28
Fev 10

dscf0318bq8.jpg

 - No PSD

 

 Artº 9º

(Sanções)

1. Aos militantes que infringirem os seus deveres para com o Partido serão aplicáveis as seguintes

sanções, por ordem de gravidade:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Cessação de funções em órgãos do Partido;

d) Suspensão do direito de eleger e de ser eleito até dois anos;

e) Suspensão do direito de eleger e ser eleito, até dois anos, com cessação de funções em

órgãos do Partido;

f) Suspensão da qualidade de membro do Partido até dois anos;

g) Expulsão.

http://www.psd-quarteira.com/Estatutos%20PSd.pdf

 

No PCP


 

Artº 63º

 

 

2. As sanções disciplinares aos membros do Partido são as seguintes:

a) censura;

b) diminuição de responsabilidades;

c) suspensão da actividade partidária por período máximo de 1 ano;

d) expulsão do Partido.

http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=12&Itemid=38#10

 

No PS

 

 

Artigo 94º 
(Das sanções disciplinares)

1. Os membros do Partido estão sujeitos à disciplina partidária, podendo ser-lhes aplicadas as seguintes sanções:

a. Advertência; 

b. Censura; 

c. Suspensão até um ano; 

d. Expulsão.

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=31&Itemid=40

 

No CDS


Artigo 46°

(Sanções)

As infracções aos presentes Estatutos podem ser sancionadas com as seguintes penas:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Suspensão do direito de eleger e ser eleito até dois anos;

d) Suspensão;

e) Expulsão.

http://www.cds.pt/rubricas/EstatutosaprovadosnoXXIIICongresso-Jan2009.pdf

 

 

No BE


Artigo 6º

Sanções

1 – Aos aderentes que violem os Estatutos, podem ser aplicadas, por ordem

de gravidade, as seguintes medidas disciplinares:

a) Advertência;

b) Exclusão.

http://www.bloco.org/media/estat2009.pdf

publicado por José Manuel Faria às 10:52

 

Megan Fox

publicado por José Manuel Faria às 09:48

 

"O líder parlamentar do BE, José Manuel Pureza, disse ontem ao DN que é "absurdo estar a pensar em moções de censura" quando a comissão ainda nem foi criada. Já antes Francisco Louçã tinha recusado a ideia de estar a orquestrar um impeachment à portuguesa"


 

"José Manuel Pureza disse mesmo que "não há nenhum cenário de crise política, quem tem tentado criar essa ideia, artificialmente, é o Governo"

 

 Contra Moção de Censura

 

 

 - O governo aprova um orçamento contra os trabalhadores, vem aí um Pec estrangulador, os salários congelados até 2013, quase 100% de divida pública, desemprego a subir, o primeiro-ministro enrolado em teias de favorecimentos e “roubo” de dinheiros públicos, possuindo uma “entourange” de controlo da comunicação social com “padrinhos” bem colocados: PGR/PSTJ e “bufos” em tudo que é Instituição Pública. Sócrates mente, mente em quase tudo que afirma. Este não é o “timing” para o pontapé. É Figo quem determina o marcador do  penalty, Sócrates é apenas o presidente do conselho de administração de um país em falência. No problem!

publicado por José Manuel Faria às 09:24

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
Será que o Sócrates não teve nada a ver com a Banc...
ANÓNIMO A 19 DE JULHO DE 2020 ÀS 13:09Dinis Costa ...
O tempo “da boa fé e da colaboração institucional”...
Outra vez!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Existe gente que não s...
Dinis Costa em 2 009 recebeu 3 milhões de endivida...
Artigo 133.ºCapacidade do estabelecimento - é só a...
Pede se o favor a quem de direito, que tenham aten...
ANÓNIMO A 11 DE JULHO DE 2020 ÀS 10:57Então diga l...
O Dinis Costa teve o dinheiro dos orçamentos.Mas a...
Leu mal! 13 ( treze ) milhões que Dinis Costa desb...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO