08
Mai 08

O RVJornal analisa a Assembleia Municipal (2 páginas) de Vizela à posteriori com excepção do "Discurso Directo", quero dizer no dia (s) seguintes telefona aos principais protagonistas para eles opinarem sobre a mesma, é um modo de trabalho, não o melhor. Os "actores" podem desvirtuar os seus argumentos da reunião "in loco". Este trabalho poderia ser complementar, não único. Exemplo: O PCP não interviu na Reunião de 4 horas!

 

Relativamente ao "Discurso Directo", a responsável deveria colocar as respostas/opiniões  aos "ditos", por exemplo:

 

Francisco Ferreira para José Manuel Faria "Também quer saber quanto se gastou em papel higiénico?". Respondi: "O sr: é um mal educado que vem para a assembleia falar em democracia e depois vê-se", mais ou menos isto. Quem ler esta frase solta sem resposta e sem contexto, não a entende bem. Eu entendi. O Edil queria gozo.

publicado por José Manuel Faria às 18:37

8 comentários:
uma vitima.
Anónimo a 8 de Maio de 2008 às 22:17

Essas picardias entre os 2 jornais, entre CMV e NV, entre si e RvJ já cheira mal.

Gostaria de ver os jornais a correr atrás das noticias e não as noticias a correr atrás deles.

À CMV gostaria de a ver a trabalhar pelos e pros vizelenses.

A si gostaria de convida-lo a examinar-se antes de falar.

´Tenho dito.
Enojado a 9 de Maio de 2008 às 12:29

" Gostaria de ver a Câmara a trabalhar pelos vizelenses", também eu!

As opiniões são livres em Vizela, principalmente quando se escondem atrás do anonimato.

O sr. enojado, pensa que é facil dizer que o rei vai nú.

Então assuma-se e diga.
José Manuel Faria a 9 de Maio de 2008 às 12:53

Sr. enojado,

Ninguém o obriga a "comer" deste prato.
Se anda com nojo vá para outros "pratos(blogs)".
Quanto aos jornais e jornalistas valha-nos os santos todos pois é cada mentira, noticias inventados, deturbadas, exploradas até ao tutano, repetidas, etc
Sejam eles regionais ou nacionais, escritos, falados ou televisionados, não valem nada.
João Ferreira a 9 de Maio de 2008 às 18:32

Sr. João Ferreira, gostava de saber o que faz na vida, deve ser algo de muito bom, onde o senhor deverá ser exemplar. Não percebo, porque é que se sente no direito de falar assim dos jornalistas. Ou seja como é que se sente no direito de falar de mim, quando não me conhece de lado nenhum.
Joana Carvalho a 9 de Maio de 2008 às 21:16

Esqueci-me de mais uma coisa: se o que faço não vale nada, gostava de saber se aquilo que o senhor faz vale alguma coisa.
Joana Carvalho a 9 de Maio de 2008 às 21:18

É a joana que trabalha no comércio do porto? caso seja, parabéns.
jornalista regional a 9 de Maio de 2008 às 22:05

o senhor deve ser do campo ou então pastor. não lê os jornais reles, as tv reles e não ouve radios reles. de certeza que não vai jogar playstation.
Anónimo a 13 de Maio de 2008 às 18:18

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





comentários recentes
E o irónico não é ficarmos com mais uma prova de q...
No jornal de Vizela pode ler-se a opinião de Fátim...
Sinceramente não sei como as pessoas perdem tempo ...
Não detestes, atrás de mim virá, quem bom de mim f...
Das duas três: este Eugénio está armado em ser pro...
Caro senhor professorPode dizer-me que sigla é aqu...
À medida do defunto, como disse o outro.
Uma proposta à medido do jic
Agora são os chineses, antes eram os angolanos.. C
E o Sócrates atirou sobre a Câncio. O que ela prec...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO