22
Abr 11

image

 

" “Nesta altura, a minha preocupação é ter o balneário parado, um encargo financeiro tremendo. Se o Município não encontrar uma solução, eu terei de me “mexer” e tomar uma decisão. Não há de facto quem, verdadeiramente, queira tomar conta daquilo. É dificil encontrar quem queira investir”, sublinha o empresário, que vê como improvável o regresso do grupo espanhol “Tesal” às negociações. No entanto, ressalva: “Se vieram, cá estamos para conversar”.

Vizela já não é ponto de paragem para Carlos Coutinho. “Custa-me imenso ir a Vizela e ver tudo isso morto”, confessa. Contudo, o accionista nem coloca sobre a mesa, pelo menos este ano, a possibilidade de vir a abrir o balneário, nem que por períodos sazonais: “Teríamos de enfrentar dificuldades ao nível do pessoal, pois os antigos trabalhadores teriam de prescindir de parte das suas indemnizações”."

publicado por José Manuel Faria às 19:39

jornadas_canabicas_cor_net.JPG

publicado por José Manuel Faria às 16:20

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:35

publicado por José Manuel Faria às 10:30

 

 

 

"A empresa intermunicipal que serve os concelhos de Vizela e Guimarães fechou o ano com um resultado líquido positivo de 917 mil 938 euros.

A coligação PSD-CDS/PP comentou este valor, com alguma satisfação pela melhoria dos resultados em relação a 2009. Mas o vereador António Manuel Pacheco não deixou de afirmar que esta melhoria se deve ao aumento das tarifas na ordem dos 7.5%: “A melhoria das vendas [na ordem dos 12%] está no agravamento das tarifas, mas começa-se a sentir, de facto, a preocupação da empresa com o corte de algumas gorduras, principalmente nos gastos com o Pessoal”. “Convinha que as melhorias da empresa não fossem feitas na base da sobrecarga dos seus clientes, vizelenses e vimaranenses”, disse ainda o vereador da oposição.

Para este ano de 2011, segundo o autarca Dinis Costa, prevê-se um aumento de 900 clientes. “Fiquei admirado pela postura da coligação, mas ainda bem, aquilo que disseram é a verdade”, referiu o autarca. E acrescentou que “os aumentos que serão fixados em 2012 será o valor da inflação ou até menos”.

Na reunião do Executivo Municipal, António Manuel Pacheco referiu-se ainda à falta de investimento da empresa intermunicipal no concelho de Vizela ao longo do ano anterior. O vereador garantiu que a coligação vai continuar atenta em 2011: “Em 2010 a Vimágua não pregou um prego em Vizela. “Quando foi apresentado o PPI da empresa, chamamos a atenção da vereação socialista para o facto de Vizela não existir em termos de investimento e o sr. Dinis Costa ficou de pressionar no sentido de ser feito algo no nosso concelho. A ver vamos”."

 

 - Vimágua - Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela, E.I.M., S.A. Apresentou um alto saldo positivo era bom que a entidade aplica-se essa verba em infra/estruturas pelos dois concelhos e baixem-se os preços dos serviços aos clientes/contribuintes ao mesmo tempo amortizassem a dívida. O objectivo não é o lucro, é sim, servir as populações.

publicado por José Manuel Faria às 09:51

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





comentários recentes
São os LIONS... porque são os Reis da (VIZELA) sel...
O professor este comentário é que devia pôr no Fac...
Ainda bem para a Rádio Vizela que foi José António...
O pavor e o medo chegou à Câmara Municipal de Vize...
Anda aí um zum zum de alguém que anda á procura de...
ANÓNIMO A 9 DE DEZEMBRO DE 2019 ÀS 10:54O PREÇO DE...
Os milhões que a Câmara socialista de Francisco Fe...
ANÓNIMO A 9 DE DEZEMBRO DE 2019 ÀS 20:41É verdade ...
Porque não respondeu no Facebook?Ao menos o Sr. An...
que bonito o cortejo, tinha outra vida se fossem a...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO