24
Dez 13

 

"O comunicado refere que foi à procura de “um consenso alargado que o Executivo PS convidou o vereador Miguel Lopes para um entendimento no que diz respeito às matérias mais importantes para o futuro do concelho, com inclusão no executivo municipal distribuindo-lhe alguns pelouros”.

 

No entanto, acrescenta a nota, os intervenientes foram “surpreendentemente, confrontados com uma situação anómala no que concerne á aceitação, por parte dos partidos que compõem a Coligação. Pior ainda foi o comunicado onde se lê a retirada da confiança politica ao vereador em causa”.

 

O Executivo Socialista e Miguel Lopes, dizem não se rever “em situações de dividir, mas sim para unir”, entendendo, “em conjunto e de pleno acordo, não dar sequencia ao projeto iniciado”, lê-se, acrescentando o comunicado que “o objetivo é reunir o máximo de consenso político á volta do maior partido, pós eleitoral, que é Vizela”.

Refere o Executivo do Partido Socialista, que “dará início a novas reuniões com os partidos da oposição, no início de janeiro, com vista ao maior entendimento possível para este mandato”."

 

rádio vizela

publicado por José Manuel Faria às 17:21

publicado por José Manuel Faria às 11:34

publicado por José Manuel Faria às 11:31

publicado por José Manuel Faria às 11:27

Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





comentários recentes
Ainda bem que quando toca a "engolir sapos" toca a...
Existem certas pessoa que deviam ser mais discreta...
Gostaria de ler, mas o seu texto não aparece.Se lh...
Alguém pode informar o porquê da RC não ser presen...
Alegadamente quem sabe se é desta vez que o AG vai...
Realmente na politica o que hoje é verdade amanhã ...
Achei muito interessante atualmente esta sua posta...
Venho aqui fazer o apelo para que os responsáveis...
Não interessa se é verdade se é mentira,!!!!!!!!!!...
Fez muito bem a Sr.ª Vereadora Fátima Andrade, par...
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO