22
Abr 11

image

 

" “Nesta altura, a minha preocupação é ter o balneário parado, um encargo financeiro tremendo. Se o Município não encontrar uma solução, eu terei de me “mexer” e tomar uma decisão. Não há de facto quem, verdadeiramente, queira tomar conta daquilo. É dificil encontrar quem queira investir”, sublinha o empresário, que vê como improvável o regresso do grupo espanhol “Tesal” às negociações. No entanto, ressalva: “Se vieram, cá estamos para conversar”.

Vizela já não é ponto de paragem para Carlos Coutinho. “Custa-me imenso ir a Vizela e ver tudo isso morto”, confessa. Contudo, o accionista nem coloca sobre a mesa, pelo menos este ano, a possibilidade de vir a abrir o balneário, nem que por períodos sazonais: “Teríamos de enfrentar dificuldades ao nível do pessoal, pois os antigos trabalhadores teriam de prescindir de parte das suas indemnizações”."

publicado por José Manuel Faria às 19:39

jornadas_canabicas_cor_net.JPG

publicado por José Manuel Faria às 16:20

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:35

publicado por José Manuel Faria às 10:30

 

 

 

"A empresa intermunicipal que serve os concelhos de Vizela e Guimarães fechou o ano com um resultado líquido positivo de 917 mil 938 euros.

A coligação PSD-CDS/PP comentou este valor, com alguma satisfação pela melhoria dos resultados em relação a 2009. Mas o vereador António Manuel Pacheco não deixou de afirmar que esta melhoria se deve ao aumento das tarifas na ordem dos 7.5%: “A melhoria das vendas [na ordem dos 12%] está no agravamento das tarifas, mas começa-se a sentir, de facto, a preocupação da empresa com o corte de algumas gorduras, principalmente nos gastos com o Pessoal”. “Convinha que as melhorias da empresa não fossem feitas na base da sobrecarga dos seus clientes, vizelenses e vimaranenses”, disse ainda o vereador da oposição.

Para este ano de 2011, segundo o autarca Dinis Costa, prevê-se um aumento de 900 clientes. “Fiquei admirado pela postura da coligação, mas ainda bem, aquilo que disseram é a verdade”, referiu o autarca. E acrescentou que “os aumentos que serão fixados em 2012 será o valor da inflação ou até menos”.

Na reunião do Executivo Municipal, António Manuel Pacheco referiu-se ainda à falta de investimento da empresa intermunicipal no concelho de Vizela ao longo do ano anterior. O vereador garantiu que a coligação vai continuar atenta em 2011: “Em 2010 a Vimágua não pregou um prego em Vizela. “Quando foi apresentado o PPI da empresa, chamamos a atenção da vereação socialista para o facto de Vizela não existir em termos de investimento e o sr. Dinis Costa ficou de pressionar no sentido de ser feito algo no nosso concelho. A ver vamos”."

 

 - Vimágua - Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela, E.I.M., S.A. Apresentou um alto saldo positivo era bom que a entidade aplica-se essa verba em infra/estruturas pelos dois concelhos e baixem-se os preços dos serviços aos clientes/contribuintes ao mesmo tempo amortizassem a dívida. O objectivo não é o lucro, é sim, servir as populações.

publicado por José Manuel Faria às 09:51

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





comentários recentes
Convém lembrar que o turismo tem um técnico Superi...
VHS só uma pergunta simples,Quantos funcionários s...
Quim Barreiros e Expensive Soul nos festejos do 19...
Victor Hugo Salgado oficializa recandidatura em ma...
Se para festejar o dia do concelho são precisos ta...
AG até se entende que ao falares no passado não f...
Cada vez que leio o RV nem sei que diga em sei que...
283.000 pensionistas têm penções miseráveis, isso ...
São os memos argumentos da Opus Dei....
"Victor Hugo Salgado respondeu, mas antes voltou a...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO