12
Jun 09

 

Noite longa numa sede partidária em vizela. 2ª feira novo dia na Câmara Municipal. 

 

O Dr. Francisco Ferreira, continua Líder da Concelhia do PS (!), dá assim a volta aos Estatutos, e entrega a CMV até Outubro ao seu vice-presidente, este terá pela frente 4 meses de Campanha Eleitoral. Dinis Costa é o Candidato do PS à CMV, depois do recuo de Francisco Ferreira por razões profissionais.

 

Ao contrário do que afirma o ex: Presidente de Câmara, este não sai pela “porta Grande” antes pelo contrário. Dinis Costa eufórico, afirma “ … que conhece todos os Vizelenses pelo nome próprio e apelido”, uma frase ultra – populista e demagógica. Começa bem!

 

As oposições ganham com esta troca. Dinis Costa carrega as políticas do PS destes 11 anos, é co-responsável e será sempre o nº 2 de Francisco Ferreira, mais, foi FF que o escolheu. A cópia nunca supera o original. 

Os resultados da CP/PS  foram  de dezenas (?) de votos a favor e 1 voto contra e uma abstenção.


Na reunião da CP do PS/Vizela há várias perguntas a fazer sobre a nomeação de Dinis Costa:

1 - O voto foi secreto?

2 - O Boletim tinha o nome ou uma letra?

3 - Só existia uma hipótese?

4 - Se aparecia só uma hipótese, é porque já se sabia que somente concorreia um candidato!

5 - O voto contra: É nulo ou branco?

6 - Há um membro da CP que não votou?

7 - Se todos votaram, como é que sabe que houve uma abstenção ?

8 - Ou considera-se abstenção um nulo/branco?

9 - Ou dos 51 membros da CP, só faltou 1?

 

A existir  só um candidato o boletim teria que ser feito na hora ou conter todos os nomes. O voto contra deveria ser ou branco ou nulo. A abstenção só se compreende, se o membro da CP, negar - se  a votar ou não ter estado presente.

 

publicado por José Manuel Faria às 19:58

Mas o BE diz que não irá para o governo com Sócrates...

Não é um problema de Sócrates. Não iremos com nenhum partido e nenhuma política aos quais nos opomos. Não achamos que seja num conselho de ministros que se convença uma política a aceitar o contrário daquilo que são os interesses que ela defende. A lógica de coligação é uma lógica de destruição da política, da falsificação das opiniões, de fazer um arranjo de governo.
Louça

in I

 

Será mesmo assim?

 

publicado por José Manuel Faria às 17:33

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11





comentários recentes
Calma, a verdade é como o azeite vem sempre ao cim...
ANÓNIMO A 21 DE JANEIRO DE 2020 ÀS 13:48 Está a fa...
O rácio em Vizela de espaços verdes, é muito reduz...
Pedrosa o presidente da assembleia para dizer aqui...
E nesta terra de mentecaptos irá tê-la.Oposição in...
Trata-se de um patético editorial, bem ao estilo q...
O Pedrosa deveria esticar a corda. Mas medricas co...
Apelo à maioria absoluta!!!!!!!E depois o Jorge P...
Isto é que se chama rapidez. Há 15 dias só havia 2...
Jantar de Reis MVSGira o disco e toca o mesmo, ou...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO