15
Ago 13



A partir do momento em que alguns presidentes de câmara com três mandatos anunciaram as suas candidaturas colocou-se imediatamente a forte possibilidade de estas serem impedidas pelos tribunais. Entretanto, os interessados e respectivos partidos deixavam correr o tempo sem se preocuparem com a judicialização da política antes pelo contrário. Esta estranha atitude, afinal tinha um propósito táctico: não era do interesse do PSD e PS alterarem/esclarecerem a Lei, pois, caso o fizessem, estes, seriam penalizados pela população que não admite políticos construírem legislação para proveito próprio (tachismo). A ambiguidade da Lei servia perfeitamente os interesses dos “dinossáurios” que, assim, pareciam mostrar um claro despreendimento- os tribunais que decidam.

publicado por José Manuel Faria às 10:55

Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9



29
30
31


comentários recentes
Novo Rumo com Vitor T, Dinis e Joap poleri. A séri...
VIZELA CIDADE NATAL 2019 | Este ano o verdadeiro e...
Alargar o período experimental para 180 dias foi a...
"Homem pequeno, o Diabo o cagou'", adágio popular!
Dora Gaspar esteve tantos anos no desempenho de fu...
Mais uma vez a liderança da Coligação PSD/CDS-PP a...
Um aumento de despesas com pessoal de 1,7 milhões ...
Volta e meia lá surge uma notícia, plantada num do...
VHS as festas são feitas por ALGUNS funcionários d...
Caiu esse, e depois de Israel aos EUA passando pel...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

12 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO