15
Jul 08

O último prós e contras da RTP1 da "época" foi o melhor a que assisti. Sem políticos ( não foi a razão principal), com a participação de bastonários de várias ordens: advogados, engenheiros, arquitectos, médicos e enfermeiros, e com  intervenções do "público" marcantes, um professor de filosofia, belga, pela positiva do português ( individualista, desvantagem), mas com muitas capacidades ( vantagens), de um professor universitário com uma caracterização de uma nação sem cultura, preguiçosa e sem meritocracia. Finalmente viu-se um debate com opostos argumentativos, e atá Fátima C. Ferreira esteve bem. O português é invejoso,bom  trabalhador no estrangeiro, mau na integração e trabalho em grupo, possui pouca auto-estima e sempre com saudades do passado. Tem possibiidades de dar a volta há crise, contudo não quer porque não é rigoroso, organizado e é laxista sempre a apontar o dedo ao culpado, o Outro. Valeu .

publicado por José Manuel Faria às 10:23

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





comentários recentes
E o irónico não é ficarmos com mais uma prova de q...
No jornal de Vizela pode ler-se a opinião de Fátim...
Sinceramente não sei como as pessoas perdem tempo ...
Não detestes, atrás de mim virá, quem bom de mim f...
Das duas três: este Eugénio está armado em ser pro...
Caro senhor professorPode dizer-me que sigla é aqu...
À medida do defunto, como disse o outro.
Uma proposta à medido do jic
Agora são os chineses, antes eram os angolanos.. C
E o Sócrates atirou sobre a Câncio. O que ela prec...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO