28
Fev 10

dscf0318bq8.jpg

 - No PSD

 

 Artº 9º

(Sanções)

1. Aos militantes que infringirem os seus deveres para com o Partido serão aplicáveis as seguintes

sanções, por ordem de gravidade:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Cessação de funções em órgãos do Partido;

d) Suspensão do direito de eleger e de ser eleito até dois anos;

e) Suspensão do direito de eleger e ser eleito, até dois anos, com cessação de funções em

órgãos do Partido;

f) Suspensão da qualidade de membro do Partido até dois anos;

g) Expulsão.

http://www.psd-quarteira.com/Estatutos%20PSd.pdf

 

No PCP


 

Artº 63º

 

 

2. As sanções disciplinares aos membros do Partido são as seguintes:

a) censura;

b) diminuição de responsabilidades;

c) suspensão da actividade partidária por período máximo de 1 ano;

d) expulsão do Partido.

http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=12&Itemid=38#10

 

No PS

 

 

Artigo 94º 
(Das sanções disciplinares)

1. Os membros do Partido estão sujeitos à disciplina partidária, podendo ser-lhes aplicadas as seguintes sanções:

a. Advertência; 

b. Censura; 

c. Suspensão até um ano; 

d. Expulsão.

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=31&Itemid=40

 

No CDS


Artigo 46°

(Sanções)

As infracções aos presentes Estatutos podem ser sancionadas com as seguintes penas:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Suspensão do direito de eleger e ser eleito até dois anos;

d) Suspensão;

e) Expulsão.

http://www.cds.pt/rubricas/EstatutosaprovadosnoXXIIICongresso-Jan2009.pdf

 

 

No BE


Artigo 6º

Sanções

1 – Aos aderentes que violem os Estatutos, podem ser aplicadas, por ordem

de gravidade, as seguintes medidas disciplinares:

a) Advertência;

b) Exclusão.

http://www.bloco.org/media/estat2009.pdf

publicado por José Manuel Faria às 10:52

 

Megan Fox

publicado por José Manuel Faria às 09:48

 

"O líder parlamentar do BE, José Manuel Pureza, disse ontem ao DN que é "absurdo estar a pensar em moções de censura" quando a comissão ainda nem foi criada. Já antes Francisco Louçã tinha recusado a ideia de estar a orquestrar um impeachment à portuguesa"


 

"José Manuel Pureza disse mesmo que "não há nenhum cenário de crise política, quem tem tentado criar essa ideia, artificialmente, é o Governo"

 

 Contra Moção de Censura

 

 

 - O governo aprova um orçamento contra os trabalhadores, vem aí um Pec estrangulador, os salários congelados até 2013, quase 100% de divida pública, desemprego a subir, o primeiro-ministro enrolado em teias de favorecimentos e “roubo” de dinheiros públicos, possuindo uma “entourange” de controlo da comunicação social com “padrinhos” bem colocados: PGR/PSTJ e “bufos” em tudo que é Instituição Pública. Sócrates mente, mente em quase tudo que afirma. Este não é o “timing” para o pontapé. É Figo quem determina o marcador do  penalty, Sócrates é apenas o presidente do conselho de administração de um país em falência. No problem!

publicado por José Manuel Faria às 09:24

27
Fev 10

A Guerra mata, mas também é uma droga, um filme original que não se centra somente na guerra em si acrescentando situações da vida quotidiana. Os personagens são todos diferentes, são guerreiros numa luta onde o terror psicológico por vezes ultrapassa os estilhaços humanos. A realizadora de “Estranhos Prazeres” consegue com The Hurt Locker a sua obra/prima. O monumental filme merece o Óscar.

  

 

publicado por José Manuel Faria às 17:23


 

publicado por José Manuel Faria às 11:02

 

Não há quem o confirme oficialmente. Mas o certo é que o gesto de Sócrates já é lido publicamente como um primeiro gesto de aproximação. Alegre, já se sabe, espera por um apoio oficial do seu partido na corrida a Belém. Sócrates já disse que só depois de votado o Orçamento do Estado decidirá. Mas esse estará fechado daqui a duas semanas.

 

Manuel Alegre cola-se a Sócrates e vice-versa. Tudo bem. Opções.

publicado por José Manuel Faria às 10:44

Em causa está, segundo Miguel Machado, o facto da construção prevista neste Plano de Pormenor, Tipo 2, violar o Plano Director Municipal (PDM) ainda em vigor, o de Guimarães, e que tem prevista para a área em questão, construção do tipo industrial. “São nulos quaisquer planos quando é violado qualquer instrumento de gestão territorial. E a sanção nestes casos poderá implicar a perda de mandato dos órgãos autárquicos”, salientou Miguel Machado.

 

Mas a proposta foi aprovada, embora Dinis Costa tenha revelado a intenção de consultar o departamento jurídico da autarquia vizelense, no sentido de averiguar se a lei está ou não a ser respeitada, neste caso em particular. Se não estiver, o edil afirmou que a proposta irá novamente a reunião de Câmara e depois à Assembleia Municipal. A acontecer esta situação, o Executivo deverá aguardar pela aprovação do PDM de Vizela, que já contempla para aquele local Construção do Tipo 2. 


João Paulo Monteiro que, durante a sessão se manteve em silêncio, no final à Rádio Vizela, justificou a sua orientação de voto. O deputado do BE diz que considera que neste local tem de ser feita alguma coisa, mas que a posição de abstenção, que já pretendia demarcar, tomou mais força depois da questão acima referida, de âmbito jurídica, ter sido levantada pela coligação.

 

 - O Edil avança com um projecto deste calibre sem certeza do cumprimento da Lei!. É claro que as amplas alterações do território devem obedecer à carta, mas podem complementá-la ou alterá-la: O PDM, cuja aprovação está por meses terá de ter em conta esta nova realidade territorial, os Planos de pormenor permitem alguns acertos e específicações.

 - João Monteiro tinha obrigação de explicar à AMV o sentido de voto. Preferiu a rádio. Opções.

publicado por José Manuel Faria às 10:03

26
Fev 10

Via Gente Morta

publicado por José Manuel Faria às 23:30

publicado por José Manuel Faria às 16:35

"São por demais evidentes as consequências da integração de uma economia com estrutura produtiva frágil, como é ainda hoje a economia portuguesa, numa zona económica muito mais forte. Esse foi um erro dos decisores políticos do PS, PSD e CDS, apoiados nos grupos económicos e financeiros portugueses que viram na entrada de Portugal, primeiro na CEE e depois na União Europeia e na zona euro, a possibilidade de negócios com o acelerar das privatizações de sectores estratégicos, com as liberalizações, as taxas de juro mais baixas e os fundos estruturais que viriam apoiar a reconstrução de grupos monopolistas à custa da destruição rápida do sector empresarial do Estado e do que restava da reforma agrária e das políticas nacionais no âmbito do apoio à produção, incluindo na agricultura e nas pescas. "

 

 - O PCP deveria ser um partido coerente e afirmar sem rodeios a necessidade de Portugal abandonar a União Europeia. Creio, que até a população comunista e de outras ideologias agradeceriam essa decisão.

publicado por José Manuel Faria às 12:01


 

publicado por José Manuel Faria às 11:40

 

 Há três tipos de pessoas: as que fazem, as que vêem fazer, e as que perguntam o que aconteceu.

(John Newborn)

publicado por José Manuel Faria às 09:47

 

 As novidades no País do "Laissez-faire, laissez-passer" são diárias, agora é o Tribunal Constitucional a “falar” de irregularidades e falta de meios. O cheiro nauseando do “cadáver” político evapora-se contribuindo para o aquecimento global. Qualquer dia a pluviosidade tem odor.

Mais: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/sol-jornal-sol-quiosque-imprensa-jornais-tvi24/1142570-4071.html

Mais: http://economico.sapo.pt/noticias/bcp-queria-decapitar-direccao-do-sol_82652.html

Mais: http://economico.sapo.pt/noticias/ou-sai-o-primeiroministro-ou-a-administracao-da-pt_82593.html

Mais: http://publico.pt/Media/saraiva-vara-comandava-o-jornal-no-bcp_1424574

publicado por José Manuel Faria às 09:40

25
Fev 10

 Nós, cidadãos de um país que conquistou a sua liberdade há 36 anos, solidários com a resistência a todas as formas de imperialismo, críticos do bloqueio injusto e injustificável a Cuba por parte dos Estados Unidos da América, vimos através deste abaixo-assinado protestar contra morte do activista Orlando Zapata Tamayo depois de uma pena de prisão absurda e de uma greve de fome pelos seus direitos civis. E, através deste protesto, manifestar a nossa solidariedade empenhada para com todos os presos políticos cubanos e para com todos aqueles que em Cuba lutam por valores que, para quem, como os portugueses, viveu meio século de ditadura, são bens preciosos: a democracia, a liberdade e o direito a autodeterminação dos povos e dos indivíduos. Não há verdadeira independência de um povo sem democracia. Não há revolução que valha a pena sem liberdade.


Os signatários


Assine Aqui

publicado por José Manuel Faria às 23:38

 RVJ – Presente esteve, por exemplo, Manuel Pereira, seu adversário nas Autárquicas. Foi candidato à Câmara de Vizela pelo Bloco de Esquerda…

DC – Estiveram presentes Manuel Pereira, Alberto Faria e outras pessoas que chegaram a integrar o Movimento Independente de Vizela. No passado, houve alguma incompatibilidade com o partido e, se calhar, nós, socialistas, e eu incluído, temos a nossa cota parte de culpa.

 

 

RVJ – O que terá levado estes militantes a estarem presentes na apresentação da sua candidatura?

DC – Terão aceite e visto que esta é uma candidatura de unidade e fundamental para o PS e para Vizela. É evidente que tem de haver algum esfriamento. As pessoas não podem estar hoje num partido e amanhã saltarem para outro. Agora terão de trabalhar, mostrando que estão solidárias com o PS. Neste momento, não podemos premiar as pessoas que estiveram noutras candidaturas.

http://www.radiovizela.pt/noticias/local/5735-Dinis-Costa-quer-liderana-Autrquicas-2013.html

publicado por José Manuel Faria às 23:21


 

via spetrum

publicado por José Manuel Faria às 11:50

Um casal lésbico que há dois anos vivia em Paredes de Coura está de malas aviadas para outra terra, depois de ter recebido uma "inesperada" ordem de despejo. Teresa e Helena garantem que estão a ser alvo de uma atitude de discriminação. 

  - Um povo amigo, católico e solidário: o português!

publicado por José Manuel Faria às 10:16


 

publicado por José Manuel Faria às 10:10


 

publicado por José Manuel Faria às 09:50

De acordo com a "Sábado", Rui Pedro Soares admite ter falado com José Sócrates sobre o negócio da TVI. Numa escuta, de 25 de Junho de 2009, o antigo administrador da PT diz a Paulo Penedos que conversou com o primeiro-ministro sobre o assunto e que Sócrates estaria descontente por não ter sido informado sobre os pormenores da operação. 

A escuta contraria as últimas declarações do primeiro-ministro que sempre garantiu que não tinha comunicado com a administração da PT sobre o negócio da TVI. A última vez aconteceu, ainda esta semana, na entrevista a Miguel Sousa Tavares, em “Sinais de fogo”.
 

 

 - As mentiras continuam, o lamaçal avoluma-se, o carácter e personalidade de Sócrates derretem-se diariamente. Entretanto, não se passa nada. Cavaco não quer pretextos, a oposição diz que ainda não é a hora: falta a alternativa. E o Carlos A. Aboim afirma que temos o pior PM desde o final do sec: XIX, curiosamente não pede a sua "cabeça". O quanto pior , melhor, até o pântano cobrir por completo o Palácio de Belém.  
 

publicado por José Manuel Faria às 09:32

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
Existem pessoas que dizem mal só por prazer, só po...
Mas desde quando alguém tem medo da Dora?A Dora de...
Por falar em ambiente:- Quantas casas de banho ins...
Nunca em lado algum está tudo realizado. A Dora qu...
Foi esta Dora Gaspar, presidente deste P.S. moribu...
""E município que não investe, nem atrai investime...
Afinal, este sr. ainda não quer parecer politica...
Claro que não, coitados dos PS, se começassem com ...
ProfessorPonha lá o comentário que fiz. Não tenha ...
O PS Vizela não comenta a prenda de 80 mil euros d...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO