15
Ago 13



A partir do momento em que alguns presidentes de câmara com três mandatos anunciaram as suas candidaturas colocou-se imediatamente a forte possibilidade de estas serem impedidas pelos tribunais. Entretanto, os interessados e respectivos partidos deixavam correr o tempo sem se preocuparem com a judicialização da política antes pelo contrário. Esta estranha atitude, afinal tinha um propósito táctico: não era do interesse do PSD e PS alterarem/esclarecerem a Lei, pois, caso o fizessem, estes, seriam penalizados pela população que não admite políticos construírem legislação para proveito próprio (tachismo). A ambiguidade da Lei servia perfeitamente os interesses dos “dinossáurios” que, assim, pareciam mostrar um claro despreendimento- os tribunais que decidam.

publicado por José Manuel Faria às 10:55

Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29
30
31


comentários recentes
Se o bifinho for jeitoso e abaixo dos 40 anos, eu ...
É verdade, é o Presidente Marcelo a nível nacional...
“Hoje prova-se que Vizela não é só festa.Blablabla...
O MAS formou-se como novo partido entregando 9 000...
...e até já passou pelo FCVizela, em 2006/07 como ...
É mais antigo, então esqueceu-se da Ruptura FER...
Sem esquecer o Toucinho do Céu do convento de Odiv...
PS está contra a construção da Casa da Cultura”.V...
Tirando o Bolinhol não conheço, mais nenhum.Onde f...
Europeias 2019, MAS 9 votos, será que nas Legisla...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO