodam 9

A Concelhia do BE, mais a candidata Paula Nogueira ao Parlamento Europeu, estarão em 
Vizela para contacto e distribuição de propaganda pelas 10h no Dia 30 Maio.

Pelo BE/Vizela;

José Manuel Faria

publicado por José Manuel Faria às 12:09

  

 

A Campanha Eleitoral para as Europeias, a 7 de Junho, teve início hoje, ver Agenda.  Onze Listas estão na rua, na tentativa de “caçar” o voto, e depois, explicar as razões da necessidade do mesmo. Em Guimarães estará o MEP, um novo partido, que se apresenta muito ambicioso. Quer eleger a mediática Laurinda Alves, precisa de 4,2% de votos válidos, é muita fruta, mas quem sabe!  Era preferível uma cara nova, moderada e sensata a mais um "cinzento" do PS ou do PSD.

publicado por José Manuel Faria às 09:57

24
Mai 09

publicado por José Manuel Faria às 15:14

 A Melhor Lista às Europeias, a do Bloco de Esquerda, apresenta um compromisso, absolutamente necessário:

 

 

A candidatura apresentada pelo Bloco de Esquerda defende o princípio da resolução dos conflitos por via política e condena a doutrina da guerra preventiva.

Durante a campanha assinalaremos o 60º aniversário da NATO participando nas movimentações de quantos e quantas defendem, na Europa, a sua dissolução, o fim das bases estrangeiras em território europeu e a eventual instalação do escudo anti-míssil norte-americano na Polónia e na República Checa. No Parlamento Europeu, o Bloco de Esquerda defenderá o reatamento das negociações para o desarmamento nuclear. A segurança europeia deve ser garantida por um Tratado de não agressão e cooperação entre todos os países do Continente. Nessas discussões, os aspectos relacionados com o respeito pelos Direitos Humanos e a renuncia à guerra energética devem estar igualmente em cima da mesa. No que toca aos conflitos armados, o Bloco continuará a pautar o seu comportamento pelos critérios que nortearam o mandato europarlamentar que agora se conclui. Reconhecemos o direito dos povos à resistência contra o colonialismo, recusamos o chamado direito de ingerência nos conflitos de terceiros e consideraremos caso a caso a possibilidade de forças multinacionais de interposição, desde que não tenham enquadramento da NATO, sejam decididas pelas Nações Unidas e tenham o acordo entre as partes beligerantes.

Portugal deve sair da NATO. Somos um pequeno país sem interesses estratégicos vitais nos cinco cantos do planeta e que se deve especializar na mediação de conflitos e na arbitragem com base nos princípios do Direito Internacional

 

 

http://www.bloco.org/index.php?option=com_content&task=view&id=1772&Itemid=58

publicado por José Manuel Faria às 11:57

23
Mai 09

publicado por José Manuel Faria às 23:48

 

Uma equipa que durante trinta jogos fez 2 ou 3 suficientes não merece a I Liga.  O Belenenses desceu de divisão e vai continuar com os mesmos "malucos" pela  Cruz de Cristo. Sim, houve azar, erros dos árbitros, etc, etc.., contudo estas infelicidades não servem de desculpas.


Na próxima época os dois jogos mais importantes serão: Vizela- Belenenses e Belenenses - Vizela, e a vida continua.

publicado por José Manuel Faria às 22:29

 

Há, principalmente dois modos de criar protagonismo/atenção/importância na vida sócio - politica.

Primeiro,  entrar a matar sobre uma opinião, dizendo e insistindo  no argumento contrário na tentativa de fazer saltar a tampa ao comentador/analista/protagonista inicial.

Segundo, opinar exacerbadamente sobre uma matéria/assunto que ele julga ou quer fazer crer tratar-se de uma originalidade.

Depois da descoberta, o que se tem a fazer é simplesmente ignorar.

publicado por José Manuel Faria às 17:15

 


Vítor Constâncio ficará, assim, com os mesmos 250 mil mil euros de vencimento anual, continuando a ser um dos banqueiros centrais mais bem pagos do mundo.


O Governador do Banco de Portugal  é provavelmente um dos "Funcionários" mais incompetentes da função pública, e dos mais bem pagos! 


Um bom  exemplo da aplicação do Princípio de Peter. 

publicado por José Manuel Faria às 14:27

22
Mai 09

 

 

MMG armadilhou o terreno e Marinho Pinto matou-se. Disse o que Sócrates gostaria de dizer, mas não pode.

 

Votem em: http://olhardomiguel.wordpress.com/2009/05/22/tvi/

publicado por José Manuel Faria às 22:33

 A propósito disto:

 

 

publicado por José Manuel Faria às 19:08

 

João Pedro Bénard da Costa (Lisboa, 7 de Fevereiro de 1935 - 21 de Maio de 2009), professor e historiador português.

 

 

 

Faleceu o Homem que mais sabia de Cinema em Portugal. As Crónicas ( Filmes da minha Vida), de João Bernard eram imperdíveis no Independente. Escrevia, e descrevia pormenores e falas dos filmes de tal modo espectaculares que no fim, era-nos dado cinema naquelas páginas.

O melhor filme para  Bérnard  era  Johnny Guitar" de Nicholas Ray de 1954.

Vi o filme duas vezes, e achei-o muito bom, mas longe, muito longe do melhor filme de sempre, subjectividades, claro.

 

 

Um vulto da Cultura, absolutamente inesquecível.

 

Um Exemplo no Público: http://static.publico.clix.pt/docs/cultura/EricRohmer.pdf

 

 

publicado por José Manuel Faria às 11:52

 


A eleição do novo provedor de Justiça não deverá ficar resolvida hoje, já que os quatro nomes não reúnem consenso. Jorge Miranda, Maria da Glória Garcia, Gulherme Fonseca e Brochado Coelho vão a votos.


 

 

Lei n.º 9/91, de 9 de Abril
(alterada pela Lei nº 30/96, de 14 de Agosto
e pela Lei n.º 52-A/2005, de 10 de Outubro)

 

Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alínea d), 167.º, alínea, l), 168.º, n.º 1, alínea b), e 169.º, n.º 3, da Constituição, o seguinte:

CAPÍTULO I 
Princípios gerais

Artigo 1.º 
Funções

1 - O provedor de Justiça é, nos termos da Constituição, um órgão do Estado eleito pela Assembleia da República, que tem por função principal a defesa e promoção dos direitos, liberdades, garantias e interesses legítimos dos cidadãos, assegurando, através de meios informais, a justiça e a legalidade do exercício dos poderes públicos.

2 - O provedor de Justiça goza de total independência no exercício das suas funções.

Artigo 2.º 
Âmbito de actuação

1. As acções do provedor de Justiça exercem-se, nomeadamente, no âmbito da actividade dos serviços da administração pública central, regional e local, das Forças Armadas, dos institutos públicos, das empresas públicas ou de capitais maioritariamente públicos ou concessionárias de serviços públicos ou de exploração de bens do domínio público.

2. O âmbito de actuação do Provedor de Justiça pode ainda incidir em relações entre particulares que impliquem uma especial relação de domínio, no âmbito da protecção de direitos, liberdades e garantias.

Artigo 3.º 
Direito de queixa

Os cidadãos podem apresentar queixas por acções ou omissões dos poderes públicos ao provedor de Justiça, que as aprecia sem poder decisório, dirigindo aos órgãos competentes as recomendações necessárias para prevenir e reparar injustiças.

 


Este Órgão é uma treta, tanto barulho e candidatos, para nada. Até a Câmara de Vizela vira-lhe as costas, e faz de conta que o Senhor não existe!

publicado por José Manuel Faria às 10:10

 

Aqueles países da Europa que apostaram tudo numa política de aumento das exportações à custa da restrição do mercado interno e de uma política fiscal “benevolente”, são os que mais duramente sentem hoje os efeitos da crise. É o caso da Irlanda e dos países da Europa de Leste. Aí, para atrair capitais estrangeiros e para favorecer as exportações nacionais, a cartilha neoliberal foi aplicada sem reservas: mão-de-obra barata, benesses sem fim para o investimento directo estrangeiro, descida de impostos e desinvestimento na Segurança Social. Ainda há pouco tempo, todos os economistas e jornalistas “do regime”, que dominavam e continuam a dominar as colunas de opinião dos jornais e os comentários televisivos, nos ofereciam a Irlanda como um exemplo a seguir… Agora, a retracção dos mercados internacionais atingiram esses países em cheio. Sucederam-se os encerramentos de empresas com consequências sociais agravadas pelo desarmamento da Segurança Social.

 

A este propósito recomendo o artigo de Carlos Santos no Le Monde Diplomatique (edição portuguesa) de Maio de 2009. Em Portugal, apesar dos bons conselhos da imprensa especializada, não se terá ido, felizmente, tão longe. Ainda assim, a situação está longe de nos ser completamente estranha.

 

A Volkswagen recebeu do Estado português, para instalar a sua fábrica em Palmela, regalias extraordinárias. Apesar da crise, sabemos que a Autoeuropa continua a ser uma empresa altamente lucrativa, tendo facturado 1.553 mil milhões de euros em 2008. A sua administração sabe que tem na sua mão a vida de 3000 trabalhadores directos e a de cerca de 40000 pessoas que trabalham em empresas subsidiárias. Mas sabe também que, hoje, todos eles temem acima de tudo o desemprego. E, portanto, não se coíbe de lhes propor a revisão dos acordos assinados para vigorar até 2010, sob pena de proceder ao despedimento de 250 trabalhadores contratados. E mais: deixa que fique no ar a ameaça velada de encerramento. Em troca, o que lhes propõe, na prática, é uma descida de salários.

 

A isto chama-se chantagem. Será que nos devemos surpreender? Deveremos contar com a afirmação de princípios éticos para prevenir estas situações? Ou será que o único princípio válido numa economia capitalista é o princípio do lucro máximo?

António Cruz Mendes

publicado por José Manuel Faria às 09:59

 Bruxelas diz que «Magalhães» é ilegal


O "abono de família" do Governo PS, a "arma secreta" de Sócrates para tentar a maioria absoluta, a "bomba", é ilegal!


Bem, este naipe de Ministros capitaneados por Pinto de Sousa devem ser os Campeões das ilegalidades e "trafulhices" desde o 25 de Abril. Urge Alternativas.

publicado por José Manuel Faria às 09:46

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






comentários recentes
Sondagens não são votos.
Pergunte ao Dinis Costa e à Dora Gaspar!!!
Alguma vez o VHS foi secretário de Estado?????Te v...
FF – Não falamos muito, mas quando ele precisa de ...
Mesmo saco não sei, iguais é sem tirar nem pôr, po...
AÇÃO SOCIAL I A Câmara Municipal de Vizela promove...
Miopia??. Ponha uns"óculos" de cabedal que assim n...
Realmente existe gente que comenta por comentar, o...
O problema é que o PSD+ CDS nas próximas vão ficar...
Tem toda a razão. É uma "tacheira"Até se posiciono...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO