13
Mai 11

 

 

 

Sondagem Intercampus 

publicado por José Manuel Faria às 22:41

 

 

A ACOP – Associação de Consumidores de Portugal -, estrutura de interesse geral e âmbito nacional, ante atropelos de monta perpetrados contra os consumidores das freguesias de Serzedelo e Guardizela pela empresa de distribuição predial de água – a Vimágua  -, consistentes na exigência de pagamento de avultadas somas dos “ramais de ligação”, interpôs no Tribunal Administrativo de Braga uma acção popular, em que deduziu como pedidos:

. a declaração de ilegalidade de norma do seu regulamento em que se previa a cobrança de tais montantes;

. a condenação da VIMÁGUA a abster-se  de proceder à cobrança de quaisquer valores, a esse título, aos consumidores;

. a restituição dos montantes ilicitamente cobrados;

. a arbitramento de uma indemnização pelos danos morais causados aos consumidores com as ameaças de corte e outras providências intimidatórias.

O signatário juntou um fundamentado parecer de que, em síntese,  emergem as conclusões:

 

publicado por José Manuel Faria às 18:01

 

 

Arrastão

publicado por José Manuel Faria às 17:47


Edita Vilkeviciute

 

Nesta semana o Concelho de Vizela deve ser proporcionalmente ( 14 000 votos válidos, aprox.) o mais apetecível para os candidatos a deputados. Os principais partidos (5) "atacam" o municipio termal: instituições, câmara, feiras, lojas, etc (...), o sossego voltará a partir do dia 6 de Junho.

publicado por José Manuel Faria às 11:43

 

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:58

 

 

"Defendo a existência de um governo com maioria na Assembleia da República há muito tempo. Antes das eleições de 2009 disse-o numa entrevista, de que nem todos gostaram no PS, que achava aconselhável já então fazê-lo. O que aconteceu, infelizmente, foi a impossibilidade de construir com partidos como o Bloco de Esquerda e o PCP uma alternativa sólida e credível. Se for liderado pelo PS - que muito dificilmente terá maioria absoluta como parece -, dificilmente poderá deixar de contar com o PSD."

 

 

 

 - Os partidos do "arco do poder", a maioria ou totalidade dos "senadores" e, digamos, o "sistema", pedem em uníssono um governo de maioria absoluta em nome do interesse nacional. Quer dizer, o vencedor das eleições não deve governar sozinho mesmo que o queira, o grande objectivo, creio, será a estabilidade política. Se recuarmos no tempo, o Governo Soares PS/PSD (83/85) não resultou, e outros governos maioritários de mais que um partido também caíram. Esta imprescindibilidade política é uma treta para enganar incautos e serve os interesses políticos dos do "costume".

 

Caso estes partidos fossem tão responsáveis como dizem que o serão, não necessitaríamos de coligações forçadas, os perdedores, responsavelmente na oposição colocariam o interesse nacional acima dos seus interesses de poder. Está visto, o PS, PSD e PS são partidos tão responsáveis que só no governo assumem as suas responsabilidades. Há responsabilidade se houver "tacho".

 

 

publicado por José Manuel Faria às 10:22

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





comentários recentes
Existem certas pessoa que deviam ser mais discreta...
Gostaria de ler, mas o seu texto não aparece.Se lh...
Alguém pode informar o porquê da RC não ser presen...
Alegadamente quem sabe se é desta vez que o AG vai...
Realmente na politica o que hoje é verdade amanhã ...
Achei muito interessante atualmente esta sua posta...
Venho aqui fazer o apelo para que os responsáveis...
Não interessa se é verdade se é mentira,!!!!!!!!!!...
Fez muito bem a Sr.ª Vereadora Fátima Andrade, par...
Estupefacto com o que diz o Vereador Eugénio Silva...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO