05
Ago 08

http://atuleirus.weblog.com.pt/arquivo/Yelling_%20Boss_.jpg

 

Há 50 mil empresas em Portugal que se apropriam indevidamente dos descontos efectuados para IRS pelos seus trabalhadores ou para IRC, por outro prestadores de serviços, além do IVA cobrado aos clientes, não entregando essas prestações ao Estado. Segundo o Ministério das Finanças, as dívidas totais destas empresas ascendem a cerca de 2,2 mil milhões de euros, o que corresponde a 6% da receita fiscal total inscrita no Orçamento de Estado para 2008.

 

As empresas abrem falência aqui, a mesma com outro nome abre a 20 km. Os trabalhadores são despedidos por encerrarem os seus postos de trabalho. Os trabalhadores ganham pouco e fazem horas extraordinárias. Os operários são pouco produtivos e preguiçosos. É necessário um código mais liberal, onde o patrão tenha mais facilidade de despedimento para a economia crescer. E depois acontece isto: 50 mil patrões a roubarem descaradamente os trabalhadores e o Estado. E o mesmo Estado vai tratar os empresários com muita calma, apelando ao bom - senso da necessidade de cumprir os direitos fiscais com medo é claro que estes encerrem as empresas por falta de trabalho. Temos patrões que envergonham o País

publicado por José Manuel Faria às 10:39

3 comentários:
-Falta liberalismo na economia, talvez não concorde comigo, mas também é verdade que temos patrões a mais e empresários a menos. E já agora estado a mais, o nosso PSI 20 é uma vergonha, quantos fizeram fortuna empreendendo ou arriscando? Já tivemos no passado empresários de boa estirpe, agora restam alguns, infelizmente poucos, mas o país também não incentiva ninguém, se fôr ás universidades (públicas), fizer uma ronda pelos melhores alunos do último ano, todos esperam alcançar um bom lugar (no estado).
António de Almeida a 5 de Agosto de 2008 às 15:48

Caro António, discordo, para mim era mais estado. Daí a diferença Direita/Esquerda sem sectarismos, claro.
José Manuel Faria a 5 de Agosto de 2008 às 19:49

O estado de coisas a que chegámos apenas propicia um comentário aos ultra-liberais: Porreiro, pá! O povinho que se dane.
João Nuno Sequeira a 6 de Agosto de 2008 às 00:36

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



26
27
28
29
30

31


comentários recentes
Bem a pensar assim a Praça, (Lameira)deveria ainda...
Os únicos preocupados são:O Eugénio e a Dora, o Eu...
Há por aqui comentários de pessoas a soldo dos que...
de Março Essa alternativa (nunca chegou a ser pro...
A qual eng ) Ao Porta Chaves
Este artista tem a voz do dono. E nasceu na Praça ...
É só olhar para a fotografia deste" poeta" que se ...
Hotel sul americano, já teve só dois andares, Casi...
Depois de ler este artigo, fiquei a perceber que n...
Parece que não re4spondeu ao que lhe perguntaram. ...
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

13 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO