04
Jul 10



Publico aqui parte da minha intervenção ontem na Mesa Nacional do Bloco, na entrega da subscrição para a realização de uma Convenção Extraordinária. Da intervenção inicial omito as partes que a minha consciência me obriga a deixar entre as paredes da sala onde decorreu a reunião. Quem lá esteve sabe porque o faço. A quem não esteve justifico de novo com a minha consciência. E com o facto de, por muito que haja camaradas que digam o contrário, em conversas de café ou noutras...o Bloco é o meu Partido. Como aqui mais uma vez assumo, não farei campanha por Alegre. Apesar das insinuações constantes também não farei campanha pelo candidato de qualquer outro Partido. De qualquer forma e para que também fique claro, esta é a 1ª vez em que não participarei numa campanha do Bloco desde que aderi ao Bloco. De todas as outras vezes, o fiz, activamente e em consciência. Desta também.

" Camaradas, 

....Tal como nos tínhamos comprometido com os camaradas que subscrevem a convocatória de uma Convenção Extraordinária, aqui estamos hoje para entregar à Mesa Nacional, a lista dos subscritores. São 318 camaradas, incluindo dois que, entretanto, nos comunicaram que tinham deixado de ser aderentes do Bloco. Esses camaradas estão assinalados. 

... Os camaradas sabem que a discussão deveria ter sido feita e que os militantes a queriam ter feito. Os camaradas sabem que os militantes do Bloco não querem ter o mesmo candidato que Sócrates e que os eleitores do Bloco não votam Bloco para fazerem campanha ao lado do PS dos PECs que já vieram e dos PECs que hão-de vir. 

O futuro se encarregará de mostrar de que lado estava a razão. Como mostrou aquando do Acordo de Lisboa, por mais que se queiram esquecer do Acordo de Lisboa e das suas consequências....o futuro se encarregará de mostrar à Direcção do Bloco que fez a opção errada ao apoiar o candidato apoiado pelo Governo. 

O problema é que não será, apenas, a Direcção do Bloco a ser penalizada com esse erro. Será o Bloco, a Esquerda, serão os trabalhadores, serão as vítimas das políticas do Governo do Partido a que Alegre diz ter muita honra em pertencer. 

A Direcção do Bloco opta pelo macaquinho chinês que não vê nem ouve...o problema é que fala. E de cada vez que o faz, cola-se mais a Alegre e com isso descola-se mais das suas bases e dos seus eleitores.

Desejo-vos a todos uma boa campanha ao lado de Sócrates. Pela minha parte tentarei manter-me fiel a três coisas- à minha consciência, aos meus princípios e aos meus compromissos.

Contem comigo para construir a Esquerda necessária que nos comprometemos a ser. Não contem comigo para me contentar em pertencer à Esquerda possível, para a qual nos comprometemos a ser alternativa."

 

Isabel Faria

publicado por José Manuel Faria às 22:12





Circula em alguma blogosfera de esquerda um boato imbecil e absolutamente mentiroso acerca do Belenenses ter representado o salazarismo, e ainda hoje ser um clube elitista e beto.

Como em todos os clubes há no Belenenses:  ricos e pobres; fascistas e comunistas; patrões e operários, há de tudo como em qualquer organização/instituição nacional.

Esta estúpida onda aparece a propósito de o novo Presidente do Belenenses se chamar João Almeida, um jovem Deputado do CDS.

 

 

Nota: O facto de um Presidente da República do Estado Novo e de um Presidente da I República terem sido adeptos e sócios do Belenenses desde logo desmente a alegada relação privilegiada do Belenenses com o Estado Novo. De resto, o Belenenses foi 3 vezes Campeão de Portugal antes de Salazar se ter tornado presidente do Conselho, não se conhecendo, aliás, qualquer simpatia clubística da sua parte. Figuras gradas do regime caído em 25 de Abril existiram nos quadros dirigentes de todos os principais clubes portugueses. De resto, o modo como o Belenenses obteve e perdeu tanto as Salésias como o Restelo mostram que foi preterido - e não beneficiado - em comparação com os outros maiores clubes lisboetas (Benfica e Sporting). Também foram seus e só seus os três jogadores que se recusaram a fazer a saudação fascista num jogo com a Espanha: Mariano Amaro, Artur Quaresma e José Simões. Clube plural, há no Belenenses pessoas de direita como de esquerda, como das diferentes opções religiosas e filosóficas ou de distintos estratos sociais.

 

C F "Os Belenenses"

publicado por José Manuel Faria às 18:45

 

Bonanza, a série que fazia dos meninos inocentes, pecadores: fugia/se de casa, da igreja do mundo para assistir à pradaria em chamas de amizade, de luta, de honra, sempre, sempre em defesa do bem. Do tempo em que a ilusão e realidade se misturavam, e o céu dormia a nosso lado.

publicado por José Manuel Faria às 11:06

Miley Cyrus

publicado por José Manuel Faria às 10:29

Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





comentários recentes
ja se pode comentar
Perfeitamente de acordo com os comentários.Anterio...
Decisão sensata...
Ó anonimozeco, além de cobarde rateirinho, demonst...
Não há indignados, revoltados,... Totós, ranhetas,...
Que historia é esta de enriquecimento ilícito? Que...
MINISTRA DA COESÃO EM VIZELAOra ora que coincidênc...
Que se passa Dr. Desde Julho que nada publica no s...
Lamento muito, Zé! Abraço.
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO