23
Abr 11

 

 

 

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 16:15

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 11:57

 

 

 

 

O Bloco de Esquerda é um partido/movimento da esquerda socialista anti/capitalista que tem como objectivo a instauração do socialismo em liberdade. O BE ao longo dos anos tem cativado milhares de militantes, dezenas de milhares de simpatizantes e centenas de milhares de eleitores.

O BE tem sido uma organização credível e respeitada por uma forte fatia dos portugueses, isso vê-se no comportamento das populações por exemplo nas autarquias onde há organização e cultura política activa. Nos momentos eleitorais autárquicos quer nas grandes “metrópoles” (Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Setúbal ou Aveiro) quer nos outros municípios, o BE sabendo do seu sentido de responsabilidade e da inteligência das pessoas, não entra na rua, nas fábricas ou dentro das casas dos munícipes apregoando que luta eleitoralmente para vencer a Câmara Municipal: sabe da sua equipa, do seu programa, mas também da sua fragilidade e “pede” um Vereador, um Bloquista que denuncie, “investigue” e proponha medidas alternativas ou complementares às do governo local.

Nas legislativas de Junho, o BE sabe ou se não sabe deveria saber (porque o povo sabe) que entra neste processo para eleger o máximo de Deputados e criar um grupo parlamentar que rasgue as vestes do poder. O BE se não seguir esta estratégia e optar por uma mais arrojada – conquista de poder -, tem obrigatoriamente de assumir um programa de governo completo, indicar um grupo de personalidades que torne credível a proposta, assim como, e objectivamente o ou os partidos com quem fará coligação pós/eleitoral. O partido sabe que dificilmente ultrapassará os 10% e os eleitores sabem que isso, é a verdade. Não vale a pena lançar slogans do tipo: “Há Alternativa: Governo de Esquerda” se não for acompanhado com a devida explicação. O povo perguntará?

- Governo com quem?

O PS e o PSD são os únicos partidos que sem demagogia podem afirmar que querem ser governos sozinhos. Esta é a realidade, não vale andar a “brincar” ao faz de conta, neste terrível momento social, principalmente para os trabalhadores, estes querem seriedade, querem propostas credíveis, querem soluções.

Caso o BE insista que luta por um governo de Esquerda, tem de dizer ao povo quem são os “companheiros”, a não o fazer, provavelmente, sofrerá uma derrota. O que seria desastroso para um partido que tem crescido desde a sua fundação.

publicado por José Manuel Faria às 10:42

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





comentários recentes
AG até se entende que ao falares no passado não f...
Cada vez que leio o RV nem sei que diga em sei que...
283.000 pensionistas têm penções miseráveis, isso ...
São os memos argumentos da Opus Dei....
"Victor Hugo Salgado respondeu, mas antes voltou a...
Quantos quer? 1,3,5,6,7, quer com nomes começa no ...
O melhor vereador das Obras Municipais?!Basta ver ...
No sábado estivemos em destaque na SIC Notícias so...
Vem se vê que não pisca a pagina da Cãmara Municip...
fia-te na virgem e não corras…...vais peço esgoto!...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO