28
Fev 10

dscf0318bq8.jpg

 - No PSD

 

 Artº 9º

(Sanções)

1. Aos militantes que infringirem os seus deveres para com o Partido serão aplicáveis as seguintes

sanções, por ordem de gravidade:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Cessação de funções em órgãos do Partido;

d) Suspensão do direito de eleger e de ser eleito até dois anos;

e) Suspensão do direito de eleger e ser eleito, até dois anos, com cessação de funções em

órgãos do Partido;

f) Suspensão da qualidade de membro do Partido até dois anos;

g) Expulsão.

http://www.psd-quarteira.com/Estatutos%20PSd.pdf

 

No PCP


 

Artº 63º

 

 

2. As sanções disciplinares aos membros do Partido são as seguintes:

a) censura;

b) diminuição de responsabilidades;

c) suspensão da actividade partidária por período máximo de 1 ano;

d) expulsão do Partido.

http://www.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=12&Itemid=38#10

 

No PS

 

 

Artigo 94º 
(Das sanções disciplinares)

1. Os membros do Partido estão sujeitos à disciplina partidária, podendo ser-lhes aplicadas as seguintes sanções:

a. Advertência; 

b. Censura; 

c. Suspensão até um ano; 

d. Expulsão.

http://www.ps.pt/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=31&Itemid=40

 

No CDS


Artigo 46°

(Sanções)

As infracções aos presentes Estatutos podem ser sancionadas com as seguintes penas:

a) Advertência;

b) Repreensão;

c) Suspensão do direito de eleger e ser eleito até dois anos;

d) Suspensão;

e) Expulsão.

http://www.cds.pt/rubricas/EstatutosaprovadosnoXXIIICongresso-Jan2009.pdf

 

 

No BE


Artigo 6º

Sanções

1 – Aos aderentes que violem os Estatutos, podem ser aplicadas, por ordem

de gravidade, as seguintes medidas disciplinares:

a) Advertência;

b) Exclusão.

http://www.bloco.org/media/estat2009.pdf

publicado por José Manuel Faria às 10:52

 

Megan Fox

publicado por José Manuel Faria às 09:48

 

"O líder parlamentar do BE, José Manuel Pureza, disse ontem ao DN que é "absurdo estar a pensar em moções de censura" quando a comissão ainda nem foi criada. Já antes Francisco Louçã tinha recusado a ideia de estar a orquestrar um impeachment à portuguesa"


 

"José Manuel Pureza disse mesmo que "não há nenhum cenário de crise política, quem tem tentado criar essa ideia, artificialmente, é o Governo"

 

 Contra Moção de Censura

 

 

 - O governo aprova um orçamento contra os trabalhadores, vem aí um Pec estrangulador, os salários congelados até 2013, quase 100% de divida pública, desemprego a subir, o primeiro-ministro enrolado em teias de favorecimentos e “roubo” de dinheiros públicos, possuindo uma “entourange” de controlo da comunicação social com “padrinhos” bem colocados: PGR/PSTJ e “bufos” em tudo que é Instituição Pública. Sócrates mente, mente em quase tudo que afirma. Este não é o “timing” para o pontapé. É Figo quem determina o marcador do  penalty, Sócrates é apenas o presidente do conselho de administração de um país em falência. No problem!

publicado por José Manuel Faria às 09:24

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
ja se pode comentar
Perfeitamente de acordo com os comentários.Anterio...
Decisão sensata...
Ó anonimozeco, além de cobarde rateirinho, demonst...
Não há indignados, revoltados,... Totós, ranhetas,...
Que historia é esta de enriquecimento ilícito? Que...
MINISTRA DA COESÃO EM VIZELAOra ora que coincidênc...
Que se passa Dr. Desde Julho que nada publica no s...
Lamento muito, Zé! Abraço.
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO