06
Ago 09

publicado por José Manuel Faria às 23:36

 

"Até parece que a reforma de Dinis Costa é a única coisa que abala os fundamentos éticos desta nossa jovem democracia". rvjornal, 07/08/2009


Quem disse!


Carlos Alberto Costa, ex: Vereador do PSD ( 2001-2005)


Excelente ( ! )  apoio a Dinis Costa como o foi a Francisco Ferreira. 

publicado por José Manuel Faria às 18:58

publicado por José Manuel Faria às 18:48

um partido ( BE ) que em distritos de maioria CDU se alia ao PS no mais «puro» anticomunismo; um partido que alterou a sua lista numa Freguesia de Vizela para que um ex-militante do CDS-PP a pudesse encabeçar; um partido que candidata à Câmara Municipal de Ovar o actual vice-presidente eleito pelo Partido Socialista. 



http://www.avante.pt/noticia.asp?id=30202&area=25


Quando o PCP envereda por este caminho, só há uma explicação: Desespero/ódio ao BE!


Um comunista que apoia um reaccionário como António Costa, um partido que faz coligações com a direita por causa do tacho, tem a lata de dar lições de pureza!


O ex. CDS, Armando Costa, não pode mudar de ideias, o homem tem de morrer CDS, como o Pedro Namora um Comunista/Monárquico!

publicado por José Manuel Faria às 11:39

Em 35 anos de Democracia, Vizela nunca contribuiu directamente para  eleger um Deputado à Assembleia da República do Concelho -  houve um caso -  VH Salgado por via indirecta e por pouco tempo. Qualquer dia, as coisas azedam. Ou não, caso o interesse seja puramente paroquial e a satisfação  política  resumir-se aos 25 Km2.

publicado por José Manuel Faria às 10:08

Distritais digerem mal as escolhas da direcção nacional

  

 

Estas fortes divergências e rupturas internas poderiam ser atenuados ou quase totalmente sanadas, se o PS e o PSD não colocassem todo o poder decisório no Líder ou na sua Comissão Política, apesar da ratificação passar pelo Conselho Nacional. Bastava a primeira proposta, a da distrital ter de passar pelo crivo democrático (voto secreto) em plenário distrital de militantes, essa legitimidade democrática obrigaria as cúpulas a caírem na real vontade do seu povo, e por isso baixarem os níveis de arrogância e prepotência, ao mesmo tempo poderia criar níveis equilibrados de discordância sem caminharem para fracturas insanáveis, só que isso exigiria democracia de base, um conceito longe do agrado destes partidos.

publicado por José Manuel Faria às 09:42

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17
18
19
20
21
22




comentários recentes
RV, Francisco Ferreira responde a Dinis CostaSó qu...
Bom dia.Vocês por favor esclareçam me o seguinte:A...
O Carlos Alberto será que já está incluída a filha...
Estatura baixa ou não, no final das adições subtra...
Tive a curiosidade de ver o Faceboock do Professor...
Realmente, não celebrou o 1º vai celebrar o segun...
-Sr. Anónimo, eu não sei de nada da correlação da ...
A Câmara de Vizela está mesmo bem de finançasQuem ...
Outra festa, agora é para assinalar o 2º aniversár...
Oh Guri.De braço dado com a tua querida até andas ...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO