31
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 12:08

 - Rio a enterrar-se ainda mais. Diz que o PSD desconhecia a posição de Suzana Garcia acerca de várias questões, como a castração química, e só depois do convite feito é que ficou a saber disso e como tal, já tem um plano B para a candidatura à Amadora. 

publicado por José Manuel Faria às 11:54

30
Mar 21

Treinador do FC Vizela admite que a equipa persegue o sonho, que é também dos seus adeptos e de toda uma cidade

O treinador do FC Vizela era um homem visivelmente feliz, a vitória clara imposta ao Leixões.  Destacou a vitória, mas também o jogo bem conseguido pela sua equipa. “Foi um jogo muito bem conseguido da nossa parte. Nós vínhamos com um objetivo, sermos capazes de estar ao nível do que tem acontecido nos últimos jogos, de sermos capazes de encarar os desafios com uma vontade enorme e determinação e ganhar. Sabíamos que tínhamos que entrar com uma postura muito forte, porque o Leixões é uma excelente equipa, muito bem orientada, por um treinador muito experiente, por quem tenho uma estima muito grande. Sabíamos que tínhamos que pegar no jogo, controlá-lo e levá-lo para a nossa zona de conforto, com bola e sem bola. Conseguimos e tivemos também a capacidade de levar a bola às zonas de finalização e tivemos discernimento suficiente para finalizar. É uma vitória inteiramente justa, num jogo fantástico entre duas equipas que quiseram sempre ganhar o jogo”.

Álvaro Pacheco destacou o que permitiu à sua equipa chegar ao segundo lugar da classificação. “Quando há uma ideia e à volta dela os jogadores se comprometem, acreditam e metem alma e paixão naquilo que faz, às vezes os sonhos acontecem. O nosso sonho tem sido vivido jogo a jogo, tem sido sempre esse o nosso desafio. O que me dá mais prazer é vê-los a jogar da forma como treinam, a vê-los colocar em prática o que aprenderam, aquilo em que nós acreditamos e jogar o jogo de uma forma emotiva, como nós sabemos. É isso que esta equipa tem vindo a fazer e é nisso que temos que continuar focados e os resultados irão sempre ser consequência disso. Independentemente do lugar em que vamos ficar no final, vou ter sempre um orgulho muito grande nos meus jogadores. Orgulho pelo que eles têm vindo a fazer, pelo crescimento e pelo impacto que eles estão a causar. São jogadores na sua grande maioria que chegaram do Campeonato de Portugal, e conseguem ter este desempenho, num campeonato muito difícil, encarando todos os adversários de igual para igual. Não ganhamos os jogos todos, mas o nosso empenho a nossa determinação tem estado em todos os jogos. É assim que queremos continuar, com a nossa imagem de marca que é entrar em todos os jogos para ganhar, foi isso que nos trouxe até aqui”.

O treinador admite que a equipa persegue o seu sonho, que é também o dos seus adeptos e de toda uma cidade. “Não nos focamos na classificação, mas em sermos capazes de semana após semana melhorar em todos os aspetos. Esta semana, claramente que merecemos conquistar os três pontos, já que depois do empate com o Arouca o desafio foi lançado durante a semana e conseguimos o que pretendíamos para hoje. Temos que olhar para o que somos e perceber de que forma podemos continuar a crescer, sempre focados no nosso jogo. Passo a passo temos que continua a perseguir aquilo que é o sonho. O que temos vindo a fazer e a realizar, está a acordar o gigante da cidade, já se nota a envolvência dos adeptos, a envolvência de uma cidade à volta da equipa, vê-se também claramente o respeito que estes jogadores conquistaram, por aquilo que têm vindo a fazer. Não tenho dúvidas que hoje toda a cidade está orgulhosa, com o que conseguimos e a rever-se neste espírito, que foi aqui demostrado, que é no fundo o reflexo do que é ser Vizela”.   

publicado por José Manuel Faria às 17:42

publicado por José Manuel Faria às 12:03

publicado por José Manuel Faria às 11:35

29
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 16:49

publicado por José Manuel Faria às 16:41

28
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 11:25

 

"UMLP (União Marxista-Leninista Portuguesa), somos um movimento formado por um grupo de trabalhadores, estudantes e reformados revolucionários, homens e mulheres, de Norte a Sul de Portugal. Juntámo-nos, pois, estamos convencidos de que toda a exploração, destruição ambiental, repressão e guerras só terão um final quando o capitalismo for derrubado.

Quando a classe trabalhadora tomar o poder, construirá a única sociedade justa, o socialismo verdadeiro.

Por isso formámos a UMLP, com o apoio da ICOR, da qual somos membros, uma coordenadora internacional de lutas de classe revolucionárias. Com mais de 60 organizações, presente em cerca de 50 países pelos 5 continentes, conta na Europa com 25 organizações, para apoiar de maneira activa as lutas das massas contra o imperialismo."

publicado por José Manuel Faria às 11:15

27
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 11:23

publicado por José Manuel Faria às 11:19

26
Mar 21


Realizado pelo jornalista James Fletcher e estreado antes da vitória de Joe Biden, este documentário tenta decifrar a surpresa que foi, para muitos, a eleição de Donald Trump nas presidenciais de 2016, contra Hillary Clinton. Recolhe depoimentos de personalidades como o ex-director de comunicação da Casa Branca Anthony Scaramucci, o jornalista inglês Piers Morgan, a directora de campanha e conselheira de Trump Kellyanne Conway ou o comentador Van Jones.

publicado por José Manuel Faria às 12:20

publicado por José Manuel Faria às 12:13

25
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 14:09

Com alguma poeira ainda para assentar, pode dizer-se que, mais depressa, o mar responderá a Fernando Pessoa do que os Vizelenses terão a resposta ao imbróglio pré-eleitoral autárquico, entretanto criado. Sobre este assunto, quero deixar bem claro que, acredito, o único processo de persuasão excelente é o da persuasão moral.

A este propósito, no dia 18 de fevereiro de 2021, um ilustre Vizelense escrevia, em título, neste mesmo jornal: “os fins nem sempre justificam os meios”, acrescentando no corpo do artigo, entre outras considerações, que “tentou aniquilar a oposição, só porque esta não se curvou perante o poder. A atitude foi sempre de quero, posso e mando, o discurso foi sempre de uma agressividade a raiar a atitude de um rufia…” Ora, tendo passado pouco mais de um mês, posso assegurar que brevemente entrará em ação o celebrado filme “Tudo o Vento Levou”, mandando às malvas a memória, a luta e a indignação de muitos porque, entretanto, outros valores se levantaram…
É a vida, como diria noutro contexto, bem mais nobre, o Eng.º António Guterres.
Tenho, para mim, que a dinâmica de construir uma história ajuda a pensar melhor sobre as coisas e, por essa razão, vou continuar a escrever, observando os sinais e as movimentações.
Vou continuar a intervir em plena liberdade, obedecendo apenas aos ditames da minha consciência.
Vou escrevendo, e vou lendo, e é sobre um romance com mais de 30 anos do escritor espanhol Javier Marias, intitulado “Todas as Almas”, que aconselho vivamente a sua leitura, que este sintetiza na perfeição a traição, o engano, o poder, a verdade e a mentira, ajudando-nos a perceber coisas que estão na vida de todos: a impossibilidade de sabermos quando alguém está a dizer a verdade ou a mentira e que, não obstante tanta ciência, tantas invenções e tanta tecnologia, ainda não haja maneira de conhecer se o que alguém te diz é a verdade.
O positivismo diz-me que a “Esperança é Imortal”, tal como Patrícia Portela escrevia na sua crónica mensal “na hora de comer o treinador”:
“… minha esperança é imortal.
Eu repito, ouviram? Imortal!
Sei que não dá para mudar o começo, mas se a gente quiser, vai dar para mudar o final!”
Há dias fui convidado a refletir sobre “as Gerações” num debate promovido pelo Rotary Club de Vizela e assentei, exatamente na ‘Esperança’, a minha dissertação, principalmente na Esperança de que, não obstante todos os perigos, não caiámos num conflito de gerações. É verdade que, às vezes, respondemos às expectativas, mas outras vezes não, porque a globalização tem revelado desequilíbrios, as situações financeiras ficaram fora de controlo, a tecnologia promete, mas também ameaça, o clima transforma-se em cada dia que passa, o mundo torna-se cada vez mais um lugar musculado, desordenado, instável e desigual, mas também prometedor e…
É aqui que radica a esperança num mundo melhor.

publicado por José Manuel Faria às 14:00

24
Mar 21

publicado por José Manuel Faria às 10:51

@luisjorge
"A Isabel Jonet é regular como um relógio. No tempo de Sócrates dizia que havia fome em Portugal. No tempo de Passos Coelho, só havia madraços que queriam comer bifes do lombo. E agora, que lá está o Costa, as "pessoas ficam com muitas contas para pagar". Nada como as tradições."

publicado por José Manuel Faria às 10:47

publicado por José Manuel Faria às 10:44

23
Mar 21

Guilherme Trindade 

@SexoGratweeto

publicado por José Manuel Faria às 12:56

publicado por José Manuel Faria às 10:43

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





comentários recentes
ja se pode comentar
Perfeitamente de acordo com os comentários.Anterio...
Decisão sensata...
Ó anonimozeco, além de cobarde rateirinho, demonst...
Não há indignados, revoltados,... Totós, ranhetas,...
Que historia é esta de enriquecimento ilícito? Que...
MINISTRA DA COESÃO EM VIZELAOra ora que coincidênc...
Que se passa Dr. Desde Julho que nada publica no s...
Lamento muito, Zé! Abraço.
subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

11 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO