10
Jul 12

 

"Numa nota enviada para a Comunicação Social, a Concelhia de Vizela do Bloco de Esquerda (BE) vem expor uma recomendação à Câmara Municipal. Os bloquistas referem, “que o Município, devido ao não pagamento do subsídio de férias aos trabalhadores camarários irá encaixar uma verba e que a deveria utilizar na criação de bolsas de estudo”. O objetivo seria “reduzir os efeitos das desigualdades sociais que impedem alunos, com dificuldades económicas, de ter acesso ao Ensino Superior”, adianta o comunicado.

 

De acordo com o BE os candidatos teriam que preencher requisitos para se candidatarem às referidas bolsas de estudo, entre os quais serem residentes no concelho, terem aproveitamento escolar com média igual ou superior a 14 valores e serem estudantes a tempo inteiro”, entre outros critérios.

 

Segundo se lê ainda na nota esta proposta seria para entrar em vigor já no ano lectivo de 2012/2013 e teria a duração de dez meses."


RV

publicado por José Manuel Faria às 18:12

publicado por José Manuel Faria às 12:06

 

 

 

 

http://tv1.rtp.pt/noticias/index.php?article=188653&tm=4&layout=122&visual=61

 

"Foi a única mulher que desempenhou o cargo de primeiro-ministro em Portugal, tendo chefiado o V Governo Constitucional, em funções de Julho de 1979 a Janeiro de 1980.Em 19.07.1979, foi indigitada pelo presidente da República, general Ramalho Eanes, para chefiar o V Governo Constitucional (31.07.1979 – 03.01.1980), um governo de gestão incumbido de preparar as eleições legislativas intercalares marcadas para 2 de Novembro desse ano. Ao aceitar desempenhar aquelas funções, Maria de Lourdes Pintasilgo tornou-se a primeira mulher portuguesa a assumir o cargo de chefe do Governo. Foram características da sua acção governativa, nas palavras de um historiador, uma liderança dialogante, bem como a manifesta preocupação de justiça social que trespassou a produção legislativa daquele período[1].

 

 

Foi candidata independente às eleições presidenciais de 1986, as mais competitivas e polarizadas do regime democrático português, onde pela primeira vez os candidatos eram civis e não já militares. Sem o apoio de qualquer máquina partidária e gozando do prestígio que recolhera enquanto primeira-ministra.Os resultados eleitorais traduziam o triunfo dos aparelhos partidários sobre as apostas singularizadas, penalizando fortemente aquela que havia sido a candidatura mais personalizada, a de Maria de Lourdes Pintasilgo, com 7,4% dos votos."

 

 

Maria de Lourdes Pintasilgo teve o meu voto.

publicado por José Manuel Faria às 08:46

Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





comentários recentes
Calma, a verdade é como o azeite vem sempre ao cim...
ANÓNIMO A 21 DE JANEIRO DE 2020 ÀS 13:48 Está a fa...
O rácio em Vizela de espaços verdes, é muito reduz...
Pedrosa o presidente da assembleia para dizer aqui...
E nesta terra de mentecaptos irá tê-la.Oposição in...
Trata-se de um patético editorial, bem ao estilo q...
O Pedrosa deveria esticar a corda. Mas medricas co...
Apelo à maioria absoluta!!!!!!!E depois o Jorge P...
Isto é que se chama rapidez. Há 15 dias só havia 2...
Jantar de Reis MVSGira o disco e toca o mesmo, ou...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO